quarta-feira, 13 de novembro de 2013

A Fé Verdadeira

"Sejam praticantes da palavra, e não apenas ouvintes, enganando-se a si mesmos." (Tiago 1:22)

Pesquisas recentes demostram que, apesar do secularismo da cultura popular, muitas pessoas acreditam em Deus e identificam-se como sendo fortemente religiosas. Isto não é verdade apenas para os adultos, mas também para os adolescentes. No entanto, analistas afirmam que essa chamada "espiritualidade" pode ser apenas superficial. Há muitas pessoas que acreditam ser cristãs, mas que na verdade não são.

O apóstolo Tiago, irmão de Jesus, definiu muito bem o que é realmente a verdadeira religião, o que significa ser um verdadeiro cristão, uma pessoa verdadeiramente espiritual e o que é a fé real. Ele disse que temos uma tendência a nos enganarmos (ver Tiago 1:22) ou enganarmos os nossos corações (ver versículo 26). Podemos nos enganar e pensar que somos automaticamente cristãos só porque estamos numa igreja ou porque participamos de rituais religiosos. Tiago nos mostrou a necessidade de equilíbrio entre a fé e obras e como elas trabalham juntas.

Jesus disse: "Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’, entrará no Reino dos Céus, mas apenas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus" (Mateus 7:21). A chave não é apenas dizer certas coisas, mas também viver desta maneira, como resultado de nossas crenças. Tiago 2:26 diz: "Assim como o corpo sem espírito está morto, também a fé sem obras está morta." (ver também os versículos 2:17 e 2:20).

Vamos entender melhor o que Tiago disse. Ele não ensinou absolutamente que somos justificados somente por obras. Ao invés disso, ele disse que a fé genuína, a verdadeira espiritualidade, irá impactar a vida do cristão. E, se a fé de alguém não produzir essa mudança de vida, então tal fé não é verdadeira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário