quinta-feira, 10 de julho de 2014

Armadura Completa

"Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo." (Efésios 6:13)

Quando o apóstolo Paulo escreveu sua carta aos efésios, ele estava acorrentado a um guarda romano. Então, quando lemos a sua descrição da armadura de Deus, começando no capítulo 6, é importante notar que Paulo teve bastante tempo para observar armaduras romanas. Lá estava ele, 24 horas por dia, observando capacete, proteções, espada, etc.

Essa descrição não foi dada aleatoriamente, da cabeça de Paulo, simplesmente para passar o tempo. Pelo contrário: essas palavras foram inspiradas por Deus. Há um significado por trás de cada palavra que Paulo usou para cada parte da armadura.

Paulo identifica seis partes da armadura. As primeiras três - cinto, couraça e sapatos, eram para proteção de longo alcance e nunca eram removidas no campo de batalha. As outras três - o escudo, o capacete e a espada, eram mantidas em prontidão para o uso, quando começava a luta. Assim, vemos o quanto cada peça era importante.

Afinal de contas, você poderia usar o seu capacete, a sua couraça e o seu escudo, mas sem uma espada você iria encontrar-se na infeliz posição de apenas poder defender-se. Ou você poderia usar os seus sapatos, o seu cinto e ter a sua espada na mão, a qual lhe permite atacar fortalezas inimigas, mas iria perder rapidamente o que você tivesse conquistado, devido à sua defesa inadequada, sem suas proteções.

Precisamos de toda a armadura. Não cabe a nós escolher uma ou outra parte; é um pacote. Deus nos deu armas espirituais claras e definidas para lutarmos. Compreender o que são e como usá-las pode fazer toda a diferença em nossas batalhas espirituais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário