terça-feira, 19 de novembro de 2013

Verdadeiramente de Cristo

"Mas o homem que observa atentamente a lei perfeita que traz a liberdade, e persevera na prática dessa lei, não esquecendo o que ouviu mas praticando-o, será feliz naquilo que fizer." (Tiago 1:25)

Algumas pessoas vêem a vida cristã como um conjunto de regras, regulamentos e dificuldades; mas a lei de Deus é a lei da liberdade. Isso significa que não há uma lista do que se deve e do que não se deve fazer, mas sim que há uma lista de vontades e não vontades. Se a Palavra de Deus não fizer uma mudança em nossas vidas, não podemos dizer que ela entrou de fato em nossos corações. Em Tiago 1 encontramos três testes que podem ajudar-nos a determinar se estamos verdadeiramente com Cristo.

Primeiro, uma pessoa que verdadeiramente entregou a sua vida a Jesus vai controlar a sua língua (ver versículos 19-20). Podemos ter orgulho do fato de não sermos imorais ou violentos, mas podemos causar dor nos outros, ferindo-os com nossas palavras. Davi escreveu: "Vigiarei a minha conduta e não pecarei em palavras; porei mordaça em minha boca enquanto os ímpios estiverem na minha presença." (Salmo 39:1).

Em segundo lugar, quem pertence a Cristo preocupa-se com os outros (ver Tiago 1:27). Jesus disse que quando matamos a sede de estranhos, lhes convidamos para as nossas casas, doamos roupas ou os visitamos quando estiverem doentes ou na prisão, estamos fazendo isso por Ele e para Ele (veja Mateus 25:34-40).

Em terceiro lugar, uma pessoa verdadeiramente cristã não será poluída pelo mundo (ver Tiago 1:27). Em 1 João 2:16 está escrito: "Pois tudo o que há no mundo - a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a ostentação dos bens - não provém do Pai, mas do mundo." Devemos nos manter livres da corrupção deste mundo.

Se formos homens e mulheres verdadeiramente de Jesus, nossas boas obras serão facilmente percebidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário