sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Alma em Curto-Circuito

"Pois quanto maior a sabedoria maior o sofrimento; e quanto maior o conhecimento, maior o desgosto." (Eclesiastes 1:18)

J. Robert Oppenheimer (o famoso físico que dirigiu o Projeto Manhattan, em Los Alamos, onde a primeira bomba atômica dos Estados Unidos foi desenvolvida), disse pouco antes de morrer:
-"Sou um completo fracasso!"
Ao olhar para as suas conquistas, ele disse que elas não tinham sentido. Quando perguntado sobre elas, ele respondeu: -"Elas deixam na língua só o sabor das cinzas."

Isso soa muito parecido com o que Salomão disse: "Pois quanto maior a sabedoria maior o sofrimento; e quanto maior o conhecimento, maior o desgosto" (Eclesiastes 1:18).

Comemoramos nossos grandes avanços na ciência e na tecnologia, que são realmente notáveis. Gosto de tecnologia e adoro manter-me atualizado em tudo o que está acontecendo e que facilita a nossa vida.

Mas, como Tom Brokaw disse em um discurso de formatura em 1999 no Colégio de Santa Fé, no Novo México: "não é suficiente conectar-se com o mundo se você deixa sua alma em curto-circuito. Tecnologia sem coração não é suficiente."

Vivemos em uma era de tecnologia avançada. Nossas telecomunicações são agora globais. Realmente nos tornamos uma aldeia global. No entanto, há uma sensação de isolamento e distanciamento e toda essa tecnologia parece entorpecer ainda mais a alma. É a busca do conhecimento sem Deus.
Provérbios 4:5 nos lembra: "Adquire sabedoria, adquire inteligência, e não te esqueças nem te apartes das palavras da minha boca."

Se intelectualismo fosse a principal chave para o propósito e a realização na vida, então as universidades seriam ícones de paz e propósitos. A busca do conhecimento e de uma boa educação é uma coisa nobre e valiosa, mas se nessa busca Deus é deixado de fora, então você chegará à mesma conclusão que Salomão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário