sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Sendo Sempre Gratos

"Por volta da meia-noite, Paulo e Silas estavam orando e cantando hinos a Deus; os outros presos os ouviam." (Atos 16:25)

Davi disse no Salmo 32: "Como é feliz aquele que tem suas transgressões perdoadas e seus pecados apagados!" (v. 1). Nossa atitude imediata após confessarmos os nossos pecados deve ser de agradecimento, pois somos gratos a Deus por ter nos perdoado e por tudo o que Ele tem feito por nós.

A Bíblia diz: "Aleluia! Dêem graças ao Senhor porque ele é bom; o seu amor dura para sempre." (Salmo 106:1). Quando damos graças ao Senhor e pensamos sobre quem Ele é e o que fez por nós, como Davi, percebemos que temos muito a agradecer.

Devemos dar graças ao Senhor sempre que nos sentirmos gratos. Porém, devemos agradecer também quando não nos sentirmos assim. Por que? Porque nossas emoções podem nos enganar. Se as coisas não estão bem, podemos pensar: "Não vou louvar ao Senhor hoje." Mas precisamos ir adiante e louvá-lo de qualquer maneira. Creio que à medida que começamos a louvar a Deus passamos a ver nossos problemas simplesmente como eles são, pois veremos Deus como Ele é. Mesmo quando não nos sentimos gratos, precisamos louvar a Deus, pois Ele é digno do nosso louvor.

As coisas não estavam indo nada bem para Paulo e Silas quando eles foram torturados e jogados em uma prisão, uma masmorra romana úmida e que não cheirava nada bem. No entanto, a Bíblia nos diz que à meia-noite eles cantaram louvores a Deus (veja em Atos 16).

Isso é o que precisamos fazer: cantar hinos ao Senhor no meio da noite, mesmo quando não estamos nos sentindo bem, pois o Senhor é bom e Ele é digno do nosso louvor.
Link para o texto original

Nenhum comentário:

Postar um comentário