segunda-feira, 23 de junho de 2014

Um Amigo de Fato

"Disse-lhes então: 'A minha alma está profundamente triste, numa tristeza mortal. Fiquem aqui e vigiem comigo'." (Mateus 26:38)

Você sabia que, às vezes, a melhor coisa que se pode fazer por alguém que está sofrendo é estar com ela?

Quando eu era um jovem pastor, tinha algum sermão para todo mundo. Mas de lá para cá estive com muita gente que passou por alguma tragédia ou perda e percebi que nem sempre essas pessoas precisam de sermão.

Muitas vezes, elas precisam é de um amigo. Não precisam que alguém diga: "Sei pelo que está passando", ou "Talvez o motivo seja o seguinte..." Precisam de alguém que as ame, que ore por elas, e que chore com elas por causa da grande sensação de perda que estão experimentando.

Jesus experimentou a solidão. Experimentou angústia. No Jardim do Guetsêmane, pediu a Pedro, Tiago e João que simplesmente estivessem lá com Ele.

Mas Mateus 26:56 nos conta que pouco tempo depois "todos os discípulos o abandonaram e fugiram". Daí, no que foi talvez o momento mais solitário de Sua vida, Ele clamou da cruz: "Eloí, Eloí, lamá sabactâni?" que significa: "Meu Deus! Meu Deus! Por que me abandonaste?"

Muitos acreditam que nesse momento Deus derramou os pecados da humanidade sobre Seu Filho impecável. Quando o Pai Celeste, que é santo, virou a Sua face, Jesus ficou momentaneamente separado d'Ele. Nessa hora, Jesus experimentou uma solidão profunda como jamais experimentamos.

Por isso, da próxima vez que você se sentir deprimido, que se sentir incompreendido, da próxima vez que parecer que seus amigos o abandonaram, saiba disto: Jesus passou por isso. Ele sabe como é. E Ele nunca lhe deixará nem lhe abandonará.

Nenhum comentário:

Postar um comentário