quarta-feira, 25 de julho de 2012

Boas Maneiras

"[O amor] Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor." (1 Coríntios 13:5)

Sobre uma lápide de uma antiga vila na Inglaterra teria sido encontrada a seguinte inscrição: "Aqui jaz um avarento que viveu para si mesmo e não se importou com nada além de acumular riquezas. Agora onde e como ele está, ninguém sabe e ninguém se importa." Quais palavras você gostaria que fossem escritas em sua lápide? O quanto melhor seria para os outros poderem dizer de nossas vidas: "Esta pessoa esteve sempre pensando e cuidando dos outros."

A Bíblia nos diz que o amor "Não maltrata, não procura seus interesses" (1 Coríntios 13:5). Em outras palavras, o verdadeiro amor tem boas maneiras. Isso é algo que atualmente está se perdendo na cultura. Há uma atitude predominante que parece dizer: "Se o meu comportamento ofende outras pessoas, isso é problema delas. Elas têm que superar isso." Mas como cristãos temos de perceber que somos parte do corpo de Cristo e, como tal, devemos considerar o que outras pessoas podem estar passando. Devemos nos preocupar com os outros. O mundo não gira em torno de mim ou de você. Devemos colocar as necessidades dos outros acima das nossas próprias.

O amor de Deus não se exaspera. Não desperta a ira. Não guarda rancor. Isso significa que Ele não mantém uma "lista negra" com os nossos erros. Quando alguém é prejudicado e diz: "Não acredito que você fez isso! Não me esquecerei disso”. Ou: “Eu não me chateio. Eu me vingo.” Isso não é o amor de Deus.

Alguém tirou vantagem de você? Esqueça isso. Fez novamente? Não se preocupe com isso. Deixe pra lá. Isso não importa. Assim é o amor de Deus.

Importar-se com os outros mais do que consigo mesmo é mais do que boas maneiras. É o amor divino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário