quarta-feira, 15 de maio de 2013

Você Crê?

"Disse-lhe Jesus: 'Não lhe falei que, se você cresse, veria a glória de Deus?'" (João 11:40)

Você sabe do que eu mais gosto na Marta? É que ela não tinha meias palavras. Ela era uma pessoa que dizia o que pensava. Depois que Lázaro morreu, ela disse a Jesus: "Senhor, se estivesses aqui meu irmão não teria morrido". Esse era o jeito dela. Dizia o que pensava. Ela estava decepcionada com Jesus, mas era sincera.

E o que Jesus disse? "Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente. Você crê nisso?" (João 11:25-26).

Depois de ter falado também com Maria, Jesus mandou que Lázaro saísse do túmulo. A mesma voz que, por meio da sua palavra, fez a criação vir à existência, falava agora para além do véu que separava a eternidade da vida na Terra. Só Jesus poderia dirigir um chamado para o outro lado da eternidade e ser ouvido.

Seria de se esperar que um milagre desses converteria todo mundo. Mas não foi bem assim. João conta que: "Muitos dos judeus que tinham vindo visitar Maria, vendo o que Jesus fizera, creram nele. Mas alguns deles foram contar aos fariseus o que Jesus tinha feito" (versículos 45-46).

No final das contas, decidiram executar Jesus. Isso mostra que milagres não convertem necessariamente alguém. O que traz as pessoas para a fé em Jesus é a mensagem do evangelho, a admissão de que somos todos pecadores e de que pecamos contra um Deus santo. Mas Deus nos ama tanto que mandou Seu próprio Filho para morrer na cruz em nosso lugar e tomar sobre si o pecado do mundo. Você crê nisso?

Nenhum comentário:

Postar um comentário