quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

A Pergunta Perigosa

"Assim, quer vocês comam, bebam ou façam qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus." (1 Coríntios 10:31)

- O que significa pôr Deus à prova?
É a pergunta decorrente da mentalidade: "Como cristão, o quanto posso fazer de errado e, ainda assim, ser salvo? Até onde posso ir e ainda ser filho de Deus?" Noutras palavras: "A que distância posso chegar do abismo sem cair?"  É uma pergunta perigosa.

A igreja de Corinto tinha desenvolvido um problema similar. Localizava-se no meio de uma metrópole, que recebia visitantes de todo o mundo. A cidade de Corinto estava profundamente arraigada no pecado. O problema dos crentes de lá é que pensavam que podiam cometer certos pecados e isso ainda seria aceitável a Deus.

Paulo teve que pôr os pingos nos is. Ele escreveu aos crentes de Corinto: "Tudo é permitido, mas nem tudo convém. Tudo é permitido, mas nem tudo edifica" (1 Coríntios 10:23).

Não devemos viver próximos dos limites para ver do quanto podemos nos safar como crentes. Pelo contrário. Devemos ir exatamente em direção oposta. Devemos nos perguntar: "Quanto mais eu posso conhecer dAquele que morreu por mim e me perdoou e que fez tanto por mim? Como eu posso me tornar mais parecido com Ele? Como eu posso impactar meu mundo por Ele?"

Não desprezemos tudo aquilo que Deus já fez por nós em nossas vidas. Que nunca testemos até onde podemos ir, nem nos tornemos culpados por colocar o Senhor à prova. Ao invés disso, fiquemos o mais perto que pudermos dEle.

Nenhum comentário:

Postar um comentário