quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Em Casa Antes que Escureça

"[...] Porque eu lhes perdoarei a maldade e não me lembrarei mais dos seus pecados." (Jeremias 31:34)

Jesus contou a história do filho pródigo para dar-nos uma imagem de como Deus é. O filho largou o pai assim como nós viramos as costas a Deus. Logo ficou sem dinheiro. Talvez tenha até mandado um recado ao pai pedindo mais, porém teve seu pedido recusado porque o pai amava tanto o filho que não concordaria com a sua rebeldia e o seu pecado.

Alguns fazem o mesmo com Deus. Vivendo em pecado, pedem Sua ajuda e Sua benção, mas não recebem, pois, como diz o salmista, "Se eu acalentasse o pecado no coração, o Senhor não me ouviria" (Salmo 66:18). Deus nos ama tanto que não nos abençoa nem atende nossas orações quando vivemos em pecado.

Ainda assim, há pessoas hoje que quebram os mandamentos de Deus e então se perguntam por que Ele não as abençoa. Podem se relacionar sexualmente com alguém além de seu marido ou mulher; podem roubar, usar drogas, ou estar presas no alcoolismo. Elas dizem: "Por que Deus não abençoa minha vida?" Entretanto, vivem fora da vontade dEle. Enquanto não reconhecerem seu pecado e mudarem esse modo de viver, nunca vão experimentar a benção de Deus em suas vidas do modo como deveriam.

Como Deus nos ama, Ele não quer que permaneçamos num estilo de vida pecaminoso. Ele quer que nos sintamos mal. Quer que fiquemos péssimos. Quer que recobremos a razão e digamos, como o filho pródigo: "Tenho que ir para casa. Tenho que estar em casa antes que escureça."

Nenhum comentário:

Postar um comentário