segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Fome e Saudade

"[...] Também pôs no coração do homem o anseio pela eternidade [...]" (Eclesiastes 3:11)

Você já sentiu saudade? É muito comum quando se viaja. Talvez você tenha saído para estudar em outra cidade, ou se transferido para trabalhar em outro lugar. Então, num belo dia, você ouve uma música no rádio ou vê algo que lembra sua casa. E, de repente, bate aquela vontade de voltar pra casa novamente.

Quando viajo, especialmente para o exterior, sinto muita saudade. Fico ansioso para voltar logo ao Brasil. Ansioso para voltar a comer a comida brasileira, especialmente quando sou forçado a comer coisas estranhas e pouco apetitosas em outros lugares. É ótimo voltar para casa e poder comer a comida que estamos acostumados.

Na parábola do filho pródigo, por que será que ele realmente voltou para casa? Não foi o seu coração que o levou para casa, mas sim o seu estômago. Ele foi para casa simplesmente porque estava com fome. Em Lucas 15:17 ele se rende e diz: - Eu vou morrer de fome!

E por que as pessoas se voltam para Cristo? Será que é porque elas percebem que tem ofendido a um Deus santo? Normalmente, não. Será que é porque elas percebem que têm quebrado os Seus mandamentos e estão arrependidas? Normalmente, não. As pessoas costumam se achegar a Deus pela mesma razão pela qual o filho pródigo voltou para casa: por fome. As pessoas estão espiritualmente famintas. Elas percebem que algo está faltando em suas vidas e, por isso, se voltam para Cristo. Voltam-se porque estão solitárias, vazias e com medo. Procuram propósito, significado e esperança em suas vidas.

Acho que intuitivamente cada um de nós sente falta do céu. É um reconhecimento de que não há nada nesta vida, nada fora do céu, que satisfaça totalmente as necessidades mais profundas do nosso coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário