quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Olhando Sempre em Frente

“Agora, pois, dá-me este monte de que o SENHOR falou aquele dia; pois naquele dia tu ouviste que estavam ali os anaquins, e grandes e fortes cidades. Porventura o SENHOR será comigo, para os expulsar, como o SENHOR disse.". (Josué 14:12)

"Dá-me este monte", disse Calebe, já com seus 85 anos. Ele não estava com medo, nem passava pela sua cabeça a ideia de aposentadoria. Ele não estava indo para uma casa de repouso. Ainda havia uma tarefa que ele precisava completar.

Não há aposentadoria na vida cristã ou na batalha espiritual. Deus pode nos dar o privilégio de viver até os 85, como Calebe; ou - quem sabe - até mais que isso. Ou, pode não dar. Mas, devemos desejar o mesmo entusiasmo de Calebe. O entusiasmo de acordar todo dia e dizer: “Qual o próximo passo? Estou disponível. Estou pronto. Dê-me essa montanha.” É assim que devemos viver cada dia. Não no passado, olhando sobre os ombros para os bons e velhos tempos. Mas para frente, para Jesus, o autor e consumador da nossa fé.

Calebe pediu por uma área perigosa conhecida como Hebron, perto de Cades Barnea, a qual ele espionava por 40 anos. Ele disse: "Eu gosto deste lugar. É traiçoeiro. É robusto. Tem inimigos formidáveis. Este é o meu tipo de lugar. Dá-me este monte". Ele nunca se esqueceu disso. E Moisés também havia lhe prometido isso. Mas, Hebron também era conhecido por outra coisa. Era conhecido como o lugar onde Deus falou com Abraão face-a-face e lhe deu a promessa da terra. O próprio nome Hebron significa: irmandade, amor e comunhão.

Esse é o local pelo qual Calebe tanto ansiava e que acabou por fim recebendo. Enquanto outros olhavam para trás, Calebe olhava para frente. Essa é uma chave essencial para a longevidade espiritual: precisamos estar sempre caminhando para frente, sempre procurando crescer espiritualmente sem nunca olhar para trás.

Nenhum comentário:

Postar um comentário