terça-feira, 15 de outubro de 2013

Brincando com o Pecado

"Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não seja como insensatos, mas como sábios" (Efésios 5:15)

Ao encontrarmos uma pessoa que caiu gravemente em pecado, em qualquer que seja a situação que se possa imaginar, podemos ter certeza de que tudo começou com ela expondo-se ao perigo. Muito raramente as pessoas se afastam de Deus do dia para a noite. Às vezes até parece, mas na verdade não é bem assim.

Por exemplo: você pode ter visto alguém na igreja na semana passada; e, na semana seguinte descobrir, que essa pessoa está envolvida num estilo de vida imoral ou fazendo algo que não deveria. Então você pensa: -“Eu não entendo. Eu a vi na igreja semana passada. Ela estava indo tão bem.”
O que quero dizer é que esta pessoa já estava abrindo brechas para o pecado entrar em sua vida há muito tempo; e, finalmente, o pecado acabou entrando.

É como uma árvore enorme de aproximadamente 400 anos que existia no Colorado e um dia veio ao chão. Ninguém conseguia entender como uma árvore daquele tamanho caíra. Afinal, aquela árvore tinha sido atingida por raio 14 vezes. Tinha resistido a inúmeras tempestades e nunca havia caído. Mas um dia, sem aviso ou sinal, simplesmente caiu. Descobriu-se então que a árvore havia morrido por causa dos besouros. Esses pequenos insetos, haviam mastigado suas fibras poderosas ao longo do tempo, até que ela acabasse desabando.

É assim que funciona brincar com o pecado. O diabo pode ser mau, mas não é burro. Ele sabe enganar as pessoas direitinho. Ele não revela o que está fazendo a princípio. Em vez disso, ele vem até você com um pouco de sedução. Ele vai se infiltrando através da(s) brecha(s) que encontra,  dando uma mordida de cada vez e, quando tem uma chance, lhe derruba.

Nenhum comentário:

Postar um comentário