segunda-feira, 19 de maio de 2014

Cuidar Para Confrontar

"Irmãos, se alguém for surpreendido em algum pecado, vocês, que são espirituais deverão restaurá-lo com mansidão. Cuide-se, porém, cada um para que também não seja tentado." (Gálatas 6:1)

Depois de observar o comportamento de certas pessoas, poderíamos pensar que eles têm um versículo a mais em suas Bíblias que diz: "Irmãos, se alguém cair em pecado, vá e diga a tantas pessoas quanto possível. Então, em última análise vá e tente espantar essa pessoa para bem longe."
Mas isso não é o que a Escritura nos diz para fazer, não é mesmo?

Em Mateus 18, Jesus nos mostrou os passos a seguir quando alguém cair em pecado. Primeiro, devemos saber todos os fatos. Quando ouvirmos algo sobre alguém, em vez de comentarmos com terceiros, devemos perguntar primeiro a essa pessoa se estes fatos são verdadeiros. Na maioria das vezes, resolveremos o problema imediatamente.

Deixar de interceder quando você sabe que um pecado está para ser cometido é causar dano a quem vai cometê-lo e à igreja como um todo. As Escrituras dizem: "Um pouco de fermento leveda toda a massa" (Gálatas 5:9).

Na maioria dos casos, você verá que os crentes raramente se aproximam de um irmão pecador ou até mesmo de um suposto irmão pecador. Em vez de procurar ajudar uma pessoa que possivelmente não cometeu um grande pecado, eles acabam é difamando esse indivíduo. Isto é errado. Se isto já lhe aconteceu, você sabe o quanto é doloroso.

Lembre-se, o diabo quer colocar os crentes uns contra os outros. Ele vai nos atacar do lado de fora, mas muitas vezes, quando isso não funcionar, ele vai buscar se infiltrar em nosso meio e nos dividir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário