quinta-feira, 19 de abril de 2012

O Tempo da Tentação

"Assim, aquele que julga estar firme, cuide-se para que não caia!" (1 Coríntios 10:12)

A história nos conta que durante a Segunda Guerra Mundial Hitler tinha um estratégia interessante para atacar as várias nações europeias: ele sempre o fazia nos fins de semana. Hitler sabia que os diversos parlamentares não estariam em sessão, tornando mais difícil reagir rapidamente a uma invasão.

Da mesma forma, o diabo espera por momentos oportunos, o tempo certo para o ataque. Pode ser quando você baixa sua guarda, quando você não espera. Ele pode vir até na hora em que você se sente mais forte, quando pensa “estou fazendo um ótimo trabalho com minha vida espiritual. Acho que estou realmente crescendo. Tudo está indo muito bem.” Muitas vezes os crentes mais fracos são menos vulneráveis ​​que os mais fortes, porque os crentes mais fracos reconhecem sua fragilidade e vulnerabilidade. A Bíblia diz: "Aquele que julga estar firme, cuide para que não caia."

Talvez recentemente você tenha experimentado uma grande bênção em sua vida. Essa bênção pode estar envolvendo sua família, sua carreira, seu ministério ou sua caminhada pessoal com Deus. Mas o inimigo quer roubar isso de você.

Lembre-se: quando Jesus foi batizado no Rio Jordão, "o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea, como pomba. Então veio do céu uma voz: 'Tu és o meu Filho amado; em ti me agrado'". (Lucas 3:22). A Bíblia diz que depois disso Jesus foi tentado pelo diabo no deserto (veja Lucas 4:1-4).

Não é um pecado ser tentado. Até Jesus foi. O pecado acontece apenas quando cedemos à tentação, quando abrimos a porta para ela e a entretemos. É por isso que devemos fugir da tentação e nunca deixar um endereço de correspondência, para que ela não nos encontre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário