segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Dois Iguais, Nunca

"Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas; e elas me conhecem." (João 10:14)

Uma das coisas que vemos ao longo dos Evangelhos é o modo como Jesus lida com as pessoas individualmente. Vale notar que Jesus nunca lidou com duas pessoas exatamente do mesmo jeito.

O que você acharia de um médico que desse a mesma receita a todo paciente? À pessoa que chega de braço quebrado, ele diz: "Tome duas aspirinas." À que vem com outro tipo de problema, ele diz: "Tome duas aspirinas." Você pensaria que esse sujeito não se ocupa de saber quais as verdadeiras necessidades dos pacientes. O Grande Médico, Jesus Cristo, nunca tratava duas pessoas da mesma maneira. Ele lidava com delas individualmente.

Observe como Jesus tratou diferentemente André, Felipe e Natanael quando se tornaram seus discípulos (ver João 1:35-47). Isso serve de lembrança de que as pessoas não chegam a Jesus todas do mesmo modo.

Talvez você já tenha ouvido testemunhos de pessoas de diferentes origens que chegaram à fé. No fim das contas, eis o que aparece: quer alguém tenha sido viciado em drogas ou aluno nota 10, quer tenha sido membro de uma gangue ou de um grupo de balé, quer tenha feito tudo certo ou tudo errado, a Bíblia diz que "todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus" (Romanos 3:23). Estávamos todos a caminho do inferno. Todos precisávamos chegar a Jesus Cristo, pela cruz.

Como quer que tenhamos chegado até Ele, Ele deu jeito em nosso pecado. Deus sabia de nossas necessidades e fez uma obra maravilhosa em nossas vidas.
Link para o texto original

Nenhum comentário:

Postar um comentário