terça-feira, 19 de agosto de 2014

Tomando Posição

"Daniel, contudo, decidiu não se tornar impuro com a comida e com o vinho do rei, e pediu ao chefe dos oficiais permissão para se abster deles. E Deus fez com que o homem fosse bondoso para com Daniel e tivesse simpatia por ele." (Daniel 1:8-9)

Sob o domínio da Babilônia, Daniel desprezou os luxos da corte do rei porque comer alimentos impuros teria sido um ato contra a sua fé. Deus honrou a posição de Daniel e proporcionou-lhe ser muito respeitado por parte do chefe dos eunucos, pois a sua atitude o havia impressionado.

A vida de Daniel é a prova viva daquilo que a Bíblia menciona em Provérbios 16:7: "Quando os caminhos de um homem são agradáveis ao Senhor, ele faz que até os seus inimigos vivam em paz com ele."

É tão raro encontrar pessoas que acreditem em algo hoje em dia. Quando alguém diz: "Acredito que isso seja certo - e essa será a posição que tomarei" os descrentes quase sempre riem dele.

Mas eu acredito que, em muitos casos, bem lá no fundo, alguns descrentes fiquem impressionados. Eles não costumam ver esse tipo de coisa no mundo atual: alguém que realmente tenha convicções e creia firmemente em alguma coisa.

Eles podem argumentar com você, podem desafiá-lo; mas, na maioria dos casos, eles não discutem porque discordam. Eles discutem apenas para descobrir se você realmente acredita naquilo que diz acreditar.

Na verdade, eles querem desesperadamente ter um parâmetro moral para as suas vidas. Querem ter um conjunto de convicções, um conjunto de crenças - e não têm.

Então, as pessoas que podem causar-lhe sofrimento são aquelas que estão realmente buscando espiritualidade. São pessoas que realmente querem saber o sentido da vida.

Daniel comeu legumes e água, em vez dos luxos da mesa do rei. Ele abriu mão de algumas coisas, mas pouco com Deus é melhor do que muito sem Ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário