terça-feira, 20 de março de 2012

Perdoa as Nossas Dívidas

“Se afirmarmos que estamos sem pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e a verdade não está em nós.” (1 João 1:8)

No Pai Nosso, Jesus nos ensinou a orar, “perdoa as nossas dívidas” (veja Mateus 6:12). A palavra dívidas também pode ser traduzida como pecados. Jesus quis dizer que, como Cristãos, devemos pedir perdão regularmente, até diariamente.

Alguns de nós diriam: "Acho que não preciso pedir perdão diariamente. Eu já não peco mais tanto." Lembre-se que a Bíblia diz: “Se afirmarmos que estamos sem pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e a verdade não está em nós.” (1 João 1:8).

Como podemos ver, Jesus ensinou que iremos pecar. E uma das coisas que podem impedir nossas orações de chegar a Deus são os pecados inconfessados. Então Jesus nos ensinou a orar: “Senhor, perdoa-me. Purifica-me.”

Conforme crescemos como Cristãos, pecamos menos em um sentido. Não fazemos as coisas que costumávamos fazer. Graças a Deus! Mas, ao mesmo tempo, ficamos mais conscientes de nossa natureza pecaminosa. Aprendemos mais sobre nós mesmos quando aprendemos mais sobre Deus.

Já foi dito que quanto maior o santo, maior o senso e a consciência do pecado. Portanto, lembre-se de orar: “Senhor, perdoa-me”.

Um comentário:

  1. certeza a oração e fundamental na nossa vida,estava precisando ouvir isso,vidas em orações,são orações respondidas

    ResponderExcluir