quinta-feira, 15 de maio de 2014

Conhecendo a Vontade de Deus

"Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês. Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus." (Romanos 12:1-2)

Em Romanos 12:1-2 encontramos uma das chamadas "promessas condicionais". A promessa ali contida é a de que você pode saber qual é a perfeita vontade de Deus para sua vida. E, as condições são: apresentar-se a Deus; e, não se conformar com este mundo.

Observe bem a ordem estabelecida ali. Primeiro, você tem que se oferecer como um sacrifício vivo; para, em seguida, conhecer a vontade de Deus. Temos a tendência a querer fazer exatamente o contrário: primeiro saber a vontade de Deus, para depois decidir se queremos ou não nos entregarmos a Ele.

Isso me faz lembrar de quando o meu filho Jonathan era pequeno. Minha esposa costumava perguntar a ele: "Jonathan, você está com fome?"

Muitas vezes, a resposta era: "O que você está cozinhando?" Se fossem legumes, ele não estaria com fome naquele momento em particular. Mas, se fosse sorvete, ele estava sempre morrendo de fome.

Da mesma forma nós dizemos muitas vezes,: "Senhor, qual é a Sua vontade? Antes que eu me entregue a ela, gostaria de saber no que é que estou me metendo." Mas Deus pode dizer-lhe algo que você não goste de ouvir. A questão é:
- Você ainda assim faria o que Ele manda?

A condição de uma mente iluminada é um coração entregue. Se você quer saber a vontade de Deus, deve ter um coração entregue. Apresente-se a Ele. Depois, aceite a Sua vontade, não importando o que lhe aconteça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário