terça-feira, 27 de março de 2012

Um Teste para a Tentação

"Vigiem e orem para que não caiam em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca". (Mateus 26:41)

Se pudéssemos enxergar nossas próprias tentações da mesma forma como vemos as tentações dos outros, não seria tão difícil identificá-las e evitá-las. No entanto, quando é conosco, por algum motivo somos incapazes de racionalmente não ceder a elas.

Permita-me compartilhar dois pequenos princípios que irão lhe auxiliar a saber se você está sendo atraído pelo mal. Você pode aplicar esses dois princípios quando estiver se perguntando: "isso é uma tentação? isso é errado?"

Primeiro, ore a respeito e traga o assunto claramente à presença de Deus. Quando você estiver prestes a fazer algo que não tem certeza se deve, ore: "Senhor, posso pedir a Sua benção sobre isso? Isso é da Sua vontade Senhor?" Se você não conseguir orar assim sem sentir peso na consciência, possivelmente isso não é a vontade dEle. Você provavelmente estará no caminho da tentação.

Depois, faça-se a seguinte pergunta: "Como seria se algum outro cristão cedesse a isso?" Se você visse algum de seus amigos cristãos agindo de tal forma, você pensaria que era algo estranho? Você concluiria que não parece certo? Se não parecer a coisa certa para seus amigos fazerem, provavelmente você também estará fazendo a coisa errada.

Pare e pense. Observe o que você faz. Ore. Você vai se salvar de cair em tentação.
Link para o texto original

Nenhum comentário:

Postar um comentário