quarta-feira, 11 de julho de 2012

Já não há Condenação

“Portanto, agora já não há condenação para os que estão em Cristo Jesus.” (Romanos 8:1)

Ela provavelmente foi usada e abusada por homens durante sua vida inteira. E agora eles estavam exigindo sua execução.

Estou falando da mulher que foi pega cometendo adultério em João 8:1-11. Seus acusadores conseguiam ver apenas uma mulher que vinha adotando um estilo de vida imoral. Jesus conseguia ver apenas uma mulher perdoada de seus pecados. E com uma declaração de Jesus, seus acusadores partiram. Lá estava ela, olhando nos olhos do próprio Deus. Em vez de ver desprezo e ódio, ela viu amor e compaixão enquanto Jesus pronunciou as palavras: "Mulher, onde estão eles? Ninguém a condenou?" (João 8:10).

Ela apenas pôde responder: "Ninguém, Senhor" (João 8:11)

"Eu também não a condeno. Agora vá e abandone sua vida de pecado" (João 8:11).

Como pôde Jesus dizer tal coisa a uma mulher adúltera? Ele pôde fazer uma afirmação tão revolucionária porque, em pouco tempo, ele iria para a cruz onde os pecados do mundo seriam derramados sobre Ele. Ele logo suportaria todos os pecados que esta mulher havia cometido. Jesus proclamara esta verdade: "Eu não vou condená-la, porque irei enfrentar a condenação que você deveria enfrentar. Vou pagar o preço do seu pecado."

Repare que Ele não disse: “Vá e não peques mais e, como resultado, Eu não irei te condenar.” Se esse fosse o caso, ninguém jamais poderia ser perdoado. Não procuramos viver uma vida santa para ganhar a aprovação de Deus e o Seu perdão. Se acreditamos nele, Ele nos aceita sem levar em conta o que fizemos. Ele nos abraça em Seus braços e nos recebe. Mas Deus não pára por aqui. Ele também quer nos mudar.

O ato de perdão de Jesus foi seguido por um desafio. “Vá e não peques mais.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário