quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Os Heróis de Deus

"Irmãos, pensem no que vocês eram quando foram chamados. Poucos eram sábios segundo os padrões humanos; poucos eram poderosos; poucos eram de nobre nascimento. Mas Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios, e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes." (1 Coríntios 1:26-27)

Sob vários aspectos, perdemos o significado da palavra "herói". Usamos essa palavra à toa. Aqueles que conseguem atravessar uma bola por dentro de uma trave, são heróis do esporte. Quem sabe tocar uns acordes numa guitarra, é um herói do rock. Quem sabe fingir bem ser quem não é, é um herói do cinema. Temos uma noção estranha de quem são nossos heróis.

Certa vez assisti a uma entrevista realizada por um jornalista conhecido, com um ator acerca do seu último filme, que se passava numa região politicamente complicada do mundo. Quando o jornalista perguntou ao astro o que ele achava que se devia fazer quanto à situação política lá, o ator respondeu: "Que interessa o que eu acho?" E aí frisou que ele era apenas um ator. Com excessiva frequência, pensamos erradamente que os atores são as personagens que eles interpretam. Pensamos que são heróis, quando na verdade, são somente pessoas como nós.

Herói é quem faz algum sacrifício, algo corajoso. Há heróis hoje em dia, claro. Vimos muitos deles em ação no 11 de setembro de 2001 e nos dias subsequentes. Mas, com frequência os heróis de hoje em dia agem nos bastidores e quase nunca ficamos sabendo deles.

Quando observamos os heróis da fé (aqueles em quem Deus pôs a mão), sejam aqueles das Escrituras ou os da história recente, uma coisa se destaca: parece que Deus sempre Se deu ao trabalho de encontrar indivíduos que não parecessem heroicos  E é essa a questão. Deus não procura por um homem ou mulher forte em si. Em vez disso, Ele procura por alguém em cujo nome possa revelar Sua força.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Solo Fértil

"E, finalmente, o que foi semeado em boa terra: este é aquele que ouve a palavra e a entende, e dá uma colheita de cem, sessenta e trinta por um." (Mateus 13:23)

Cristãos que produzem frutos espirituais não são como as sementes plantadas à beira do caminho. Citadas por Jesus na Parábola do Semeador, elas simbolizam pessoas que parecem nunca compreender a Palavra de Deus. Nem são como as que foram semeadas em solo rochoso, que representam os que não têm raízes, que permitem que emoções se sobreponham à obediência. Nem são como as sementes lançadas entre os espinhos, que refletem os que ouvem a Palavra de Deus e buscam se manter nela, mas que aos poucos permitem que a vida mundana lhes sufoque.

Os verdadeiros crentes ouvem a Palavra de Deus e a guardam. Eles respondem de forma firme e rápida para aquilo que Deus lhes mostra. Eles ouvem e internalizam a mensagem, tendo mudanças visíveis em suas vidas.

Mudanças externas não nos salvam. Mas, se realmente estamos salvos, então elas naturalmente acontecerão. Obras não nos salvam. Mas, se realmente estamos salvos, elas aparecerão. Ou seja: se não houver mudanças exteriores em nossas vidas, isto significa que elas também não aconteceram internamente.

Houve mudanças em sua vida? Por "mudanças" não se entenda ter várias Bíblias em casa, de várias cores, para combinar com vários tipos de roupas. Ou ter um adesivo cristão no carro ou  uma coleção de materiais da igreja. Refiro-me a mudanças no sentido de alguém poder olhar para a sua vida e reconhecer que você é um cristão.

Se as pessoas forem olhar para a sua vida hoje, o que elas verão? Será que eles verão a evidência de Jesus Cristo vivendo dentro de você? Ou será que verão ainda a sua "velha versão"?
A escolha é somente sua.
Link para o texto original

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Vivendo com um Propósito

"Mas eu confio em ti, Senhor, e digo: 'Tu és o meu Deus'. O meu futuro está nas tuas mãos; livra-me dos meus inimigos e daqueles que me perseguem." (Salmos 31:14-15)

Muitas vezes é curioso o que a gente lê nos obituários ou ouve nos funerais. Quem quer que fosse o falecido, era sempre a melhor pessoa que já existiu. Nunca houve uma pessoa mais apaixonada, mais amorosa ou mais carismática. Isto porque, quando alguém morre, queremos falar sempre o melhor sobre aquela pessoa.

Mas, se sempre falassem a verdade nos funerais? E se alguém dissesse: "Ele era um idiota. Ele desperdiçou toda a sua vida! Muitos aqui foram enganados por ele. Ele era um egoísta. Ele não se importava com os outros, só consigo mesmo. E, sinceramente, fico até contente que ele tenha partido..."

É claro que nunca se diria isso. Pelo contrário, podemos até exagerar na verdade para dizer como tal pessoa foi maravilhosa.

Se alguém fosse fazer um resumo de você, de sua vida, o que iria dizer? Pelo que você seria lembrado? Esse será o seu legado. Você não gostaria que, honestamente, dissessem coisas boas sobre você? Coisas como, por exemplo: "Esta pessoa amava a Deus. Preocupava-se com as coisas de Deus e realmente importava-se com as outras pessoas. Essa pessoa realmente viveu para o Senhor".

O maior desperdício que existe é jogar-se a vida fora. No entanto, isso é o que muitas pessoas fazem. Um dia você vai respirar pela última vez. Um dia você vai dizer suas últimas palavras. Um dia você irá comer sua última refeição. Sobre o que você vai ser lembrado depois que morrer?

Viva sua vida com um propósito. Viva uma vida que faça diferença. Viva uma vida por Ele e você nunca irá se arrepender.
Link para o texto original

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Raízes Superficiais

“Quanto ao que foi semeado em terreno pedregoso, este é aquele que ouve a palavra e logo a recebe com alegria. Todavia, visto que não tem raiz em si mesmo, permanece por pouco tempo. Quando surge alguma tribulação ou perseguição por causa da palavra, logo a abandona.” (Mateus 13:20-21)

Jesus falou de pessoas que ouvem a Palavra de Deus, mas que nunca formam raízes: "Quanto ao que foi semeado em terreno pedregoso, este é aquele que ouve a palavra e logo a recebe com alegria. Todavia, visto que não tem raiz em si mesmo, permanece por pouco tempo. Quando surge alguma tribulação ou perseguição por causa da palavra, logo a abandona" (Mateus 13:20-21).

Essas pessoas parecem convertidas e motivadas. Podem até tentar trazer outros para Cristo. Vivem em um pico emocional. No entanto, são como um solo cheio de pedras. A semente da Palavra de Deus é semeada no solo e tenta germinar, mas nenhum fruto aparece. Nenhuma mudança real acontece. Delas não resulta um verdadeiro encontro com Deus.

Por que elas caem? É possível que elas tenham construído a sua fé sobre um fundamento errado. Talvez elas tenham respondido ao chamado do evangelho somente porque um amigo assim também o fez. Mas a conversão não é uma decisão de grupo. Você tem que tomar a sua própria decisão e então, vir a se comprometer com Jesus. Outra possibilidade é a descrença que as leva a começar a duvidar de Deus na primeira baixa emocional. Ou porque desistiram do evangelho ao primeiro sinal de perseguição.

Se você é um verdadeiro seguidor de Jesus, saiba que haverá dificuldades. Haverá momentos de provação. Haverá momentos em que você não sentirá que Deus está perto de você. E haverá momentos em que as pessoas dificultarão sua vida simplesmente pelo fato de você alegar ser um cristão. Portanto, não construa a sua vida tendo como base um amigo ou uma igreja. Construa a sua vida baseado em Cristo.

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Cegos pelo Pecado

"Quando alguém ouve a mensagem do Reino e não a entende, o Maligno vem e lhe arranca o que foi semeado em seu coração. Este é o que foi semeado à beira do caminho." (Mateus13:19)

Paulo, no livro de Atos descreveu o processo de conversão enquanto falava sobre o que aconteceu com ele em seu encontro com Cristo na estrada para Damasco. O Senhor lhe disse: "Eu o livrarei do seu próprio povo e dos gentios, para os quais eu o envio, para abrir-lhes os olhos, a fim de que se convertam das trevas à luz e libertem-se do poder de Maligno para Deus, para que possam receber o perdão dos pecados e herança entre os que são santificados pela fé em mim(Atos 26:17-18, itálicos do autor).

Antes que mudanças espirituais possam ocorrer na vida de uma pessoa, seus olhos devem ser abertos. Por que? Porque as pessoas podem ouvir a mensagem do evangelho, mas simplesmente não acreditar. Isto ocorre porque o pecado nos cega. Na verdade, a Bíblia nos diz: "Mas se o nosso evangelho está encoberto, para os que estão perecendo é que está encoberto. O deus desta era cegou o entendimento dos descrentes, para que não vejam a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus." (2 Coríntios 4:3-4).

Não há nada que possamos fazer para abrir os olhos dos que estão cegos. Nós podemos compartilhar o evangelho com alguém inúmeras vezes, mas simplesmente não ocorrer nada. Então, um dia, de repente, "cai a ficha". É por isso que, quando oramos para os incrédulos, precisamos pedir a Deus para abrir os olhos e ajudá-los a ver que necessitam dEle.

Não desista de incrédulos em sua vida. A sua resistência ao evangelho não significa que nunca vão acreditar. Eles simplesmente estão cegos em relação ao seu verdadeiro estado espiritual. Então, continue orando.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Em Contínuo Crescimento

“Procure apresentar-se a Deus aprovado, como obreiro que não tem do que se envergonhar, que maneja corretamente a palavra da verdade.” (2 Timóteo 2:15)

Todo novo cristão enfrenta obstáculos. E é claro: todo cristão veterano também os enfrenta. Essas dificuldades nunca vão embora. Nunca chega um momento em que você alcança um patamar espiritual que não as têm. Não há um momento em que você não precise crescer no Senhor. Na verdade, quando você relaxa e tenta colocar a sua experiência cristã em "stand by"; ou, quando você descansa sobre seus louros, é aí que começa o início de sua queda.

A vida cristã é de crescimento, aprendizado e transformação constantes. Enquanto o processo de conversão é instantâneo, tornar-se mais parecido com Jesus leva uma vida inteira. Eu não tenho nada melhor para investir em minha vida do que nisso. Você tem?

No entanto, algumas pessoas dizem: "Ah, eu tentei essa coisa de ser cristão, mas isso não funcionou muito bem para mim." E a minha pergunta para essas pessoas é: elas fizeram a sua parte? Há muitas coisas que a Bíblia nos diz que devemos fazer como resultado de uma verdadeira conversão.

Por exemplo, elas começaram a estudar e memorizar as Escrituras? A Bíblia nos diz que devemos guardar a palavra de Deus em nossos corações (veja Deuteronômio 11:18, Salmos 119:11, Colossenses 3:16). Será que elas tiraram tempo para fazer parte de um corpo de crentes, tornando-se ativas e constantemente envolvidas em uma congregação? Será que tentaram se afastar de todo o pecado conhecido? Será que desenvolveram uma vida de oração? Será que tentaram seguir os mandamentos de Deus? A Bíblia diz: “Aquele que afirma que permanece Nele, deve andar como Ele andou.” (1 João 2:6).

Cristão novo ou velho deve encarar obstáculos movendo-se para frente e crescendo.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Prosseguindo em Frente

"Prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus." (Filipenses 3:14)

Você lembra quando Deus alimentou os israelitas com maná? Toda manhã, eles acordavam, saíam das tendas e havia maná esperando por eles. Mas o maná não durava de um dia para o outro. Deus não queria que eles vivessem do maná do dia anterior. O Senhor queria que eles fossem habitualmente dependentes d'Ele e que colhessem maná novo a cada dia.

Do mesmo modo, você não pode viver das experiências do ano passado ou dos últimos 20 anos. Deus quer fazer algo novinho em sua vida hoje e amanhã. Não se pode viver de experiências, mas sim aprender com elas.

Saulo de Tarso empenhou-se em caçar cristãos. Porém, ele se deu conta que não estava servindo a Deus, mas ao diabo. Então ele foi transformado gradativamente até tornar-se o apóstolo Paulo. Ele podia dizer: "Agora eu prossigo, agora eu vou adiante" (Filipenses 3:14). Eu queria que isso fosse verdade nas vidas de mais cristãos. Que diferença faria a esse mundo à nossa volta se tivéssemos esse tipo de ambição, essa disposição de servir a Deus como costumávamos servir a nós mesmos.

Neste começo de ano, vamos nos comprometer mais uma vez em estudar a Palavra de Deus. Comprometamo-nos de novo com a oração e vamos comprometer-nos a ganhar ao menos uma nova  pessoa para Cristo este ano.

Como cristãos, temos oportunidades sem igual de que nossas vidas possam fazer diferença este ano. Há muito o que fazer. Há tanto crescimento que ainda precisa ocorrer em nossas vidas e tanta coisa a mais para realizar. É hora de darmos um passo para o futuro: darmos um passo para aquilo que Deus está fazendo hoje.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Totalmente Comprometido

"Mas, assim como é santo aquele que os chamou, sejam santos vocês também em tudo o que fizerem, pois está escrito: 'Sejam santos, porque eu sou santo'". (1 Pedro 1:15-16)

O caminho de Deus é um caminho santo. Em Isaías 35:8 lemos que "ele será chamado o caminho da santidade." A Bíblia também nos diz que sem santidade, ninguém verá o Senhor.

Quando pensamos em santidade ou em uma pessoa santa, podemos pensar que uma vida santa significa uma vida monótona. Palavras como obediência, santidade, compromisso e sacrifício não são atraentes para nós. Encaramos como se fosse uma vida desperdiçada com pessoas chatas fazendo coisas chatas. Pensamos que não há nenhuma diversão nisso. No entanto, essa ideia é falsa. Vida santa é uma vida feliz. A Bíblia diz que se você quiser ser feliz, então deverá ser santo. E se você procura ser uma pessoa santa, então será uma pessoa feliz.

Por "pessoa santa" devemos entender uma pessoa que vive para agradar a Deus. Para sermos santos devemos ser totalmente comprometidos com Deus, dando tudo para Ele, deixando-O ser o Senhor de nossas vidas e deixando que Ele guie nossos passos. Esta é a vida mais completa que existe. Você vai se levantar de manhã com alegria no coração e com a Palavra de Deus e do Seu Espírito para guiá-lo. É a melhor vida que existe.

No entanto, nenhum de nós pode ser santo por conta própria. Tentamos viver por certas regras, ser honestos, carinhosos e atenciosos, mas logo caímos. Não conseguimos nos manter neste estado por muito tempo. Nossa carne é fraca. Então, como podemos ter acesso ao caminho de santidade de Deus? Devemos chegar a Deus e pedir-Lhe perdão, pedir que Ele nos transforme e nos dê a Sua santidade - e Ele nos fará pessoas santas.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Um Objetivo Pré Definido

"Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus." (Romanos 12:2)

Do jeito que o mundo está hoje em dia, com as coisas indo de mal a pior, parece-me que a única maneira de viver atualmente é como um cristão completo e dedicado. Não com sentimentos misturados entre o mundo e o Reino, mas dizendo: quero andar com Deus e viver uma vida cristã verdadeira.

Paulo disse que seu objetivo na vida era conhecer a Cristo (ver Filipenses 3:10-14). Qual é o seu objetivo na vida? Quando você se levanta pela manhã, o que você quer viver? Quais são os seus objetivos? Quais são as suas prioridades?

Se você não tem um objetivo bem definido, então você está com sérios problema; porque como diz o ditado: "Quem não sabe para onde vai, não chega a lugar algum." Você seria capaz de dizer, como Paulo: "meu objetivo na vida é conhecer a Cristo? Espero que sim.

Pense na maneira como Deus usou Paulo. Ele levou inúmeras pessoas à fé, estabeleceu congregações, escreveu epístolas que consideramos hoje como a própria Palavra inspirada de Deus. No entanto, Paulo percebeu que ainda tinha muito a aprender e muito a caminhar.

É difícil para nós, pensarmos que alguém como Paulo teria que enfrentar as lutas e tentações que todos nós enfrentamos. Mas, de fato, ele o fez. Quanto ainda precisamos mudar radicalmente nossa vida neste ano? Há tantas coisas que precisam acontecer em nossas vidas. Precisamos nos tornar mais semelhantes a Cristo. Esse deve ser o nosso principal objetivo na vida.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Isso é um Teste

"Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações." (Tiago 1:2)

Por que os professores aplicam provas? É porque eles precisam ver se os alunos aprenderam, se ouviram e se prestaram atenção. Quando eu estava na escola, sempre que ouvia um professor dizer: "Hoje haverá prova surpresa", meu coração disparava - simplesmente porque eu não era o melhor aluno do mundo.

Deus também nos aplica provas. E raramente - ou quanse nunca - Ele as anuncia antes da hora. Deus quer ver se temos aprendido. Quer ver se estamos realmente entendendo o que Ele está tentando nos ensinar. Deus quer que cresçamos, Ele quer nos ver amadurecer e que nos tornemos mais fortes espiritualmente.

Então, quando você estiver passando por um momento de provação, por um teste ou dificuldade, lembre-se que a Palavra de Deus diz:

"Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações, pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança. E a perseverança deve ter ação completa, a fim de que vocês sejam maduros íntegros, sem lhes faltar coisa alguma." (Tiago 1:2-4)

Deus quer cresçamos para que sejamos homens e mulheres íntegros, sem pontos fracos.

Já estive em muitas situações onde fui testado e posso dizer com certeza absoluta que Deus nunca falhou comigo. Ele sempre tomou conta de mim, assim como vai cuidar de você também. Deus ainda está no "ramo dos milagres". Ainda que você esteja passando por uma situação difícil e olhando para um cenário sombrio, Deus pode tirá-lo dele completamente. A Bíblia nos assegura que Ele é o autor e consumador de nossa fé (Hebreus 12:2). Ele sempre termina aquilo que começa.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Prioridades

“Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas.” (Mateus 6:33)

Quando Jesus nos falou para não nos preocuparmos com comida e bebida, Sua ênfase estava na palavra “preocupação”. Ele não disse: "não pensem nisso". Muito menos deixou implícito: "não planeje a provisão de suas necessidades". Ele disse apenas: não se preocupe.

A Bíblia critica inclusive, a pessoa preguiçosa que vive apenas da generosidade alheia e não trabalha para se sustentar. A Bíblia diz que se você não quiser trabalhar, também não deve comer (2 Tessalonicenses 3:10). Portanto, trabalhe. Seja seu próprio provedor. A bíblia nos incentiva até mesmo a planejar nosso futuro e a aprender com o exemplo da formiga que está sempre planejando à frente (Provérbios 6:6-8). Portanto, a Bíblia não defende a preguiça, tampouco o ser irresponsável. Mesmo assim Jesus disse: "não se preocupe com isso".

Jesus estava dizendo em outras palavras: não fique obcecado com essas coisas. Ele disse que os incrédulos é que se comportam assim.

“Portanto, não se preocupem, dizendo: ‘Que vamos comer?’ ou ‘que vamos beber?’ ou ‘que vamos vestir?’ Pois os pagãos é que correm atrás dessas coisas; mas o Pai celestial sabe que vocês precisam delas. Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas.” (Mateus 6:31-33)

Não é isto que a maioria das pessoas busca hoje em dia: o que comer e o que vestir? Gastam suas vidas inteiras perseguindo apenas metas materiais.
Jesus disse que isso não é suficiente. Isso não vai satisfazer as necessidades mais profundas de sua vida.

Não cometa o mesmo erro. Não faça dessas coisas o foco de sua vida. Pelo contrário. Busque a Deus em primeiro lugar e tudo o que você precisa lhe será fornecido. Deus vai tomar conta de você. Ele se importa com você. Ele vai suprir todas as suas necessidades.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Valor Eterno

"Não trabalhem pela comida que se estraga, mas pela comida que permanece para a vida eterna, a qual o Filho do homem lhes dará. Deus, o Pai, nele colocou o seu selo de aprovação". (João 6:27)

Em João 6, vemos uma grande multidão seguindo Jesus em Cafarnaum. Por que isso aconteceu? Porque Jesus tinha feito seu milagre mais popular: alimentou 5.000 pessoas. Jesus pegou o almoço de um rapaz, o abençoou e o multiplicou e todo mundo comeu o suficiente. Pensaram: "Que ótimo! Ele não só nos ensina e não só nos maravilha com seus milagres, mas também nos dá comida grátis".

Quando a multidão o seguiu, Jesus disse: "A verdade é que vocês estão me procurando, não porque viram os sinais miraculosos, mas porque comeram os pães e ficaram satisfeitos. Não trabalhem pela comida que se estraga, mas pela comida que permanece para a vida eterna, a qual o Filho do homem lhes dará. Deus, o Pai, nele colocou o seu selo de aprovação" (João 6:26-27).

Em resumo, Jesus disse: "Vamos deixar de embromação: eu sei por que é que vocês vieram. Parem de trabalhar pelo pão que só enche a barriga. Eu sou o pão da vida. Quero que se concentrem nas coisas espirituais. Não fiz aquele milagre só para alimentá-los naquele dia. Eu tentei ensinar-lhes algo a mais. Não trabalhem somente pelo pão que se estraga".

Jesus estava dizendo que a vida é muito mais do que somente as coisas dese mundo. A vida é mais do que comida, é mais do que roupas, mais do que os bens, mais do que uma carreira profissional. É muito mais do que procurar sucesso.
Creia n'Ele e coma o pão da vida.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Levante-se e Continue Correndo

"Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé." (2 Timóteo 4:7)

Quando você compete em uma corrida, busca dois objetivos: ganhar e terminar a corrida. Não é suficiente simplesmente partir. Temos que terminar a corrida. E alguns de nós, às vezes, tropeçam pelo meio do caminho.

A principal personagem do filme "Carruagens de Fogo" caiu na sua mais importante corrida. Ele estava machucado e desanimado, mas levantou-se e continuou a correr, não só concluindo a corrida, mas também ganhando-a. Mesmo quando tropeçamos, mesmo quando caimos, ainda podemos nos levantar e correr. Você ainda pode ganhar a corrida, pois ela ainda não acabou. Só acabará quando soar o sinal de término.

Alguns de nós podem ter tropeçado. É normal cairmos na corrida da vida. Ou, talvez, tenhamos sido desencorajados; ou, ainda tenha nos acontecido algo muito sério que nos fez desistir. Mas, lembre-se: nunca é tarde demais para se levantar e começar a correr novamente.

Por exemplo, se você já leu uma passagem das Escrituras que não fazia qualquer sentido; se em algum momento de sua vida, Deus parecia não estar mais com você; se você já foi tentado, como cristão, a desistir de seguir Jesus, saiba o seguinte: você está em boa companhia. Isso também acontece com a maioria dos cristãos.
Você tem ideia de como os discípulos de Jesus se sentiram no dia em que Ele lhes deu a mais difícil missão (ver João 6)? Mas, ao invés de desistirem de sua fé, eles acabaram foi se aprofundando ainda mais nela.

Aquele foi um dia em que o trigo foi separado do joio. Os discípulos verdadeiros separados dos falsos.
Da mesma forma, vamos parar ou continuar correndo?

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Não Desista Agora

"Vocês não sabem que dentre todos os que correm no estádio, apenas um ganha o prêmio? Corram de tal modo que alcancem o prêmio." (1 Coríntios 9:24)

Há certas competições nos Jogos Olímpicos que não me despertam interesse algum. Mas, de um evento em especial eu gosto muito: o atletismo. Adoro ver as corridas de revezamento, as de longa distância e os 100 metros rasos. Isso provavelmente deve ser porque essas eram as modalidades que eu praticava quando estava no colégio.

Durante uma das recentes Olimpíadas, eu estava assistindo a uma das corridas de longa distância, quando um dos corredores que tinha começado atrás, aproximou-se do pelotão do meio e, quando estava faltando apenas umas quatro voltas para o final, ele pulou para a frente e assumiu a liderança. Eu pensei comigo: Será possível? Ele tem mesmo chance de ganhar? Então ele começou a ficar gradativamente para trás. Caiu para o segundo lugar, depois para o terceiro, para o quarto, para o quinto... Nem sequer chegou a ganhar uma medalha.

Eu sei o que é se estar na última volta de uma corrida. Você está dando tudo de si, mas seus braços e pernas parecem de borracha. É como se você não tivesse nenhum controle sobre eles. Parece que estão queimando por dentro. É muito difícil continuar correndo.

Na Bíblia, a vida cristã é muitas vezes comparada a uma corrida. O apóstolo Paulo frequentemente usava termos do atletismo para descrever o que é ser um cristão. Ele escreveu: "Vocês não sabem que dentre todos os que correm no estádio, apenas um ganha o prêmio? Corram de tal modo que alcancem o prêmio." (1 Coríntios 9:24). Paulo disse aos efésios que ele havia terminado a sua corrida com alegria.

Continuemos a correr a nossa corrida. Vamos correr para ganhar o prêmio e terminar a corrida com alegria.
Link para o texto original

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Amor, Alegria e Paz

"[...] Eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente." (João 10:10)

O futuro é algo que precisamos planejar com antecedência. Não só temos que pensar sobre o que vamos fazer nesta vida, mas também o que vamos fazer por toda a eternidade.

Um grande estudo realizado nos Estados Unidos por uma importante agência de pesquisas, distribuiu questionários para pessoas de várias idades e ocupações diferentes, perguntando: "O que você mais procura em sua vida?" Quando os resultados foram compilados, os analistas ficaram surpresos. Muitos dos que realizaram a pesquisa pensavam que a maioria dos entrevistados desejava obter coisas materiais, mas os três principais itens foram: amor, alegria e paz - nessa ordem.

Gálatas 5:22 nos diz que os frutos do Espírito incluem amor, alegria e paz. Portanto, as coisas que as pessoas mais procuram hoje em dia, podem ser encontradas num relacionamento efetivo com Deus. No entanto, algumas pessoas tem desistido dessas coisas. Elas dizem: "Amor, alegria e paz? Isso é um sonho. Dá um tempo! Você não vai encontrar amor, alegria e paz neste mundo... não no mundo real em que eu vivo."
Isso descreve como você se sente agora?
A vida não precisa ser assim. Num relacionamento estreito com Deus através de Jesus Cristo, temos a promessa não só da vida pós-túmulo, mas também de uma vida que é completa, rica e que vale a pena ser vivida já nesse mundo. Jesus disse: "Eu vim para que tenham vida e a tenham plenamente " (João 10:10). Jesus nos dá vida plena já agora e, é claro, a esperança de uma vida eterna no céu.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Vivendo Uma Vida Plena

"Ensina-nos a contar os nossos dias para que o nosso coração alcance sabedoria." (Salmos 90:12)

Um artigo que li afirmava que, de acordo com cientistas, já podemos retardar o processo de envelhecimento e prolongar a vida. Mas o mesmo artigo questionava se realmente queremos estender nossas vidas.

Nossa resposta a essa pergunta vai depender do tipo de vida que hoje vivemos. É certo que a ciência está nos ajudando a viver mais. Mas, se é verdade que a ciência pode acrescentar anos às nossas vidas, não podemos dizer o mesmo sobre ela acrescentar vida aos nossos anos. Isso é algo que só Deus pode fazer.

Afinal de contas, nosso objetivo principal deveria ser prolongar as nossas vidas ou viver a vida em sua plenitude? Lembro-me de uma declaração feita por Jim Eliot, que sentiu o chamado de Deus para o trabalho missionário. Ele foi para as selvas do Equador, onde ele e outros quatro missionários queriam levar o evangelho a uma tribo de pessoas conhecidas como Aucas.

Tragicamente, Jim Eliot e todos os outros perderam suas vidas no processo. Para algumas pessoas, parecia um desperdício terrível ver essas jovens promessas jogarem suas vidas fora. Mas alguns anos antes, Jim Eliot tinha escrito em seu diário: "Eu não busco uma vida longa, mas uma vida plena, como Tu, Senhor Jesus".

Eu acho que esse é um grande objetivo. Não sabemos quanto tempo vamos viver nesse mundo. Isso realmente está somente nas mãos de Deus. Mas nosso objetivo aqui na Terra deveria ser o de viver uma vida plena, uma vida com significado, uma vida com propósito.
Que tipo de vida você tem vivido?
Não são os anos que contam, mas o que você faz com esses anos.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Encarando a Música

“Diante de mim todo joelho se dobrará; junto a mim toda língua jurará.” (Isaías 45:23) 

Certa vez eu li a expressão: "encarar a música", originada no Japão com a Orquestra Imperial. Pertencer àquela orquestra era algo de muito prestígio e havia um homem que queria desesperadamente participar dela. Ele sonhava em se apresentar para o imperador, mas não tinha qualquer talento musical. Esse homem era muito rico. Então ele ofereceu ao maestro uma grande quantia em dinheiro para que permitisse sua entrada na orquestra.

O maestro aceitou a oferta e deu-lhe uma flauta. Porém, instriu-lhe para que, enquanto a orquestra tocasse, ele apenas segurasse a flauta junto aos lábios e movesse os dedos para dar a impressão a platéia de que ele estava realmente tocando. E, assim, aquele homem tornou-se membro da Orquestra Imperial. Ele fingia tocar sua flauta e todos pensavam que ele era um grande músico. Seu sonho de apresentar-se diante do imperador havia se realizado.

No entanto, certo dia um novo maestro assumiu o comando da orquestra e queria descobrir quão bons seus músicos eram. Por isso, anunciou que faria testes individuais com cada músico da Orquestra Imperial. O tal homem estava simplesmente apavorado, porque ele não sabia tocar uma única nota sequer. Seu fingimento havia sido desmascarado e ele foi forçado a admitir que era tudo uma farsa. Ele não pode "encarar a música."

Um dia estaremos diante de Deus. E, embora algumas pessoas consigam enganar brilhantemente outras pessoas, elas terão que "encarar a música". Se elas não tiverem sido sinceras, vão ser desmascaradas.

E você, como vai se apresentar? Talvez você até tenha conseguido enganar muito bem outras pessoas durante a sua vida toda. Mas, lembre-se: você não poderá enganar a Deus.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Ofender a Deus

"Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês são como sepulcros caiados: bonitos por fora, mas por dentro estão cheios de ossos e de todo tipo de imundície." (Mateus 23:27)

Foi Cícero quem disse que "de todas as formas de injustiça, nenhuma é mais flagrante que a do hipócrita, que, justamente quando é mais falso, se empenha em parecer virtuoso."

Jesus dizia duras palavras aos fariseus (os hipócritas de Sua época), por fingirem ser o que não eram. Fingiam ser santos enquanto eram ímpios. Fingiam ser dedicados enquanto que eram relapsos. E Deus não gosta disso. Ele prefere que sejamos honestos e digamos: "Sou pecador. Vivo do jeito errado, mas foi desse jeito que escolhi viver"; ao invés de dizermos: "Sou cristão", enquanto vivemos paralelamente uma outra vida secreta, pensando que podemos escondê-la de Deus. Não podemos esconder de Deus o nosso pecado. Não há como bloquear a Sua visão sobre todos e sobre tudo.

Jesus disse aos fariseus e a todos que vivessem dessa maneira: "Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês são como sepulcros caiados: bonitos por fora, mas por dentro estão cheios de ossos e de todo tipo de imundície. Assim são vocês: por fora parecem justos ao povo, mas por dentro estão cheios de hipocrisia e maldade" (Mateus 23:27-28).

Não finja ser santo se você não quer ser. Isso ofende a Deus. Não estou querendo dizer que então é melhor ser pecador. Estou dizendo apenas que é pior fingir ser santo quando você não quer sê-lo. Você estará enganando somente a si mesmo.
Link para o texto original

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

O "X" da Questão

"Então Jesus pôs-se de pé e perguntou-lhe: 'Mulher, onde estão eles? Ninguém a condenou?' 'Ninguém, Senhor', disse ela. Declarou Jesus: 'Eu também não a condeno. Agora vá e abandone sua vida de pecado'." (João 8:10-11)

Durante todo o Seu ministério na terra, Jesus guardou Suas palavras mais impactantes não para os pecadores habituais, mas para aqueles que se julgavam perfeitos, os que eram religiosos hipócritas. Quando a elite religiosa trouxe a mulher apanhada em adultério diante de Cristo, afirmando que a lei exigia sua morte por apedrejamento (João 8:5), Jesus abaixou-se e começou a escrever algo no chão. Nós não sabemos o que ele escreveu. Seja o que for, todos que estavam ali saíram rapidamente, do mais velho ao mais jovem.

Quando Jesus perguntou à mulher onde estavam os acusadores e se alguém a tinha condenado, ela lhe disse: "Ninguém, Senhor". Então declarou Jesus: "Eu também não a condeno. Agora vá e abandone sua vida de pecado". (ver versículo 11).

Será que isso significa que Jesus estava aprovando a forma de vida daquela mulher? Claro que não. Longe disso. Ele estava indo ao "X" da questão. Ele sabia que o verdadeiro problema era o do seu pecado, que precisava ser resolvido; para então, ela mudar o seu estilo de vida.

Vejo que entre nós, cristãos, perdemos muito tempo criticando aquilo que os incrédulos fazem, mas não dedicamos tempo suficiente para dar-lhes a resposta para os seus problemas. Instintivamente, espero que o mundo seja mundano. Instintivamente, espero que os pecadores se comportem de maneira pecaminosa. Eu não posso esperar que eles vivam de acordo com padrões cristãos.

Há sim, é claro, momentos para falarmos sobre o que somos contra. Mas a questão é que as pessoas estão vazias e precisam ouvir o evangelho de Jesus Cristo.
Vamos nos esforçar principalmente portanto, para chegar ao "X" da questão, ao invés de ficar lidando apenas com os sintomas. A questão é que as pessoas estão perdidas. Elas precisam de Cristo. E nós  precisamos levar essa mensagem a elas.
Link para o texto original

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Um Único Caminho de Salvação

"Respondeu Jesus: 'Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim.'" (João 14:6)

Eu sou muito grato pela maneira como Deus se deixou conhecer. Deus não disse para a humanidade: "Encontrem o seu próprio caminho. Se forem realmente diligentes, então o acabarão encontrando. Terão que escalar montanhas do Tibete, explorar os ensinamentos do misticismo oriental; e, talvez, passear pelas várias teorias da psicologia".

Felizmente, Deus nos disse claramente como podemos ser perdoados de nossos pecados. Apenas uma linha de salvação nos foi dada por Ele. Essa linha é Jesus Cristo: a maneira de nos relacionarmos com Deus. Há apenas uma resposta correta para a pergunta: "O que devo fazer para ser salvo?" Essa resposta é: através de Jesus Cristo. Ele disse: "Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim" (João 14:6).

Será que já houve na face da terra algum outro líder religioso que tenha morrido pelos nossos pecados; e, mais do que isso, tenha ressuscitado dentre os mortos? Não, obviamente isso nunca aconteceu. Todos eles ainda estão em seus túmulos. Mas Jesus Cristo está vivo. Ele construiu a ponte entre Deus e a humanidade. Ele foi a única pessoa que já andou nessa terra e que foi tanto Deus como homem, completamente. Quando Ele morreu na cruz pelos pecados da humanidade, Ele tornou-se a ponte entre um Deus impecável, perfeito e santo e alguém profano, falho e imperfeito como nós.

Arrependa-se de seus pecados e coloque sua fé em Jesus Cristo como seu Salvador e Senhor. Essa é uma decisão que só você pode tomar. Ele está pronto e disposto a entrar em sua vida, perdoá-lo e ser seu Salvador, o seu Senhor e seu melhor amigo.