quinta-feira, 24 de abril de 2014

No Tempo de Deus

"Então lhes disse claramente: 'Lázaro morreu, e para o bem de vocês estou contente por não ter estado lá, para que vocês creiam. Mas, vamos até ele'". (João 11:14-15)

Marta, Maria e seu irmão Lázaro eram amigos próximos de Jesus. Ele frequentemente passava tempos na casa deles em Betânia.

Quando Lázaro ficou doente, Marta e Maria comunicaram Jesus. Elas achavam que certamente Jesus largaria o que quer que estivesse fazendo e correria para Betânia. Mas Jesus, intencionalmente, demorou para chegar lá.

De fato, Jesus só foi chegar lá um bom tempo depois. Não só Lázaro havia morrido, como já tinham se passado dias desde o seu falecimento. Marta se aproximou de Jesus e disse: "Senhor, se estivesses aqui o meu irmão não teria morrido." (João 11:21) O que ela queria dizer era algo assim como: "Jesus, você estragou tudo. Você sempre teve uma boa acolhida aqui. Você poderia tê-lo curado, mas não apareceu".

Jesus disse: "Seu irmão se levantará novamente."

Marta respondeu: "Eu sei que ele ressuscitará e se levantará no último dia."

Jesus disse: "Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente. Você crê nisso?" (João 11:24-26)

Marta não estava conseguindo entender, então Jesus falou: "Lázaro, vem pra fora!". E Lázaro saiu de sua tumba. Marta queria uma cura. Jesus queria uma ressurreição.

Às vezes colocamos limites para Deus. Às vezes achamos que Deus tem que atuar dentro dos nossos prazos. Mas Deus não se limita ao tempo. Deus não se prende aos nossos prazos. Deus irá trabalhar quando Ele quiser e com quem Ele escolher.

Haverá momentos em que as circunstâncias não farão sentido. Ainda assim, precisaremos confiar nEle.

Nenhum comentário:

Postar um comentário