quarta-feira, 26 de novembro de 2014

A Raiz de Todos os Males

"Pois o amor ao dinheiro é raiz de todos os males. Algumas pessoas, por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram a si mesmas com muitos sofrimentos." (1 Timóteo 6:10)

Ultimamente tem-se enfatizado de forma errônea que a Bíblia ensina que o dinheiro é a raiz de todos os males. Mas, a Bíblia não ensina isso.

A Bíblia ensina que “o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males [...]” (1 Timóteo 6:10).
- Você consegue ver a diferença?

A questão não é o dinheiro, mas o amor a ele. O versículo 10 explica: “[...] por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram a si mesmas com muitos sofrimentos.”

Como resultado da cobiça ao dinheiro, muitos tem se desviado da fé.

Ao olhar para alguém abençoado financeiramente, você pode pensar: essa pessoa com certeza é guiada pelas coisas do mundo e pelo dinheiro. E, em contra partida, ao olhar para aqueles que têm muito pouco, concluir: essas pessoas certamente não são materialistas, não são guiadas pelo dinheiro.

Mas o fato é que o oposto também pode ser verdade. É possível que uma pessoa abençoada com riquezas seja aquela que mais faz doações, só não conta nada a respeito disso para os que estão a sua volta. Também pode ser verdade que uma pessoa de poucos recursos seja obcecada pelo dinheiro.

A questão é: se você é obcecado por dinheiro, pode destruir a sua vida espiritual. Para algumas pessoas, ter muito pode significar ruína espiritual.

Precisamos encontrar o equilíbrio adequado, conforme escrito em provérbios: "Mantém longe de mim a falsidade e a mentira; Não me dês nem pobreza nem riqueza; dá-me apenas o alimento necessário. Se não, tendo demais, eu te negaria e te deixaria, e diria: ‘Quem é o Senhor? Se eu ficasse pobre, poderia vir a roubar, desonrando assim o nome do meu Deus." (Provérbios 30:8-9)

Nenhum comentário:

Postar um comentário