quinta-feira, 24 de julho de 2014

Tomar Posição

"Não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê: primeiro do judeu, depois do grego." (Romanos 1:16)

Como evangelista, sempre noto como duas pessoas que ouvem a mesma mensagem podem reagir de maneiras completamente diferentes. Uma pessoa será profundamente tocada, enquanto a outra vai se tornar ainda mais arraigada ao seu pecado.

Vemos a mesma situação na história de Caim e Abel. Ambos eram filhos de Adão e Eva. Foram criados na mesma casa e expostos à mesma mensagem espiritual.

Quando começamos a ler a sua história em Gênesis 4, parece que ambos eram crentes. Mas o tempo mostrou que Caim era um homem ciumento e amargurado que acabou matando o seu irmão Abel.

A história de Caim e Abel nos lembra que há aquelas pessoas que vão na onda. Elas podem se parecer com os crentes, mas não têm nenhuma relação com Deus. Como diz a Escritura, há pessoas que têm aparência de piedade, mas negam o seu poder (veja 2 Timóteo 3:5).

Essa é a história de vida de muitas pessoas. Elas refletem somente aparências. Sua fé em Deus torna-se um mero jogo de cena.

Considere isso: Você pode oferecer como Caim; pode chorar como Esaú; pode servir como Geazi; pode ser um discípulo como Judas; pode recitar orações longas, como os fariseus; ser uma alma que busca, como o jovem governador; ter as lâmpadas das cinco virgens prudentes; e, mesmo assim, ainda estar perdido.

A questão fundamental não é desfrutar a mensagem ou ir adiante.
O X da questão é se você acredita ou não na mensagem do Evangelho e se posiciona diante dela.
A sua fé é assim? Se não for, pare com suas atitudes evasivas e posicione-se de uma vez por todas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário