quinta-feira, 31 de outubro de 2013

A Divindade de Jesus

"Para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, no céu, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai." (Filipenses 2:10-11)

Muita gente hoje em dia diz que Jesus nunca afirmou ser Deus, que isso apenas é fruto da imaginação das pessoas. Isso é uma mentira, pois Jesus afirmou sim, ser Deus. E qualquer grupo que negue isto não é um grupo cristão, não importando o tamanho de suas Bíblias ou o quanto se possam parecer cristãos.

Jesus fez afirmações claras quanto a sua divindade. Ele disse: "Eu lhes disse que vocês morrerão em seus pecados. Se vocês não crerem que Eu Sou, de fato morrerão em seus pecados". (João 8:24)

Quando Moisés viu a sarça ardente e caminhou até ela, ele ouviu uma voz que lhe falava: "Então disse Deus: 'Não se aproxime. Tire as sandálias dos pés, pois o lugar em que você está é terra santa'. Disse ainda: 'Eu sou o Deus de seu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, o Deus de Jacó.' Então Moisés cobriu o rosto, pois teve medo de olhar para Deus" (Êxodo 3:5-6). Era uma reivindicação de divindade. Assim, quando Jesus disse: "Se vocês não crerem que Eu Sou, de fato morrerão em seus pecados", isso significa que Jesus afirmou ser Deus.

Sugerir que Jesus nunca afirmou ser Deus é ridículo. Sabemos que em muitas ocasiões Ele aceitou adoração, algo que é reservado somente a Deus. Ele disse a Satanás durante a tentação no deserto "Retire-se, Satanás! Pois está escrito: 'Adore o Senhor, o seu Deus e só a ele preste culto'"(Mateus 4:10). Mesmo assim, em outras ocasiões Jesus aceitou adoração à sua pessoa.

Quando Tomé viu o Senhor ressuscitado, prostrou-se diante dele e disse-lhe: "Senhor meu e Deus meu!" (João 20:28). Jesus aceitou isso, porque Ele é de fato Senhor e Deus.

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Mantenha-se Fiel

"Sua mãe disse aos serviçais: 'Façam tudo o que Ele lhes mandar'." (João 2:5) 

Quando Davi foi chamado por Deus para ser rei, estava cuidando de ovelhas, apenas sendo fiel. No dia em que Davi matou Golias, ele não acordou naquela manhã e ouviu Deus dizer: -"Davi, hoje você irá para o vale de Elá. Lá haverá um gigante filisteu chamado Golias e você vai matá-lo com uma pedrada."

Não, Davi foi apenas levar comida para os seus irmãos, sendo fiel, obedecendo ao seu pai. Era uma tarefa pequena, mas ele foi fiel.

- O que Gideão estava fazendo quando Deus o chamou? Escondendo-se de seus inimigos. Ele estava apavorado. Mas Deus viu seu potencial e logo Gideão estava conduzindo suas tropas para a batalha.

- E o que Eliseu estava fazendo quando Elias chamou-lhe para realizar o trabalho? Ele estava arando a terra.

Até mesmo Moisés estava cuidando de ovelhas quando Deus lhe chamou para libertar os israelitas.

Também não se pode esquecer de Daniel, que de tão fiel ao Senhor, os seus inimigos tiveram que inventar mentiras sobre ele para que fosse condenado à morte, porque não puderam encontrar nada de errado nele.

A questão é: todas essas pessoas estavam fazendo fielmente o que Deus havia colocado diante delas. Não estavam perseguindo grandes feitos. Estavam simplesmente fazendo coisas pequenas.

Às vezes, temos grandes expectativas acerca daquilo que Deus poderia fazer através de nós, mas temos que esperar por Ele.

- Quais são os seus sonhos atuais?

Talvez você queira fazer algo grande para Deus, mas esteja achando que nunca vai acontecer. Mas, talvez aconteça. Talvez Ele até supere os seus próprios sonhos. Basta continuar sendo fiel naquilo que Deus colocou diante de você agora.

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Simples Obediência

"Ele respondeu: 'Antes, felizes são aqueles que ouvem a palavra de Deus e lhe obedecem'." (Lucas 11:28)

Felipe era um sujeito com o qual Deus podia contar. Foi usado para levar muitas pessoas a Jesus porque era obediente. À medida que ele proclamava o evangelho na cidade de Samaria, um renascimento se espalhava e mais e mais pessoas colocavam sua fé em Cristo.

Mas então um anjo de Deus apareceu a Felipe e disse: "Vá para o sul, para a estrada deserta que desce de Jerusalém a Gaza" (Atos 8:26). Felipe podia ter discutido com o anjo. Podia facilmente ter dito: "Desculpe, mas os apóstolos e outros fiéis em Jerusalém estão no mínimo uns 50 quilômetros mais perto de lá do que eu. Não pode chamar um deles? Estou ocupado aqui."

Mas Felipe não disse nada disso. Ele simplesmente obedeceu. Note que Deus não lhe disse: "Felipe, há gente esperando para ouvir o evangelho". As instruções de Deus foram simplesmente "vá para o sul..." Pode ser que não tenha feito sentido para Felipe na hora, mas a Bíblia conta que "ele se levantou e partiu" (ver Atos 8:27).

Às vezes Deus nos diz coisas que podem parecer não fazer sentido. Mas Isaías 55:8-9 diz: "'Pois os meus pensamentos não são os pensamentos de vocês, nem os seus caminhos são os meus caminhos', declara o Senhor. 'Assim como os céus são mais altos do que a terra, também os meus caminhos são mais altos do que os seus caminhos e os meus pensamentos mais altos do que os seus pensamentos'."

Felipe entendeu que Deus sabia exatamente o que queria fazer. - Você entende isso também? Quando simplesmente obedecer, você mais tarde vai olhar para atrás e ficar contente por tê-lo feito. E à medida que o tempo passa, vai ver que Deus sabia exatamente do que estava falando.

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Evangelizar ou Fossilizar

"O generoso prosperará; quem dá alívio aos outros, alívio receberá." (Provérbios 11:25)

Você já notou que, quando se começa a falar de uma das qualidades de Deus, ao final da conversa a gente gosta ainda mais, dá ainda mais valor àquela qualidade? Você começa a contar às pessoas como Jesus é maravilhoso e, quando termina, está maravilhado também.

Às vezes você escuta alguém dizer: -"Mesmo indo à igreja e estudando a Bíblia, sinto-me tão vazio espiritualmente". Minhas perguntas a essas pessoas são:
- Qual foi a última vez que você repartiu sua fé com alguém?
- Quando foi a última vez que conversou com alguém a respeito daquilo que você crê?
- Quando foi a última vez que estendeu a mão a alguém que estava sofrendo?

É surpreendente, mas quando damos algo a alguém, Deus nos dá alguma coisa de volta também. Há algo maravilhoso na vida cristã: a dinâmica da verdade que Deus põe na vida de Seu povo. Quanto mais da verdade você dá, mais da verdade você recebe de Deus. Quanto mais da verdade você guarda, menos impacto ela tem na sua vida. Quando você está repartindo o evangelho com alguém e contando-lhe o que Deus fez por você, ele toma vida. Jesus disse: "Dêem, e lhes será dado: uma boa medida, calcada, sacudida e transbordante será dada a vocês. Pois a medida que usarem, também será usada para medir vocês" (Lucas 6:38).

Se você generosamente dividir a sua fé com os outros, Deus reabastecerá o seu estoque; mas se você guardar só para si a sua fé e raramente a reparti-la com outras pessoas, vai estagnar espiritualmente.
Eis portanto a sua escolha: evangelizar ou fossilizar.

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Depósitos Divinos

"Ensina-nos a contar os nossos dias para que o nosso coração alcance sabedoria." (Salmos 90:12)

Digamos que seu telefone toque amanhã cedo e seja uma ligação do gerente do seu banco, dizendo:
-"Eu recebi uma ligação estranha há dias atrás, onde alguém dizendo que lhe amava muito e que era muito rico, estava dando-lhe uma quantidade significativa de dinheiro. O doador anônimo vai depositar 86.400 centavos na sua conta todos os dias."

-"Como é que é?" você responde. "Todos os dias, essa pessoa irá depositar 86.400 centavos em minha conta?"

- Isso é muito dinheiro?, você logo se pergunta. Então pega a sua calculadora e vê que isso corresponde a $ 864,00. Isso é muito bom, você pensa consigo.

-"Mas tem uma condição...", o gerente continua. "Você tem que gastar tudo num único dia. Não pode guardar. Cada dia você terá que gastar essa quantia integralmente. O que não for gasto, será zerado. O doador depositará essa quantia todos os dias, mas com a única condição de você gasta-la diariamente."

Voltando à sua calculadora, você faz a conta: $ 864,00 X 7 dá $ 6.048,00 por semana. Essa quantia, multiplicada por 52 semanas, dá $ 314.496,00 por ano. É realmente um "negócio da China"!

Voltando à realidade: Alguém que lhe ama muito deposita em seu "banco do tempo" 86.400 segundos a cada dia. Esse alguém é Deus. E a condição é que você use integralmente esse tempo. Você não pode acumular esse tempo para usa-lo amanhã ou depois, porque não existe um dia maior do que 24 horas.
A cada dia você tem a oportunidade de usar bem o seu precioso tempo.

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

A Busca

“Como o inferno e a perdição nunca se fartam, assim os olhos do homem nunca se satisfazem.” (Provérbios 27:20)

Outro dia li sobre uma convenção da série "Jornada nas Estrelas" onde vários itens foram leiloados, incluindo um copo d'água onde um membro da tripulação (doente por causa de um vírus), havia bebido um gole. O item foi vendido por 40 dólares. A pessoa que comprou o copo bebeu a água imediatamente, porque queria contrair o mesmo vírus do membro do elenco de Jornada nas Estrelas.

“Bizarro” é uma palavra que me vem à mente depois de uma história dessas. Mas, quando começamos a pensar no assunto, pessoas consideradas normais tem dedicado suas vidas a coisas bizarras: adquirir posses materiais, realizar conquistas sexuais, ter a melhor educação que o mundo pode oferecer. Mas o que elas fatalmente descobrirão é que a busca desmedida por essas coisas as fará esquecer de Deus e isso torna-las-á vazias.

Veja o que um especialista (Salomão), escreveu no livro de Eclesiastes. Salomão era daquelas pessoas que podia dizer: “Já fui lá, já fiz isso, já risquei isso da minha lista.” Ele sabia dessas coisas como ninguém, pois estabeleceu como missão pessoal provar tudo o que este mundo tinha para oferecer de “bom”. Mas ele sabiamente concluiu que o desejo humano nunca se satisfaz.

Quando Deus nos criou, Ele nos fez dessa maneira. A Bíblia diz que Ele colocou a eternidade em nossos corações (veja em Eclesiastes 3:11), o que significa que no coração de cada homem e mulher, há uma sensação de que existe algo a mais esperando por nós. É quase como se nascêssemos com um vazio com o formato de Deus dentro de nós.
É aí que a busca começa.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Completamente Diferente

"Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!" (2 Coríntios 5:17)

A conversão do oficial etíope em Atos 8 nos mostra o que acontece quando alguém se torna cristão. Uma mudança radical e imediata ocorreu na vida daquele homem. Ele foi transformado imediatamente de um ser vazio, infeliz e miserável num homem cheio de alegria.

Isso nos mostra a essência da vida cristã, servindo como um lembrete de que, quando alguém se torna cristão, não fica apenas um pouco melhor que antes. Sua vida não melhora apenas um pouco. O fato de tornar-se cristão muda uma pessoa completamente. Jesus descreveu isso como: “nascer de novo’. O apóstolo Paulo escreve: "Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!" (2 Coríntios 5:17).

O que realmente ocorre quando uma verdadeira conversão acontece? De acordo com a Bíblia, há uma transformação das trevas para a luz, do poder do diabo para Deus.

Muitas pessoas (embora nem todas) têm uma experiência inicial com Deus de uma forma profunda. Outras não têm ideia de quão significativo é colocarmos a nossa confiança em Cristo. Quando eu pedi a Cristo para que entrasse em minha vida, não senti nenhuma emoção extraordinária e, por causa disso, pensava que Deus havia me recusado. Só mais tarde é que eu fui perceber o real significado daquilo que tinha feito.

Na verdade, isso nada tem a ver com as nossas emoções. As emoções não fazem parte do processo de conversão de uma pessoa. Ela se dá na área da razão pela decisão de mudança em nosso estilo de vida.
Se você realmente conheceu a Cristo, vai ser uma pessoa completamente diferente.

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Bons e Maus Momentos

"Ele não permitirá que você tropece; o seu protetor se manterá alerta" (Salmos 121:3)

Se pudéssemos decidir como o nosso dia seria, jamais escreveríamos: crise, doença, pneu furado ou desastre. Escreveríamos apenas as coisas boas da vida. Planejaríamos tudo do nosso jeito. Não haveria congestionamento nas estradas e sempre haveria tempo bom.

Mas não estamos no comando de nossas vidas. Deus é quem está. E Ele permitirá que aquilo que chamamos de "coisas ruins", também aconteçam. Mas conforme o tempo passa, você irá descobrir que as coisas realmente importantes que se aprende na vida, não vêm de quando está tudo bem. Vêm exatamente desses tempos de crise em que ficamos mais dependentes de Deus. Muitos dos momentos ruins, acabam se transformando em bons momentos. Isso porque através desses chamados "maus momentos" é que iremos aprender algumas das lições mais importantes da vida.

Não vivemos eventos aleatórios que passam por nossas vidas. Pelo contrário, vivenciamos eventos que foram escolhidos por Deus propositalmente e em momentos oportunos. Isto significa tanto as coisas boas, assim como as coisas ruins. Os maus momentos pelos quais passamos, também são escolhidos por Deus (mesmo que não pareça, principalmente no momento em que estamos passando por eles).

Quando você coloca a sua fé em Jesus Cristo, fica sob o Seu cuidado protetor. Deus está plenamente consciente de tudo o que acontece com você e - felizmente - Ele nunca dorme em serviço. Ele presta atenção aos mínimos detalhes de sua vida e está em completo controle de todas as circunstâncias que a cercam. Ele está ciente daquilo pelo qual você está passando agora.

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Condenar Não, Discernir Sim

"Pois, como haveria eu de julgar os de fora da igreja? Não devem vocês julgar os que estão dentro? Deus julgará os de fora. 'Expulsem esse perverso do meio de vocês'" (1 Coríntios 5:12-13)

Não julgueis, para que não sejais julgados... Todos já ouvimos isso. Está na Bíblia, em Mateus 7:1, a passagem onde Jesus disse: "Não julguem, para que vocês não sejam julgados."

Mas vamos entender essas palavras contextualmente. A melhor tradução dessa declaração seria: "não condeneis, para que não sejais condenados." Em outras palavras: Deus é o juiz final. Ele decide quem entra no céu e quem não entra. Eu não decido isso, tampouco você. Ninguém decide isso. Não temos autoridade para condenar.

"Já lhes disse por carta que vocês não devem associar-se com pessoas imorais. Com isso não me refiro aos imorais deste mundo, nem aos avarentos, aos ladrões ou aos idólatras. Se assim fosse, vocês precisariam sair deste mundo. Mas agora estou lhes escrevendo que não devem associar-se com qualquer que, dizendo-se irmão, seja imoral, avarento, idólatra, caluniador, alcoólatra ou ladrão. Com tais pessoas vocês nem devem comer. Pois, como haveria eu de julgar os de fora da igreja? Não devem vocês julgar os que estão dentro?" (1 Coríntios 5:9-12)

Paulo estava dizendo que é nosso dever sim, julgar os que estão dentro da igreja. Mas muitos crentes ignoram isso, dizendo: -"Ah, não. Apenas ame."
Essas pessoas não sabem realmente o que é o amor, pois quem ama, comumente entra em conflito.

Devido ao cultivo de um “sentimento amoroso” para com todos, acabamos nem percebendo o que essa palavra significa na sua amplitude. Perdemos o nosso discernimento de defender o que é certo.
Devemos fazê-lo em amor, com compaixão, preocupação e humildade. Mas, sempre que necessário, devemos nos levantar em defesa daquilo que a Palavra de Deus ensina.

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Alma em Curto-Circuito

"Pois quanto maior a sabedoria maior o sofrimento; e quanto maior o conhecimento, maior o desgosto." (Eclesiastes 1:18)

J. Robert Oppenheimer (o famoso físico que dirigiu o Projeto Manhattan, em Los Alamos, onde a primeira bomba atômica dos Estados Unidos foi desenvolvida), disse pouco antes de morrer:
-"Sou um completo fracasso!"
Ao olhar para as suas conquistas, ele disse que elas não tinham sentido. Quando perguntado sobre elas, ele respondeu: -"Elas deixam na língua só o sabor das cinzas."

Isso soa muito parecido com o que Salomão disse: "Pois quanto maior a sabedoria maior o sofrimento; e quanto maior o conhecimento, maior o desgosto" (Eclesiastes 1:18).

Comemoramos nossos grandes avanços na ciência e na tecnologia, que são realmente notáveis. Gosto de tecnologia e adoro manter-me atualizado em tudo o que está acontecendo e que facilita a nossa vida.

Mas, como Tom Brokaw disse em um discurso de formatura em 1999 no Colégio de Santa Fé, no Novo México: "não é suficiente conectar-se com o mundo se você deixa sua alma em curto-circuito. Tecnologia sem coração não é suficiente."

Vivemos em uma era de tecnologia avançada. Nossas telecomunicações são agora globais. Realmente nos tornamos uma aldeia global. No entanto, há uma sensação de isolamento e distanciamento e toda essa tecnologia parece entorpecer ainda mais a alma. É a busca do conhecimento sem Deus.
Provérbios 4:5 nos lembra: "Adquire sabedoria, adquire inteligência, e não te esqueças nem te apartes das palavras da minha boca."

Se intelectualismo fosse a principal chave para o propósito e a realização na vida, então as universidades seriam ícones de paz e propósitos. A busca do conhecimento e de uma boa educação é uma coisa nobre e valiosa, mas se nessa busca Deus é deixado de fora, então você chegará à mesma conclusão que Salomão.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Orações não Respondidas

"'Pai, se queres, afasta de mim este cálice; contudo, não seja feita a minha 
vontade, mas a tua.' Apareceu-lhe então um anjo do céu que o fortalecia." (Lucas 22:42-43)

Fico grato quando Deus não atende as minhas orações. Já orei fervorosamente por muitas coisas que achava serem da vontade de Deus, mas que na verdade, não eram. Fico feliz por Deus ter dito não àquelas orações.

Já ouvi pessoas dizerem para não se orar: "Não a minha vontade, mas a Tua", dizendo que isso seria falta de fé. Alguns chegam ao absurdo de dizer: "Não seja feita a Tua vontade, mas a minha". Tais pessoas estão com conceitos completamente invertidos.

Nunca tenha medo de orar: "Senhor: seja feita a Tua vontade e não a minha." Ao dizer isso, você está afirmando em outras palavras: "Deus, eu não conheço todos os fatos, eu não conheço todas as coisas, o meu conhecimento e a minha experiência são limitados. Então, se o que estou Lhe pedindo não estiver por alguma razão em conformidade com a Tua vontade, por favor desconsidere."

Nem sempre você saberá como orar. O que importa é dizer a Deus que você quer mais a vontade d'Ele para a sua vida do que a sua própria. 

Eu sei que às vezes  isso é difícil. Muitas vezes não conseguimos entender porque Deus não atendeu aquilo que pedimos. Às vezes, enquanto somos jovens e solteiros, vemos aquele belo par e achamos que seria a pessoa certa para nós. Mas, dá para ter certeza disso?

À medida que o tempo passa e verificamos de quantos problemas Deus nos livrou ao não atender aos nossos pedidos, mais podemos dizer: "Obrigado Deus por não ter atendido às minhas orações". E, se nos mantivermos em sintonia com Ele, também poderemos afirmar: "Sou grato a Deus por ter atendido as minhas orações".

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Como Orar Corretamente?

“Se vocês permanecerem em mim, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem, e lhes será concedido.” (João 15:7)

Quando se trata de oração, algumas pessoas pensam de forma errada, que podem primeiro bolar um plano e depois pedir a Deus para fazê-lo acontecer. Acham que importunando bastante a Deus através da oração, Ele finalmente acabará cedendo.

Outros afirmam que se tivermos fé o suficiente, podemos ordenar qualquer que ela irá acontecer.
Ambos são conceitos falsos!

A força da oração não está em persuadir Deus a endossar o meu caminho; mas sim, buscar seguir o caminho de Deus.

-Você sabe qual é o segredo para se ter uma oração atendida? Alinhar-se à vontade de Deus e começar a pedir pelas coisas que Ele quer para sua vida. Jesus disse: “Se vocês permanecerem em mim, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem, e lhes será concedido” (João 15:7). Uma tradução literal desse versículo seria: “Se você se mantiver em comunhão comigo, e a Minha Palavra achar morada em seu coração, você pode pedir o que seu coração desejar e isto será seu."

Quando ouvimos esse versículo, imediatamente focamos na parte do pedir o que nosso coração deseja. Mas aqui está o "x" da questão: se você estiver em comunhão com Deus e a Sua Palavra encontrar morada no seu coração, as suas orações irão mudar. Não irá mais orar por coisas egoístas. Irá pedir por coisas que Deus quer que você tenha.

Lembre-se disso: o verdadeiro sentido da oração é alinhar a nossa vontade à vontade de Deus.

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Brincando com o Pecado

"Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não seja como insensatos, mas como sábios" (Efésios 5:15)

Ao encontrarmos uma pessoa que caiu gravemente em pecado, em qualquer que seja a situação que se possa imaginar, podemos ter certeza de que tudo começou com ela expondo-se ao perigo. Muito raramente as pessoas se afastam de Deus do dia para a noite. Às vezes até parece, mas na verdade não é bem assim.

Por exemplo: você pode ter visto alguém na igreja na semana passada; e, na semana seguinte descobrir, que essa pessoa está envolvida num estilo de vida imoral ou fazendo algo que não deveria. Então você pensa: -“Eu não entendo. Eu a vi na igreja semana passada. Ela estava indo tão bem.”
O que quero dizer é que esta pessoa já estava abrindo brechas para o pecado entrar em sua vida há muito tempo; e, finalmente, o pecado acabou entrando.

É como uma árvore enorme de aproximadamente 400 anos que existia no Colorado e um dia veio ao chão. Ninguém conseguia entender como uma árvore daquele tamanho caíra. Afinal, aquela árvore tinha sido atingida por raio 14 vezes. Tinha resistido a inúmeras tempestades e nunca havia caído. Mas um dia, sem aviso ou sinal, simplesmente caiu. Descobriu-se então que a árvore havia morrido por causa dos besouros. Esses pequenos insetos, haviam mastigado suas fibras poderosas ao longo do tempo, até que ela acabasse desabando.

É assim que funciona brincar com o pecado. O diabo pode ser mau, mas não é burro. Ele sabe enganar as pessoas direitinho. Ele não revela o que está fazendo a princípio. Em vez disso, ele vem até você com um pouco de sedução. Ele vai se infiltrando através da(s) brecha(s) que encontra,  dando uma mordida de cada vez e, quando tem uma chance, lhe derruba.

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

O Grande Vazio

"Pensei comigo mesmo: Vamos. Vou experimentar a alegria. Descubra as coisas boas da vida! Mas isso também se revelou inútil." (Eclesiastes 2:1)

É comum ler-se nos jornais ou nos noticiários de TV que mais uma celebridade foi internada para reabilitação, ou que outro cantor de rock sofreu uma overdose ou cometeu suicídio.

Temos dificuldade de entender como essas pessoas lindas, que parecem para nós tão perfeitas e felizes em suas fotos retocadas e em seu mundo de faz-de-conta, podem ter uma vida miserável. Mas, elas têm os mesmos problemas que nós. A diferença é que elas possuem um montão de coisas que gostaríamos de ter. O que não sabemos é que a quase totalidade delas acaba mais cedo ou mais tarde descobrindo o vazio e a futilidade dessas coisas.

O mundo oferece uma felicidade passageira que vai e vem, que depende inteiramente de circunstâncias pessoais. Se as coisas vão bem, você está feliz. Se as coisas vão mal, você está no fundo do poço. Mas Deus lhe oferece uma felicidade que se mantém independente das circunstâncias, que não vem do que você tem. Vem de quem você conhece. A Bíblia diz: "Como é feliz o povo assim abençoado! Como é feliz o povo cujo Deus é o Senhor!" (Salmo 144:15).

O mundo convida-lhe a usar drogas, a fazer festas e a ficar bêbado.
- É onde a felicidade se encontra, alguns costumam dizer!
Mas Deus diz: "Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinagem, mas deixem-se encher pelo Espírito" (Efésios 5:18).

- Você precisa de um substituto fajuto? Se assim for, você sentirá o imenso vazio. Talvez, como Salomão, você conclua que nada disso tem sentido algum. Tudo é vaidade. É como uma bolha que estoura no vapor. Essa é a conclusão a que todos chegarão um dia.
Em resumo: você pode apropriar-se da Palavra de Deus, ou aprender da maneira mais difícil.

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Pronto Para Uma Recarga?

"Depois de orarem, tremeu o lugar em que estavam reunidos; todos ficaram cheios do Espírito Santo e anunciavam corajosamente a palavra de Deus." (Atos 4:31)

Se você quiser ser usado por Deus, precisa encher-se primeiro do Espírito Santo. A palavra "encher" usada na Bíblia (especificamente em Efésios 5:18 = "deixem-se encher pelo espírito"), traz consigo vários sentidos. Um deles traz a ideia do vento que enche a vela de um barco no mar. O vento carrega o barco. Estar cheio do Espírito significa encher as velas da sua vida com Ele e se deixar conduzir por Ele. Passa-se a ser levado pelo Espírito, o que faz com que os mandamentos de Deus não sejam penosos, mas prazerosos.

"Encher" também significa permear. O termo foi usado para descrever o sal que permeia a carne a fim de dar-lhe sabor e preservá-la. Deus quer que o Seu Espírito Santo permeie a vida de seus filhos no que eles dizem, pensam e fazem. O Espírito de Deus deve permear todos os aspectos de nossas vidas.

Na língua original, "deixem-se encher pelo Espírito" também poderia ser traduzido como: "Estejam constantemente cheios do Espírito Santo." E isso deve ser um processo contínuo.

O que você pensaria se um amigo seu, depois de usar um carro novo por uma semana, lhe dissesse: -"Que droga, não posso acreditar! Essa porcaria de carro simplesmente parou de funcionar e eu não consigo encontrar nada de errado com ele. "
- Quando foi que você encheu o tanque pela última vez?
- Quando eu o comprei.

Da mesma forma, muitos cristãos perguntam o que há de errado com as suas vidas. Eles colocam a chave na ignição, mas o motor simplesmente não liga. Esquecem-se que precisam encher o tanque, que precisam constantemente estar cheios do Espírito.

Deus está pronto para encher-lhe, capacitar e usar.
- Você está cheio do Espírito?

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

A Cobiça dos Olhos

"Pois tudo o que há no mundo — a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a ostentação dos bens — não provém do Pai, mas do mundo." (1 João 2:16)

- Por que ficamos tentados em nossa mente? Porque a nossa mente é o comando central. É lá que raciocinamos e onde reside o nosso intelecto. É na mente que contemplamos, sonhamos, fantasiamos. A Bíblia nos diz: "Pois, embora vivamos como homens, não lutamos segundo os padrões humanos. As armas com as quais lutamos não são humanas; pelo contrário, são poderosas em Deus para destruir fortalezas" (2 Coríntios 10:3-4).

Assim Eva foi tentada: através da cobiça dos olhos: Eva, dê só uma olhada nisso. Você já viu alguma fruta como esta? Satanás atacou a mente de Eva. A cobiça dos olhos é uma tentação mental, tentação que vem através do domínio da mente. Como o apóstolo Paulo escreveu à igreja de Corinto: "O que receio, e quero evitar, é que assim como a serpente enganou Eva com astúcia, a mente de vocês seja corrompida e se desvie da sua sincera e pura devoção a Cristo" (2 Coríntios 11:3). 

Podemos cometer pecados horríveis em nossas mentes. Podemos viajar ao passado através de nossas memórias. Podemos viajar para o futuro através da nossa imaginação. Muitas vezes, o diabo vai nos levar a pensar: Você não precisa fazer isso. Apenas pense nisso. Isso é tudo. Não precisa ir mais longe que isso. Você pode lidar com isso. 

Mas depois de um tempo, só pensar já não basta. Depois de um tempo, fantasiar já não é suficiente. Queremos passar para o próximo estágio. Daí, começamos a flertar, a tocar, a saborear. Começamos a brincar com o pecado. E o que logo percebemos é que estamos presos a ele.

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Sem Condenação

"Portanto, agora já não há condenação para os que estão em Cristo Jesus,
porque por meio de Cristo Jesus a lei do Espírito de vida me libertou da lei do pecado e da morte." (Romanos 8:1-2)

Todos nós temos momentos de hipocrisia, em que não nos portamos de forma apropriada como cristãos, desapontando assim a Deus como Suas testemunhas. A Bíblia alerta que os hipócritas descobrem da pior maneira possível, que não devem fazer aquilo que Deus não se agrada. Deus os trata de maneira muito dura porque Ele simplesmente odeia o pecado da hipocrisia.

Quando Jesus caminhou pelo mundo, Ele guardou suas palavras mais ásperas não para os pecadores do dia a dia, mas para os religiosos hipócritas e auto-justificados. De fato, com os pecadores Ele era consideravelmente gentil. Lembre-se da mulher pega em adultério. Após algumas palavras sobre o tema da hipocrisia, aqueles que a acusavam ficaram envergonhados e se retiraram do local em que se encontravam. Então Ele disse-lhe: -"'Mulher, onde estão eles? Ninguém a condenou?' - 'Ninguém, Senhor', disse ela. Então Jesus disse-lhe: -'Eu também não a condeno. Agora vá e abandone sua vida de pecado'." (João 8:10-11)

- Isso significa que Jesus aprovou a forma como ela estava vivendo? De forma alguma. Deus é muito claro sobre como Ele quer que vivamos. Jesus sabia que o verdadeiro problema era que o pecado daquela mulher deveria ser resolvido.

A questão era a mesma com a mulher no poço, a qual era conhecida por sua imoralidade. No dia que Jesus falou com ela em Samaria, Ele não a condenou por seu estilo de vida, mas enfatizou a sede espiritual que ela apresentava.

Em resumo: as pessoas estão vazias e precisam ouvir o Evangelho de Jesus Cristo. Concentre as suas energias nisso. Concentre as suas energias em anunciar o Evangelho. O grande ponto é que as pessoas estão perdidas. Elas precisam de Cristo. E nós precisamos levar a Sua mensagem a elas.

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Capacidade X Disponibilidade

“Mas temos esse tesouro em vasos de barro, para mostrar que este poder que a tudo excede provém de Deus, e não de nós.” (2 Coríntios 4:7)

Quando Pedro e João foram levados perante o Sinédrio, todos se impressionaram sobre como aqueles leigos, sem instrução formal, eram tão bem versados nas Escrituras; e, mais importante ainda: terem tanto entendimento sobre elas. Ainda que não fossem analfabetos, eles eram apenas pescadores, pessoas comuns. Nunca haviam frequentado as escolas rabínicas ou dedicado as suas vidas ao estudo das Escrituras.

Atos 4:13 nos conta que esses religiosos, “Vendo a coragem de Pedro e de João, e percebendo que eram homens comuns e sem instrução, ficaram admirados e reconheceram que eles haviam estado com Jesus.” Estes simples pescadores pareciam estar melhor equipados do que os próprios profissionais da fé. - Como isso aconteceu? Os discípulos estiveram com Jesus. Eles estavam corajosamente compartilhando sua fé. Eles conheciam as Escrituras. Eles eram homens de oração.

Isso deve dar encorajamento àqueles que pensam que são pessoas comuns. Talvez Deus não lhe tenha chamado para ser um pastor, um missionário, ou para ocupar alguma posição no ministério profissional. Mas, ainda assim, Deus pode usar você. Está claro para mim que Deus procura por homens e mulheres comuns para levar a mensagem do evangelho à outras pessoas.

Deus pode usá-lo onde você estiver. As oportunidades estão por toda a parte: há um campo missionário onde você trabalha; na escola que frequenta; no seu bairro. Você é o representante de Deus, e Ele lhe convida a sair pelo mundo para falar por Ele. Deus não se importa com a sua capacidade. Ele está à procura é de disponibilidade. Portanto, disponha-se para Ele.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Ser Manso é Ser Tanso?

"Como prisioneiro no Senhor, rogo-lhes que vivam de maneira digna da vocação que receberam. Sejam completamente humildes e dóceis, e sejam pacientes, suportando uns aos outros com amor." (Efésios 4:1-2)

No grego antigo, a palavra "humildade" é um termo pejorativo, sugerindo mente subserviente e servidão indigna. Os gregos não acreditavam na humildade, a ponto de nem terem espaço para ela em sua língua. Ela era encarada como uma coisa ruim. Pode parecer estranho, mas é isso que também acontece em nossa cultura atual, em atitudes que dizem: "Foque o número um"; ou, "Que proveito posso tirar disso?"

Ao contrário do senso comum atual, a Bíblia nos diz para colocarmos as necessidades dos outros acima das nossas próprias e para sermos humildes. E também nos diz para agirmos com mansidão. Mansidão é, muitas vezes, confundida com fraqueza. Mas não é isso que a Bíblia diz. A palavra "humildade" usada na Bíblia significa "poder sob restrição." Uma pessoa humilde pode ter a capacidade de machucá-lo, mas escolhe não fazê-lo. Isso é poder sob restrição.

Jesus foi descrito como manso e suave. Isso não significa que ele era fraco. Ele estava longe disso, pois era muito forte. Ele não retribuía insultos com insultos, tampouco revidava. Jesus nos deu um exemplo a ser seguido a respeito de humildade e mansidão. Um exemplo de como ser sempre gentil, mesmo quando se tem que ser firme.

Esse é o verdadeiro significado de nos humilharmos. Às vezes, significa chegar a alguém e dizer:
-"Não sei se fiz algo de fato para magoá-lo, ou se você é que entendeu assim. Mas, vamos resolver isso".
Mesmo que você ache que está com a razão e a outra pessoa errada. É exatamente aí que a humildade e a mansidão entram em cena.

Precisamos nos livrar de quaisquer atitudes do tipo: "primeiro eu" ou "posso tirar algum proveito disso". É preciso começarmos a pensar biblicamente. Precisamos nos perguntar: - O que eu posso fazer para ajudar os outros? - Como posso aprender a resolver conflitos?
Isso talvez mude completamente a sua vida.

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Joio no Meio do Trigo

"Deixem que cresçam juntos até à colheita. Então direi aos encarregados da colheita: Juntem primeiro o joio e amarrem-no em feixes para ser queimado; depois juntem o trigo e guardem-no no meu celeiro." (Mateus 13:30)

Ananias e Safira tinham escolha: poderiam dar muito ou pouco para a igreja. Nada lhes foi exigido. Porém, decidiram agir como se estivessem dando muito, quando na verdade não estavam. Cometeram o pecado da hipocrisia.

A Bíblia diz também que eles mentiram para o Espírito Santo. Cometeram um pecado específico contra o Espírito de Deus. Ananias e Safira descobriram então que não se consegue enganar a Deus. É interessante observar que o nome Ananias significa "Deus é gracioso". Mas ele descobriu que Deus é também santo. O nome Safira significa "linda", mas o seu coração estava feio pelo pecado. É fácil condenarmos hoje Ananias e Safira pela sua desonestidade. Mas seria bom examinarmos também as nossas próprias vidas para ver se os nossos discursos estão apoiados em nossas práticas.

O diabo adora deturpar a verdade. Ele parece utilizar a política do: "Se você não pode vencê-los, junte-se a eles." Ele tem seu joio no meio do trigo. Existem falsos cristãos, falsos profetas, falsos pregadores, mestres e apóstolos. Há Ananias e Safiras em nossos bancos de igreja. Os Judas Iscariotes também estão por aí. Eles frequentam as mesmas igrejas que nós, vivem na mesma vizinhança e vão para as mesmas escolas que nós.

Mas chegará o dia em que Deus, que conhece todos os corações, vai separar o joio do trigo, o verdadeiro do falso. E somente Ele poderá fazer isto.

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Vivendo Cada Dia

"Aguardo ansiosamente e espero que em nada serei envergonhado. Pelo contrário, com toda a determinação de sempre, também agora Cristo será engrandecido em meu corpo, quer pela vida quer pela morte; porque para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro." (Filipenses 1:20-21)

Com tudo o que está acontecendo em nosso mundo atualmente, temos todos os motivos para estar realmente com muito medo e dizer: - Eu não sei se deveria fazer isso, pois um acidente poderia me acontecer... É melhor eu não entrar naquele avião, pois ele poderá cair. É melhor eu não entrar naquele carro, pois posso talvez não voltar para casa... É melhor eu não fazer isso... É melhor eu não fazer aquilo. Poderíamos viver num constante estado de paranoia.

Ou, poderíamos entregar diariamente os nossos caminhos a Deus e dizer:
-"Se este é o último meu dia, Senhor, estou pronto para conhecê-lo pessoalmente. Se não for, então vou te servir mais um dia." Como Paulo disse: "porque para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro" (Filipenses 1:21). Esta é uma grande perspectiva de vida para adotar-se.

Mas isso não significa que devemos ser tolos e testar desnecessariamente a Deus. Ou que podemos fazer coisas idiotas como saltar de um avião sem pára-quedas. Há uma nítida diferença entre confiar no Senhor e testá-lo.

Devemos aceitar cada dia como um dom do Deus Todo-Poderoso e vivê-lo em sua plenitude, de maneira totalmente comprometida com Ele. Devemos viver cada dia como se fosse o nosso último.

Digamos, por exemplo, que este fosse o último de sua vida. - Se pudesse volta atrás, você se envergonharia de como o viveu?
Ou diria: -"Acho que o vivi bem. Fiz o que deveria ter feito. Não tenho nenhum constrangimento real para falar. Foi um dia bem vivido."
É assim que se deve viver cada dia.

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Pessoas Comuns

"Estêvão, homem cheio da graça e do poder de Deus, realizava grandes maravilhas e sinais entre o povo." (Atos 6:8)

Acho que atualmente perdemos o real significado da palavra "herói". Usamos esta palavra de um modo totalmente casual. Todo mundo é chamado de herói, dos atletas aos artistas. Mas um herói é realmente alguém que se sacrifica ou faz algo corajoso.

Atos 6 conta a história de Estevão, o primeiro mártir da igreja cristã, um verdadeiro herói da fé cristã. Quando olhamos para a vida de Estevão, não vemos uma vida desperdiçada, mas sim uma vida bem investida. Também aprendemos alguns princípios importantes sobre o tipo de pessoa que Deus usa hoje.

Como Deus escolhe um homem ou uma mulher para usá-lo em seus planos? Quais são as qualidades que Ele procura? Que tipo de pessoa Ele quer? Nas Escrituras e na história contemporânea, uma coisa certamente se destaca. Parece que Deus sempre, à sua maneira, usa pessoas que não têm potencial aparente.

A Bíblia diz: "Pois os olhos do Senhor estão atentos sobre toda a terra para fortalecer aqueles que lhe dedicam totalmente o coração. [...]" (2 Crônicas 16:9). Ela não diz que Deus está à procura de alguém forte, mas de pessoas fieis. Quando Deus me tocou, eu não parecia ser uma pessoa com grande potencial. “Mas Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios, e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes. Ele escolheu as coisas insignificantes do mundo, as desprezadas e as que nada são, para reduzir a nada as que são, para que ninguém se vanglorie diante dele.” (1 Coríntios 1:27-29)

Então, se você sentir que é uma pessoa comum, sentir que você não tem quaisquer grandes habilidades ou competências para que Deus possa usá-lo, a resposta é sim, Deus pode usá-lo. Veja o que o Senhor vai fazer quando você se dedicar inteiramente a Ele.

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Você Quer Mudar de Vida?

- Você alguma vez já desejou mudar de vida?

Talvez você tenha feito escolhas no passado, das quais se arrependa hoje. É possível também que esteja sofrendo neste exato momento, as consequências dessas decisões anteriores.

- Há algum jeito de buscar ajuda?

Na Bíblia, lemos a história de um homem que acreditava que se um anjo agitasse a água de um tanque e ele pudesse ser o primeiro a entrar na água, ele ficaria curado. Esse homem já estava esperando há 38 anos; e, nada. Ele era incapaz de se mexer. Talvez tenha ficado paralítico num acidente, não se sabe. Mas algo tinha acontecido em sua vida e causado este problema.

Às vezes, ficamos doentes simplesmente por vivermos num mundo pecaminoso. Doença e morte jamais fizeram parte do plano de Deus. Se Adão e Eva não tivessem pecado, não haveria doença e nem haveria velhice. Porém, noutras vezes, ficamos doentes por causa de nossos próprios erros.

Imagine a pessoa que se encheu de álcool a vida inteira. Um dia, o fígado para.
- Será que houve ligação entre o modo de vida que escolheu e o que lhe aconteceu fisicamente?
Certamente.
Ou então a pessoa que se embebeda, pega o carro e se machuca num acidente?
- Não houve relação de "causa X efeito" entre o modo como vivia e o que lhe aconteceu? Claro que sim.
Imagine ainda alguém promíscuo sexualmente. Alguém que faz sexo fora do casamento frequentemente. De repente, descobre que contraiu HIV.
- Não há ligação direta entre o seu modo de vida e este terrível vírus que contraiu? É claro que sim.

Há sim, ligação entre o que fazemos e o que nos acontece. Isso não quer dizer que todo mundo com cirrose, que sofreu um acidente ou que contraiu o HIV chegou a isso por haver pecado. Na verdade, às vezes são vítimas do pecado alheio, como a pessoa que é atingida pelo motorista embriagado, ou a parceira fiel que contrai AIDS do marido infiel. Porém, temos que aceitar o fato de que para cada escolha que fazemos, há consequências.

A Bíblia nos diz que há ocasiões em que Deus permite a doença - física e espiritual - para nos ensinar algo. Por exemplo: quando o apóstolo Paulo passou pela experiência do "espinho na carne", não foi por algum pecado em especial, pelo que se sabe. Mesmo assim, Deus permitiu esse sofrimento. Paulo pediu três vezes que Deus o removesse; mas a resposta de Deus foi: -"Minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza" (2 Coríntios 12:9). Isso sugere que Deus permite a doença para que ele possa nos mostrar algo que talvez de outro modo não enxerguemos. Às vezes, somos tão teimosos e orgulhosos que achamos que não precisamos de Deus. Então o Senhor nos chama a atenção; e, de repente, percebemos que precisamos d'Ele.

Da multidão de doentes e pessoas sofrendo, aguardando que o anjo agitasse a água do tanque, Jesus escolheu um homem. Ele não pregou a todos. Ele não curou a todos. Ele foi até um indivíduo e lhe fez uma pergunta pungente e, de certo modo, inesperada: -"Você quer ser curado?"

Ora, como se pode perguntar tal coisa para alguém nessa situação? Dificilmente ele iria responder: -"Não, eu gosto de ficar assim. É uma delícia. Fique assim você também."
Mas, o motivo pelo qual Jesus fez essa pergunta é porque nem todo mundo quer de fato melhorar. Nem todo mundo quer mudar de vida.

Jesus pergunta ao homem: -"Você quer ser curado?" Em outras palavras: -"Você quer mudar de vida, não só física, mas também espiritualmente? Você está disposto a colocar-se, do jeito que você é, nas minhas mãos? Está pronto para que eu faça por você o que você não consegue fazer por si mesmo?"

Enquanto acharmos que podemos dar um jeito nas coisas por conta própria, ou que vamos nos virar na vida por conta própria, não vamos chegar a lugar algum. Precisamos clamar a Deus e dizer: -"Senhor, não consigo fazer isso sozinho, por isso estou te pedindo que me ajudes. Estou pedindo que me perdoes".

Se você chamar por Jesus Cristo, ele o perdoará. Se estiver disposto a afastar-se do seu pecado, romper inteiramente com o passado e começar a segui-lo, então verá acontecerem em sua vida, coisas que jamais imaginou.