segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Quem Você Conhece...

"De fato, no devido tempo, quando ainda éramos fracos, Cristo morreu pelos ímpios" (Romanos 5:6)

Nos anos 1800, em Londres, um menino queria ouvir o grande evangelista americano D. L. Moody, que havia ido à cidade pregar. O menino cruzou a cidade de Londres sem alimentos e sem sapatos adequados, arriscando a própria vida. Após uma longa viagem, ele finalmente chegou à grande igreja onde Moody iria falar.

Enquanto se dirigia até a porta, um senhor de idade que trabalhava ali lhe fez uma careta e perguntou: "O que fazes, rapaz?"

O menino disse: "Eu estou indo ouvir o grande evangelista D. L. Moody".

"Não desse jeito! Você está imundo. Vá embora!"

O menino ficou arrasado. Sentou-se na escada, chorando, quando então um carro preto parou em frente da igreja. Dele saiu um homem robusto. Ele avistou o garotinho triste nos degraus e perguntou: "Meu jovem, o que está errado?"

O menino respondeu: "Eu vim aqui para ouvir o grande pregador D. L. Moody, mas ele não vai me deixar entrar na igreja."

"É mesmo?" o homem disse. "Então apenas me dê sua mão, e eu verei o que posso fazer para ajudá-lo."

E então o menino estendeu a sua mão pequena e suja até a mão grande e limpa do homem. O homem levou-o pelo corredor central, passando pelo senhor que não o havia deixado entrar. O grandalhão deixou o menino se sentar em um assento da primeira fila e depois se aproximou do púlpito. O homem em questão, é claro, era D. L. Moody.

Aquele garoto, por si só, não poderia entrar na igreja, mas quando segurou a mão de Moody, entrou pela porta da frente. O mesmo acontece conosco, por causa de Jesus. Estamos imundos em nossos pecados, e Ele toma nossas mãos sujas em suas mãos limpas e nos leva à primeira fila dos assentos de seu palácio.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Corra Levemente

"Vocês não sabem que dentre todos os que correm no estádio, apenas um ganha o prêmio? Corram de tal modo que alcancem o prêmio." (1 Coríntios 9:24)

Em nossa corrida espiritual, se quisermos vencer, temos que saber lidar com o fracasso. Devemos dar a volta por cima. Não podemos cair imersos na culpa. Seremos desqualificados por desistir.

Davi se recuperou. Ele desfrutou bons anos depois de seu fiasco. Apesar de ter também enfrentado as consequências do seu pecado com Bate-Seba, no final Davi deu a volta por cima. Ele era como um corredor que estava deixando todos os outros comendo poeira quando, então, caiu. Você pode até pensar que ele fosse admitir sua derrota, mas Davi se levantou e correu até a linha de chegada.

Se você quiser correr rápido, tem que correr com leveza. Você poderia correr 10 quilometros vestindo cilindros de mergulho? Acredito que não...

Assim, quando corremos a corrida da vida, precisamos parar periodicamente para nos perguntarmos se as coisas diferentes que fazemos são bônus ou ônus. Será que darão velocidade em seu caminho, ou irão lhe atrapalhar? Estão aumentando seu apetite espiritual ou diminuindo-o? Tornam-lhe mais forte ou mais fraco? Se alguma atividade está retardando seu ritmo, diminuindo sua fome de Deus, ou fazendo você ficar mais lento, é hora de se livrar dela. Descarte essas coisas que te puxam para trás e corra do modo mais leve que puder.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Aprendendo a Duras Penas

"Adúlteros, vocês não sabem que a amizade com o mundo é inimizade com Deus? Quem quer ser amigo do mundo faz-se inimigo de Deus." (Tiago 4:4)

Uma frase que Salomão usa muitas vezes em Eclesiastes é "debaixo do sol." Quando Salomão usava essa expressão, ele queria se referir a um ponto de vista estritamente humano sobre a vida. Estava querendo dizer que não há satisfação na vida sem Deus. E isso ele próprio teve que aprender de uma maneira bem dura. Depois que começou a se promiscuir com coisas humanas, raramente olhou “acima do sol” para obter respostas. Salomão provou que a tentativa de satisfazer nossas mais profundas necessidades sem Deus nos deixa completamente vazios.

E isso se torna irônico se considerarmos a sua história de vida. Salomão fora criado num lar piedoso. Ele era filho do Rei Davi - um homem segundo o coração de Deus. Quando Davi estava em seu leito de morte, chamou Salomão para lembrá-lo do que realmente importa na vida. Ele disse: “E você, meu filho Salomão, reconheça o Deus de seu pai, e sirva-o de todo o coração e espontaneamente..." (1 Crônicas 28:9). 

Em outras palavras, Davi disse: "Filho, você não pode viver fora da fé dos seus pais. Você precisa servir a Deus de todo o coração. Precisa comprometer-se completamente com Ele. Essa é a coisa mais importante que eu aprendí na vida."

Por um tempo Salomão seguiu as palavras de seu pai. Até que começou a vacilar e a permitir que seu coração se dividisse. Ele tentou amar a Deus e ao mundo. De acordo com as Escrituras, isso não funciona. A Bíblia nos lembra que: "[...] a amizade com o mundo é inimizade com Deus" (Tiago 4:4). Se você quiser ser amigo do mundo, será inimigo de Deus.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Sem Férias Espiritual

"Na primavera, época em que os reis saíam para a guerra, Davi enviou para a batalha Joabe com seus oficiais e todo o exército de Israel; e eles derrotaram os amonitas e cercaram Rabá. Mas Davi permaneceu em Jerusalém." (2 Samuel 11:1)

Conforme o tempo passava e a vida seguia, Davi estava indo tão bem que pensou poder relaxar um pouco, tomar um fôlego, descansar. Achou que não tinha que prosseguir com o máximo empenho. Ele ficou desleixado.
Tudo começou com um olhar lascivo e terminou com um escândalo nacional. Embora o pecado tenha durado apenas alguns minutos, suas repercussões duraram o resto de sua vida.

Estou falando da história de Davi e Bate-Seba, é claro. Este pecado foi muito devastador para a vida de Davi. Você pode até pensar que ele nunca iria sobreviver à queda que teve em sua vida. Surpreendentemente, ele conseguiu. Apesar de lançar sobre a sua vida uma sombra da qual nunca se recuperou totalmente.

Não vamos esquecer como os detalhes são sórdidos. Davi ainda era um homem segundo o coração de Deus. De modo algum isso justifica o que ele fez, mas devemos nos lembrar de Davi era um homem piedoso que cometeu um grande erro. (Que, por sinal, poderia acontecer a qualquer um de nós. Se Davi tinha um potencial de queda no pecado como este, então você e eu podemos cair bem.)

Não há férias na batalha espiritual. Eu gostaria que houvesse, gostaria que pudéssemos relaxar por um mês ou algo assim, mas a vida cristã não é um parque de diversões, é um campo de batalha. No momento em que você começa a desacelerar ou relaxar seu controle espiritual, começará a ter sérios problemas.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Apenas Peça

"Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida." (Tiago 1:5)

O propósito da oração não é mover Deus para o nosso caminho. É de nos mover ao Seu caminho. É ir em direção ao que é a Sua vontade. Salomão disse: "eu preciso de sabedoria." Era exatamente isso o que Deus queria que ele pedisse. Assim, o Senhor deu-lhe não só o que ele havia pedido, mas ainda mais.

Salomão descobriu que o objetivo da oração é fazer com que sua própria vontade fique alinhada com Deus. Isso é tão importante! Às vezes pensamos que através da oração iremos de alguma forma convencer Deus a fazer o que nós queremos que Ele faça. Eu tenho inclusive ouvido: "Eu estava lutando com Deus em oração." Quem ganhou? Espero que tenha sido Deus. Se você está tentando lutar com Deus, você irá perder de uma forma ou de outra.

O que você diria se Deus viesse para você hoje à noite em um sonho e dissesse: "Eu te darei o que você quiser"? Sua resposta será uma indicação real de onde você está espiritualmente, de como você está se saindo na corrida espiritual.

Vemos que o coração de Salomão foi correto com Deus, porque ele disse: "Senhor, eu preciso de sabedoria. Estou oprimido com as minhas responsabilidades."

Você já se sentiu assim? Você se sente oprimido por suas responsabilidades de pai ou mãe? Talvez você seja o diretor de uma empresa. Ou chefe em um canteiro de obras. Talvez você supervisione outras pessoas em um ministério. Ou você seja um professor em uma sala de aula.

Todo mundo chega até você com problemas. Muitas vezes você sente que não poderá lidar com tudo isso. Diga: "Senhor, dai-me sabedoria". Ele o fará.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Em Busca do Amor

"No amor não há medo; pelo contrário o perfeito amor expulsa o medo, porque o medo supõe castigo. Aquele que tem medo não está aperfeiçoado no amor. Nós amamos porque Ele nos amou primeiro" (1 João 4:18-19)

Há pessoas que acham que Deus está à caça delas. Isso me lembra uma história que ouvi sobre um ladrão que invadiu uma casa. Ele estava no escuro, procurando coisas ao seu redor com uma lanterna. De repente, ouviu uma voz vinda da escuridão, que disse: "Jesus está te observando." O ladrão sentiu um frio na barriga e pensou: "De onde veio isso?"

Novamente ele ouviu: "Jesus está te observando!" O ladrão já estava totalmente aterrorizado. Ele foi seguindo o som com sua lanterna, quando deu um suspiro de alívio ao ver um papagaio, em seu poleiro, que novamente falou: "Jesus está te observando!"

O ladrão deu gargalhadas. Mas ao olhar para baixo do papagaio, viu um enorme cão Doberman, rangendo os dentes. Em seguida, o papagaio olhou para o Doberman e disse: "Pegue-o, Jesus!"

É dessa forma que muitos vêem Deus hoje: Jesus está contra mim. Eles pensam. "Tudo o que deu errado em minha vida é culpa de Deus. Por que Deus permitiu que isso acontecesse?" Isso é uma mentira pregada por Satanás, o qual convence as pessoas a manterem distância de Deus.

Eu sei que nós, Cristãos, gostamos de fazer referência ao "dia em que encontrei o Senhor". A verdade é que Ele não estava perdido. Nós estávamos. Com certeza um dia nós descobrimos um Deus que nos amou, mas Deus nos encontrou antes que nós O encontrássemos. Ele nos escolheu antes que nós O escolhêssemos. Jesus nos procurou da mesma forma que um pastor procura uma ovelha perdida.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Uma Coisa

"Uma coisa pedi ao Senhor, é o que procuro: que eu possa viver na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a bondade do Senhor e buscar sua orientação no seu templo." (Salmos 27:4)

Davi tinha uma visão real sobre quem era Deus e pôs o seu coração para segui-lo. No Salmo 57:7, ele escreveu: "Meu coração está firme, ó Deus, meu coração está firme..." Isto significa que o coração de Davi era totalmente focado em quem era Deus. Ele se manteve firme ao que era certo. Ele não era inconstante. Ele era meditativo. Ele era ainda destemido e corajoso.

Paulo fez uma declaração semelhante na carta aos Filipenses: "Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus." (v. 3:13-14)".

Uma coisa. Todo mundo tem uma coisa na sua vida. Eu lhe pergunto: o que é essa coisa para você? Qual é o seu foco na vida? Nosso maior perigo na vida é permitir que coisas urgentes expulsem as importantes; deixarmos de viver por meio de um conjunto claro de prioridades. Davi disse: "Este é o meu coração, é uma coisa minha." Todo mundo vive por alguma coisa. O mais importante é manter nossa coisa mais importante como mais importante.

Deus pode não dar tudo o que você esperava da vida. Então, mais uma vez, Ele pode lhe dar mais. Deixe isso nas mãos dEle e o coloque em primeiro lugar.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Como Perder a Corrida Espiritual

"Disse Samuel: Você agiu como tolo, desobedecendo ao mandamento que o Senhor seu Deus lhe deu; se você tivesse obedecido, ele teria estabelecido para sempre o seu reinado sobre Israel." (1 Samuel 13:13)

No momento em que colocamos nossa fé em Jesus Cristo, estamos envolvidos em uma corrida espiritual. Um dos mandamentos de qualquer competição é que devemos jogar dento das regras para não sermos desqualificados. Isto é verdade para todas as corridas, especialmente a espiritual.

1 Samuel nos conta a história do rei Saul, um homem que não jogava seguindo regras. Ele começou seu reinado com vitória e terminou com uma derrota humilhante. Ele perdeu seu caráter, seu poder, sua coroa, e no final, sua vida. Tendo como base a vida de Saul, deixe-me compartilhar alguns princípios sobre como perder a corrida espiritual.

Ignore as pequenas coisas. O fracasso de Saul não foi imediato, mas então o orgulho se transformou em inveja e ele ignorou o que Deus tinha claramente lhe dito para fazer. Da mesma forma, não é para escolhermos que partes da Bíblia gostamos e que partes não gostamos. Devemos obedecer a Deus mesmo nas coisas mínimas, porque "pequenos" pecados se transformarão em grandes pecados. Isso certamente aconteceu a Saul.

Nunca assuma responsabilidade por suas ações. Mais de uma vez, Saul culpou outros por suas próprias escolhas erradas (ver 1 Samuel 13:11-12). Saul só queria salvar a si mesmo. Ele esqueceu que Deus sempre sabe a verdade.

Não fique bravo, vingue-se. A animosidade de Saul finalmente o destruiu. Ele ficou com ciúmes quando Deus ungiu e começou a usar Davi, um jovem pastor. Precisamos entender que Deus escolhe quem quiser. Não deixe o ódio te destruir.

Deus lhe deu, assim como a Saul, potencial. Ele lhe deu certos dons e talentos. Cabe a nós corrermos bem a corrida e jogarmos dentro das regras para não sermos desqualificados. Não seja arrogante. Não seja tolo. Isso é desperdiçar a vida.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Deus usa Pessoas Comuns

"Porque a loucura de Deus é mais sábia que a sabedoria humana, e a fraqueza de Deus é mais forte que a força do homem. Irmãos, pensem no que vocês eram quando foram chamados. Poucos eram sábios segundo os padrões humanos; poucos eram poderosos; poucos eram de nobre nascimento." (1 Coríntios 1:25-26)

Um dos homens que Deus usou poderosamente foi D. L. Moody. Moody foi o Billy Graham de sua época. Dwight Moody era um vendedor de sapatos quando se converteu. Pode-se dizer que Moody passou do ramo de venda de solados para o de salvação de almas. Ele era apenas um cara qualquer.

Você sabe o que fez Moody apontar na direção certa depois da sua conversão? Um homem foi até ele uma vez e disse: "Moody, o mundo ainda tem que ver o que Deus pode fazer com uma pessoa que está totalmente comprometida com Ele". Moody disse: "Quando ouvi isso, eu disse ao Senhor: 'Eu quero ser essa pessoa.'"

Você sabe o que Billy Graham era quando Deus o chamou? Ele era um garoto que vivia numa fazenda na Carolina do Norte. Ele se converteu em uma reunião realizada por um evangelista itinerante. O Jovem Billy Frank, como o chamavam, dedicou sua vida ao Senhor. Quem poderia imaginar o que Deus viria a fazer com aquele jovem?

As pessoas mais abençoadas que eu conheço são também as mais pé-no-chão. Deus quer usar pessoas comuns.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Destruindo Gigantes

"Todos que estão aqui saberão que não é por espada ou por lança que o Senhor concede vitória; pois a batalha é do Senhor, e ele entregará todos vocês em nossas mãos". (1 Samuel 17:47)

Todos enfrentamos gigantes em nossas vidas. Em sua vida, você pode enfrentar algo que pareça enorme, algo tão assustador ou tão poderoso que pareça impossível de ser vencido.

Davi enfrentou um gigante. Seu nome era Golias. Com a ajuda de Deus, ele o destruiu. Se observarmos com  cuidado a batalha de Davi contra Golias, encontraremos um modelo de 4 passos para destruir nossos próprios gigantes e continuar a corrida espiritual.

Lembre-se: a batalha é do Senhor. Davi disse isso a Golias: "[...] a batalha é do Senhor, e ele entregará todos vocês em nossas mãos" (1 Samuel 17:47). Lembre-se, Cristão, você está do lado vencedor. Deus é mais forte do que o diabo. Seu Deus é mais forte do que qualquer mau hábito, vício, ou problema. O apóstolo João escreveu: "Filhinhos, vocês são de Deus e os venceram, porque aquele que está em vocês é maior do que aquele que está no mundo." (1 João 4:4).

Ataque! Se você tolerar um gigante, ele tomará conta do seu território. Gigantes são como incêndios florestais. Eles ficam fora de controle e consomem sua vida. É por isso que você não foge dos gigantes. Você os ataca! 1 Samuel 17:48 diz: "Quando o filisteu (Golias) começou a vir na direção de Davi, este correu depressa na direção da linha de batalha para enfrentá-lo." Como o inimigo se aproximava, Davi correu até ele. Você precisa fazer o mesmo com os gigantes da sua vida.

Confie somente em Deus. Na história de Davi e Golias, Davi não confiou na armadura de Saul. Esta é uma tentação que todos nós enfrentamos: confiar em nossos próprios recursos. Às vezes, o Senhor nos reduzirá a nada para que Ele, e somente Ele, tenha a Glória. Isso já aconteceu com você? Isso é bom! Assim Deus pode receber a glória e mostrar do que Ele realmente é capaz.

Como Davi, você pode, com a ajuda de Deus, superar todos os seus gigantes e experimentar a vitória na corrida da fé.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Pessoas Comuns, Deus Extraordinário

"Meu coração está firme, ó Deus, meu coração está firme; cantarei ao som de instrumentos!" (Salmos 57:7)

Ele nasceu da maneira mais humilde possível e se tornou o maior rei na história da nação de Israel. Nas batalhas, era destemido. Em sabedoria e poder, era único. Ele era uma pessoa que Deus unicamente descreveu como sendo um homem segundo o Seu coração. Estou falando, é claro, de Davi.

A escolha de Deus por Davi como rei de Israel pode nos ajudar a identificar alguns princípios a respeito do homem ou da mulher que Deus quer usar.

Deus usa pessoas comuns. O Senhor usa pessoas comuns para fazer coisas extraordinárias, para que as pessoas deem crédito ao Senhor e não aos seres humanos. Tão certo como Deus arrancou Davi da obscuridade, aquele simples menino pastor, Ele hoje procura alguém que possa mostrar Sua força.

Deus usa pessoas focadas espiritualmente. Davi estava totalmente focado em quem Deus é. Deus pode não lhe dar tudo o que você espera na vida. Ou Ele pode lhe dar ainda mais. Você deve apenas deixar isso aos cuidados de Deus e colocá-Lo em primeiro lugar. Foi o que Davi fez.

Deus usa as pessoas que se contentam nEle. Enquanto garoto, a responsabilidade primária de Davi era cuidar e garantir a segurança de ovelhas. Se cuidar de ovelhas era o que Deus queria que Davi fizesse, então ele percebeu que deveria fazer isso da melhor maneira possível. Será que algum dia ele sonhou em fazer grandes coisas para Deus? Não podemos saber com certeza, mas sabemos que Davi estava satisfeito com tudo o que Deus o chamava a fazer.

Assim como Davi, somos todos pessoas comuns. Não importa. Enquanto você estiver disposto a ser fiel àquilo que Deus colocou diante de você, e disposto a se satisfazer com tudo o que Ele lhe pedir, Ele irá usar você.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Em Busca de Lealdade

"Mas Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes. Ele escolheu as coisas insignificantes do mundo, as desprezadas e as que nada são, para reduzir a nada as que são, para que ninguém se vanglorie diante dele." (1 Coríntios 1:27-29)

Davi em muitos aspectos foi o oposto do rei Saul. Saul veio de uma família que o amava; Davi veio de uma família que o negligenciou. Saul foi o homem mais bonito de toda Israel; Davi, embora não fosse feio, era um homem relativamente comum. Por fora Saul era atraente, mas por dentro era vaidoso, superficial e desprovido da verdadeira integridade. Em contrapartida, Davi tinha uma vida espiritual profunda e uma devoção a Deus intensa (se você quiser conferir o perfil da espiritualidade de Davi, leia alguns de seus Salmos. Eles são como janelas para a alma). O problema de Saul é que ele estava cheio de si e por isso o Senhor o rejeitou. Davi estava cheio do Senhor e por isso Deus o aceitou.

Deus tem uma habilidade incomum de usar pessoas comuns para fazer coisas extraordinárias. Por isso, devemos dar crédito ao Senhor e não aos seres humanos. Assim como Deus arrancou Davi de uma vida provavelmente obscura, Ele está à procura de homens e mulheres que possa usar nesses dias críticos em que vivemos. Deus procura pessoas para alcançar toda a nossa geração. Pessoas que possam mudar esse mundo. Em 2 Crônicas 16:9 lemos: “Pois os olhos do Senhor estão atentos sobre toda a terra para fortalecer aqueles que lhe dedicam totalmente o coração...".

Que tipo de pessoa Deus procura? Alguém forte? Não. Conforme o versículo anterior: Ele procura alguém sobre o qual ele possa revelar a sua força. Alguém com o coração voltado para Ele. Seu coração está voltado para Deus?

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Deus tem um Plano para Você

"'Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês', diz o Senhor, 'planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro. Então vocês clamarão a mim, virão orar a mim, e eu os ouvirei.'" (Jeremias 29:11-12)

Já ouvimos isso tantas vezes que praticamente tornou-se um clichê: "Deus te ama e tem um plano maravilhoso para a sua vida!" Clichê ou não, o fato é que essa é uma afirmação absolutamente verdadeira. 

É verdade para toda a humanidade. É verdade para mim e também para você.

Muita gente me pergunta qual é o meu versículo bíblico favorito e eu acabo ficando numa saia justa. Mas se você quer mesmo saber, uma de minhas passagens favoritas é o texto de Jeremias 29:11-12: "Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês", diz o Senhor, "planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro. Então vocês clamarão a mim, virão orar a mim, e eu os ouvirei."

- Não é encorajador? Sim, isso é um fato: Deus ama você. Deus tem um plano perfeito para a sua vida, com um futuro e uma esperança bem definidos. Ele quer lhe usar para que você deixe de alguma forma a sua marca nesse mundo. Você pode ser conhecido por milhões, milhares, centenas, ou talvez somente um por algumas pessoas. Isso não importa. Deus tem um propósito para sua vida e você é muito importante para Ele.

A questão é esta: Você quer alcançar seu pleno potencial como cristão? Quer cruzar a linha de chegada na corrida espiritual ou está caminhando para a autodestruição? Talvez você se surpreenda ao saber que tem que se posicionar sobre este assunto, não é mesmo?

Ainda que você esteja sendo tentado nesse momento ou tenha agido contra Deus, não tenha medo: Deus é fiel e justo para lhe perdoar. Basta se arrepender. Reconheça que tem agido errado e Deus lhe dará uma segunda chance. Ele tem um plano maravilhoso para você. Você só precisa seguir esse plano.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Andar com Deus

"Enoque andou com Deus; e já não foi encontrado, pois Deus o havia arrebatado." (Gênesis 5:24)

Você tem um bom testemunho? Tem sido uma testemunha eficaz? Enoque foi. Hebreus 11:5 diz: “Pela fé Enoque foi arrebatado, de modo que não experimentou a morte; 'ele já não foi encontrado porque Deus o havia arrebatado', pois antes de ser arrebatado recebeu testemunho de que tinha agradado a Deus.”

Talvez algumas vezes não somos boas testemunhas porque não andamos com Deus. Não gostamos de comunhão com Ele. Não nos movimentamos em harmonia, em conjunto com Ele. Deus quer nos mudar para que sejamos agradáveis a Ele e para que sejamos testemunhas dEle.

Qual é o resultado final do nosso bom testemunho? A Bíblia diz: "Enoque andou com Deus; e já não foi encontrado, pois Deus o havia arrebatado." A palavra "arrebatado" poderia ser traduzida como "levado ou transportado." Deus transportou Enoque para longe da morte. A Bíblia diz: "[...] o homem está destinado a morrer uma só vez e depois disso enfrentar o juízo" (Hebreus 9:27). No caso de Enoque, Deus abriu uma exceção e o levou direto para o paraíso. Levou-o de um extremo a outro.

O "X" da questão é que quando você anda com Deus aqui na Terra, andará com Ele também no céu. Apocalipse 3:04 diz: "[...] Eles andarão comigo, vestidos de branco, pois são dignos." Enoque é um representante daqueles crentes que não morrerão, mas serão arrebatados ao paraíso, como menciona 1 Coríntios.

Deixe-me perguntar-lhe isto: se o Senhor voltasse hoje, Ele iria levá-lo? Ele levou Enoque. Por quê? Enoque andou com Deus. Ele foi muito agradável a Deus. Ele era uma testemunha de Deus.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

O que a Ressurreição Significa para nós

"Pois da mesma forma como em Adão todos morrem, em Cristo todos serão vivificados." (1 Coríntios 15:22)

Primeiro: Isso nos assegura a ressurreição futura. Uma vez que Jesus morreu e ressuscitou, seremos ressuscitados como Ele. 1 Coríntios 15:20 diz: "Mas de fato Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo as primícias dentre aqueles que dormiram." A palavra "primícias" fala de uma amostra, um aperitivo, um vislumbre. Ele é a primícia. Jesus morreu e ressuscitou, por isso sabemos que os nossos corpos ressuscitados de alguma forma se assemelharão ao Seu corpo ressuscitado. Até que ponto, nós não podemos ter certeza, mas se eles eram completamente semelhantes ao Seu, isso significaria que nós seríamos claramente reconhecíveis.

Segundo: A ressurreição de Jesus é uma prova de que haverá um julgamento futuro. Agora isso tudo já não parece tão emocionante, mas é algo que precisamos saber. Vivemos em uma sociedade, um mundo em que a justiça é muitas vezes pervertida e negligenciada. Olhamos para as coisas que acontecem e dizemos: "Como pode ser? Como isso pôde acontecer?" A ressurreição significa, entre outras coisas, que a justiça de Deus prevalecerá no final.

Terceiro: A ressurreição de Cristo nos dá poder para viver a vida cristã (ver Romanos 8:11). Certamente a Bíblia não ensina que estaremos sem pecado no corpo físico em que hoje vivemos. Por outro lado, podemos pecar menos. Não por nossas próprias habilidades, mas pelo poder do Espírito Santo. Cristo pode fazer-nos pessoas completamente diferentes. Devemos crer que "As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas" (2 Coríntios 5:17). Deus pode lhe dar o poder de viver esta vida Cristã.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Um Exemplo a ser Seguido

"Porque, tendo em vista o que ele mesmo sofreu quando tentado, ele é capaz de socorrer aqueles que também estão sendo tentados." (Hebreus 2:18)

Embora fosse Deus, Jesus experimentou limitações humanas como nós. Ele não só tinha fome, sono, ficava cansado e se sentia solitário, mas também foi tentado. Jesus sentiu a presença e a pressão da tentação tal como nós a sentimos. Ele não tinha uma natureza pecaminosa, mas experimentou a tentação.

Mas por que é importante estarmos cientes de que Jesus foi tentado? Porque assim sabemos que seguimos um Deus que entende nossas dificuldades. Como o apóstolo Paulo escreveu: "Por essa razão era necessário que ele se tornasse semelhante a seus irmãos em todos os aspectos, para se tornar sumo sacerdote misericordioso e fiel com relação a Deus e fazer propiciação pelos pecados do povo." (Hebreus 2:17)

Jesus também nos deixou um exemplo a ser seguido sobre como enfrentar a tentação. Ele esteve em situações que nós também podemos estar. É importante notar que Jesus não se encontrou com Satanás utilizando seu poder sobrenatural. Ele poderia ter dito: "Eu não quero perder meu tempo com você agora. Tenho outras coisas para fazer." E poderia ter simplesmente desaparecido. Ele poderia ter chamado os anjos para intervir. Ele poderia até mesmo ter vencido Satanás por causa da Sua clara autoridade sobre ele. Em vez disso, Ele se encontrou com o diabo munido da Palavra escrita. Ele respondeu a todas as tentações com as Escrituras (veja Lucas 4:1-13).

Portanto, quando for tentado, você precisa ter as Escrituras guardadas na mente e no coração para poder desviar dos golpes do diabo. Quando você tiver gravado as Escrituras, quando elas estiverem enraizadas na sua memória, estarão disponíveis para serem utilizadas nos momentos de tentação.

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Longevidade Espiritual

"Dê-me, pois, a região montanhosa que naquela ocasião o Senhor me prometeu..." (Josué 14:12)

Qual é o segredo para a longevidade espiritual? Caleb, um dos heróis não celebrados da Bíblia, permanece como um exemplo brilhante de alguém que espiritualmente nunca perdeu o rumo. Caleb foi fiel até o fim. Quando tinha 85 anos, disse: "Ainda estou tão forte como no dia em que Moisés me enviou; tenho agora tanto vigor para ir à guerra como naquela época. Dê-me, pois, a região montanhosa que naquela ocasião o Senhor me prometeu..." (Josué 14:11-12). Mas há outra declaração de Caleb que devemos tomar nota: "Eu, porém, fui inteiramente fiel ao Senhor, ao meu Deus." (v. 8).

O que isso nos diz? Para sermos vencedores nesta corrida espiritual devemos, como Caleb, seguir ao Senhor nosso Deus completamente. Não pela metade, mas totalmente. Significa dar 100 por cento de nós mesmos a Deus.

É importante notar que quando Caleb disse: "Dê-me a região montanhosa," Hebron foi uma das mais traiçoeiras zonas montanhosas da Terra Prometida. Houve alguns adversários formidáveis ​​lá. Ninguém gostaria de levá-lo, já que Caleb estava com 85 anos de idade.

Caleb confiou nas promessas de Deus. Ele esperou 45 anos. Então ele disse: "Dê-me a região montanhosa. Na verdade eu já escolhi a área, quero Hebron". As pessoas devem ter pensado que Caleb estava louco.

Mas eu adoro a ousadia de Caleb. Ele tomou a região montanhosa. Ele superou seus adversários e foi vitorioso. Enquanto outros olharam para trás, Caleb olhou para a frente. Esse é um segredo essencial para a longevidade espiritual: estar sempre se movendo para a frente. Você deve sempre procurar crescer espiritualmente e nunca olhar para trás.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Deus é Santo

"Santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos..." (Isaías 6:3)

Deus é santo e se há uma verdade repetida várias vezes nas Escrituras é a grande mensagem da santidade de Deus. O profeta Isaías teve uma visão clara da santidade de Deus em comparação com a pequenez e pecaminosidade do homem. Ele escreveu:

"No ano em que o rei Uzias morreu, eu vi o Senhor assentado num trono alto e exaltado, e a aba de sua veste enchia o templo. Acima dele estavam serafins; cada um deles tinha seis asas: com duas cobriam o rosto, com duas cobriam os pés, e com duas voavam. E proclamavam uns aos outros: 'Santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos, a terra inteira está cheia da sua glória'. Ao som das suas vozes os batentes das portas tremeram, e o templo ficou cheio de fumaça. Então gritei: 'Ai de mim! Estou perdido! Pois sou um homem de lábios impuros e vivo no meio de um povo de lábios impuros; e os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos!'" (Isaías 6:1-5)

Observe que a Escritura não diz que os serafins proclamavam: "Fiel, fiel, fiel." Ou: "Eterno, eterno, eterno". Ou: "Poderoso, poderoso, poderoso". Embora Deus seja tudo isso e muito mais, é importante notar que é a santidade de Deus que é enfatizada.

Podemos tentar ser virtuosos, caridosos e até mesmo cultivar uma reputação ilibada, mas ficamos sempre muito aquém dos padrões de um Deus perfeito e santo. É por isso que a morte de Jesus Cristo foi necessária para fazer a ponte entre nós e este Deus Santo.

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Deus é a Verdade

"Mas o Senhor é o Deus verdadeiro; ele é o Deus vivo; o rei eterno." (Jeremias 10:10)

Ao considerarmos os atributos de Deus, podemos obter uma boa imagem de Seu caráter. Um dos atributos mais importantes de Deus é a verdade. Isto é muito importante. Isto significa que Ele é o Deus verdadeiro e que Seu conhecimento e palavras são verdadeiros e que são o padrão máximo da verdade.

Eu quero que você saiba que desde o início somos falhos em nossa compreensão e capacidade para saber o que é certo e errado, quando algo é verdadeiro ou falso, o que é mau, o que é impuro, o que é bom ou virtuoso.

Há muitos falsos deuses no mundo de hoje, portanto precisamos ter o cuidado de seguir o verdadeiro Deus. O profeta Jeremias disse: "O Senhor é o Deus verdadeiro; ele é o Deus vivo; o rei eterno" (Jeremias 10:10). Nós não podemos entender sempre o que Deus quer dizer quando diz certas coisas, ou porque faz ou deixa de fazer certas coisas. Mas o resultado final,como Jeremias disse, é que Deus é a verdade.

Saiba que o conhecimento de Deus é perfeito. É sem falha. Ele é o padrão máximo da verdade, não há outro. Não há segundas opiniões. É isso: Deus é a verdade.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

A Felicidade Através do Perdão

"Como é feliz aquele que tem suas transgressões perdoadas e seus pecados apagados!" (Salmo 32:1)

Sem dúvida uma das maiores bênçãos da vida cristã é o fato de que Deus nos dá uma segunda chance. Não sei você, mas eu preciso de uma segunda chance, porque sou falho, peco, não alcanço minha meta. O apóstolo Paulo nos disse: "pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus" (Romanos 3:23). Mesmo que falhemos de forma miserável, Deus nos dá a oportunidade de deixar isso para trás. Ele pode drasticamente mudar as coisas em nosso favor. Ele pode nos perdoar.

Temos a escolha de qual rumo tomar em nossas vidas. Podemos confessar nossos pecados e conhecer a felicidade de sermos perdoados, ou esconder nossos pecados e conhecer a desgraça de Deus nos deixar colher o que semeamos. A Bíblia nos diz que Deus não irá abençoar a pessoa que tenta esconder seu pecado. O profeta Isaías disse: "Ai deles! Pois trouxeram desgraça sobre si mesmos." (Isaías 3:9).

Por outro lado, a bíblia diz: "Como é feliz aquele que tem suas transgressões perdoadas e seus pecados apagados!" (Salmo 32:1). Não soa melhor?

Eu fiz uma escolha em minha vida sobre o que fazer com o meu pecado. Escolhi pedir a Deus para ser perdoado. E você?

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Tenha um Bom Começo

"Lembre-se do seu Criador nos dias da sua juventude, antes que venham os dias difíceis e antes que se aproximem os anos em que você dirá: "'Não tenho satisfação neles'" (Eclesiastes 12:1)

Em meus 30 anos de ministério tenho visto que a maioria das pessoas assume um compromisso com Cristo antes dos 18 anos de idade. É por isso que é tão importante alcançar as pessoas quando ainda são jovens. Como o apóstolo João escreveu: "Não tenho alegria maior do que ouvir que meus filhos estão andando na verdade." (3 ​​João 1:4). As decisões que tomamos durante a nossa juventude afetam o resto de nossas vidas. Se plantamos as sementes da carreira e do casamento, colhemos os resultados nos anos seguintes.

Quando jovens, somos mais flexíveis, mais abertos à mudança. A coisa que mais se observa nas crianças é que estão entediadas (mesmo enquanto assistem TV, jogam vídeo game e falam ao telefone ao mesmo tempo). Em contrapartida, quando fica mais velho você passa a gostar de uma rotina. Torna-se mais acomodado e se conforta com seus hábitos. Você vai aos mesmos restaurantes e pede as mesmas coisas. Você realmente começa a encontrar conforto em sua rotina.

Isso não é necessariamente uma coisa ruim se você tiver estabelecido bons hábitos enquanto jovem. Nos primeiros anos a sorte é lançada. O seu caminho é traçado e inicia-se um percurso. Você decide como a noite da sua vida será pelas escolhas que faz pela manhã.

O padrão que você estabelece hoje vai determinar o tipo de padrão que estabelecerá amanhã. A conclusão de Salomão foi sincera: Lembre-se do seu Criador nos dias da sua juventude. Não jogue fora sua juventude. Se você quiser prestar atenção à sabedoria de Salomão, inicie bons hábitos na sua juventude. Construa uma base saudável e você terá criado algo que vai lhe beneficiar por toda a vida.