sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Quando não há mais retorno

“Como vocês sabem, posteriormente, quando quis herdar a bênção, foi rejeitado; e não teve como alterar a sua decisão, embora buscasse a bênção com lágrimas.” (Hebreus 12:17)

A Bíblia fala de um homem chamado Esaú que passou dos limites. Sim, é bom que você saiba disso: há um limite que, quando ultrapassado, não tem mais volta. Você pode dizer a si mesmo: “eu me acerto com Deus qualquer dia desses, qualquer mês, ou em algum ano eu vou pedir a Cristo que entre em minha vida.” Mas toda vez que você rejeita o chamado de Deus para sua vida, toda vez que você não se rende ao Espírito Santo, reconhecendo que precisa de Deus; e, mesmo assim, continua a negá-lo, seu coração fica calejado, fica mais duro e as coisas ficam mais difíceis. E, se você continua a resistir ao Espírito Santo e a endurecer o seu coração, pode chegar um momento em sua vida em que você não vai mais querer o Seu perdão.

Ir contra a verdade é tornar-se enraizado no perigo mais profundamente do que nunca. Parece que há um momento de decisão na vida de cada um em que a pessoa vai perceber que necessita de Jesus Cristo e irá aceitá-Lo ou rejeitá-Lo. E isso terá implicações eternas.

Então como nossos corações ficam endurecidos? Leva tempo. Ninguém começa com o coração assim. Uma criancinha não nasce com o coração endurecido. São necessários vários passos, quer seja a primeira vez roubando, a primeira vez contando uma mentira, ou a primeira vez fazendo algo imoral. A culpa vem e atormenta a consciência e a alma. Mas, se a pessoa continua a pecar, começa a ficar cada vez mais fácil voltar ao pecado. Logo, a pessoa já não sente mais culpa alguma. Isso é o endurecimento do coração e a Bíblia nos adverte sobre ter corações endurecidos pelo engano do pecado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário