quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Uma Vida Transformada

"Aquele que afirma que permanece nele, deve andar como ele andou." (1 João 2.6)

O grande pregador britânico, C. H. Spurgeon, disse: "De que vale a graça que confesso ter recebido se ela não mudar radicalmente a maneira como eu vivo? Se não mudar a maneira como eu vivo, ela nunca vai mudar o meu destino eterno".

Todos nós conhecemos pessoas que parecem ter feito um compromisso com Cristo. Talvez exista uma onda inicial de entusiasmo logo após sua suposta decisão, apenas para se salvarem mais tarde.

Podemos lidar com a questão de saber se serão salvas, porque elas não mais caminham com o Senhor. "Será que perderam sua salvação?", queremos saber. Mas a verdadeira questão provavelmente seja: Elas estavam realmente salvas desde o início?

Quando uma pessoa tem realmente abraçado Jesus Cristo como Salvador e Senhor, haverá mudanças em sua vida. Tito 2:14 nos diz: "Ele se entregou por nós a fim de nos remir de toda a maldade e purificar para si mesmo um povo particularmente seu, dedicado à prática de boas obras." E antes desse versículo, lemos: "Ela nos ensina a renunciar à impiedade e às paixões mundanas e a viver de maneira sensata, justa e piedosa nesta era presente" (v. 12).

Então, se uma pessoa foi verdadeiramente convertida, deve haver conduta correta, auto-controle, e um desejo de fazer o que é certo. No entanto, algumas pessoas pensam que, porque receberam Cristo, podem viver como bem entenderem. Elas acham que, porque têm tomado conta das coisas com Deus, agora podem viver como o próprio diabo. Mas não é assim que funciona. Não mesmo.

2 comentários: