quinta-feira, 31 de março de 2011

Quarenta Dias

“Tendo-os levado até as proximidades de Betânia, Jesus levantou as mãos e os abençoou.Estando ainda a abençoá-los, ele os deixou e foi elevado ao céu. Então eles o adoraram e voltaram para Jerusalém com grande alegria.” (Lucas 24:50-52)

Durante os 40 dias a partir da Sua ressurreição e da Sua ascensão ao céu, Jesus constantemente aparecia e desaparecia diante dos discípulos. Acho que ele estava acostumando os discípulos com o fato de que mesmo quando ele não estivesse visível fisicamente, ele ainda estaria presente e disponível espiritualmente.

Antes deste tempo, os discípulos esperavam que o Messias de Israel viria estabelecer o Seu Reino e que reinariam com ele. Não haviam dúvidas em suas mentes que Jesus era o Messias. Mas quando Ele foi crucificado, parecia um erro colossal. Agora, nos dias seguintes da ressurreição, eles começaram a perceber que este era o plano o tempo todo. Eles entenderam que as Escrituras predisseram que o Messias iria sofrer primeiro e mais tarde viria para reinar em glória na Terra.

Enquanto isso, Jesus lhes disse para “ir e fazer discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. "(Mateus 28:19-20).

Após instrui-los a esperar em Jerusalém, onde receberiam a promessa do Espírito Santo, Jesus levou os discípulos a Betânia e abençoou-os. Então, diante de seus olhos, Ele foi levado para o céu.

A promessa do Pai, os planos do Filho, e o poder do Espírito Santo juntos fizeram desses discípulos ignorantes as armas mais invencíveis de todas a serem seguradas pela mão de Deus.

Os discípulos o adoraram. Eles testemunharam a respeito dEle. Eles esperaram por ele até Sua volta. Devemos fazer o mesmo.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Entre dois Mundos

"Irmãos, não lhes pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a crianças em Cristo." (1 Coríntios 3:1)

A Bíblia menciona uma categoria de cristãos descritos como carnais. São pessoas que estão estagnadas em seu desenvolvimento espiritual. Elas nunca cresceram. Estão presas entre dois mundos: elas têm muito do Senhor para serem felizes no mundo, mas também muito do mundo para serem felizes no Senhor. Essas são as pessoas mais miseráveis ​​ao nosso redor.

Muitos de nós já percebemos que nosso mundo não tem as respostas que procuramos e não pode ser confiável. Ao mesmo tempo, nós também não confiamos em Deus, mas é hora de dizer: "Eu creio em Jesus Cristo." É hora de pôr em prática, mostrar, nossos princípios e não apenas escrevê-los em pedaços de madeira e pendurá-los nas entradas de nossas casas. Muitas vezes tentando ganhar credibilidade, perdemos nossa integridade. Tentando nos relacionar com as pessoas, perdemos todo o poder que teríamos agindo em suas vidas, porque comprometemos nossos princípios.

A Bíblia nos dá muitos exemplos de pessoas que se levantaram para o que era certo, correndo o risco de perder alguma coisa muito importante, até mesmo suas vidas. Uma dessas pessoas foi Daniel, que ocupou posição de grande influência na corte de Nabucodonosor. Mesmo assim, ele não iria comprometer os seus princípios.

Talvez você esteja com medo de lutar por Jesus Cristo. Você está com medo que possa prejudicar sua carreira, ou um relacionamento, ou qualquer outra coisa. Mas chega um momento em que precisamos defender aquilo que sabemos ser verdadeiro. Você pode ser criticado, e pode até perder algo que julgue importante, mas o que perder, Deus fará por você. Ele irá abençoá-lo por honrar o que é certo.

terça-feira, 29 de março de 2011

Por que a Cruz?

"Pois a mensagem da cruz é loucura para os que estão perecendo, mas para nós, que estamos sendo salvos, é o poder de Deus." (1 Coríntios 1:18)

Existe uma história real a respeito de um casal que visitava uma joalheria. À medida que o vendedor lhes mostrava várias cruzes, a mulher comentou: "Eu gosto delas, mas você teria alguma sem esse pequeno homem fixado nela?"

Isso é o que muitas pessoas querem hoje: uma cruz sem Jesus. Eles querem uma cruz sem nenhuma ofensa, uma cruz que fique de acordo com o seu vestuário. Se pudéssemos voltar no tempo e analisar a cruz em seu contexto original, nós iríamos perceber que ela era um símbolo de sangue e desprezo. Um homem pendurado na cruz seria a pior imagem que poderíamos imaginar.

Os Romanos escolheram a crucificação porque ela tinha o objetivo de ser uma maneira lenta e tortuosa de morrer. Foi criada para humilhar a pessoa. As crucificações fora das cidades romanas serviram de aviso àqueles que ousassem se opor às leis de Roma.

Se houvesse qualquer outra maneira, você acha que Deus teria permitido que seu Filho sofresse dessa maneira? Se existisse qualquer outra forma com que pudéssemos ser perdoados, Deus a teria encontrado. Se ter uma vida de boa moral nos levasse ao paraíso, então Jesus não teria morrido por nós. Mas Ele morreu, pois não havia - e não há - outra maneira. Ele teve que pagar o preço por nossos pecados. Na cruz, Jesus comprou a salvação do mundo.

Se você alguma vez ficou tentado a duvidar do amor de Deus por você, mesmo que por um momento, olhe longa e profundamente para a Cruz. Pregos não seguraram Jesus na Cruz. O Seu amor o segurou.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Exatamente Onde Você Está

"Os corvos lhe traziam pão e carne de manhã e de tarde, e ele bebia água do riacho". (1 Reis 17:6)

Quando a Bíblia diz que os corvos trouxeram comida à Elias, isso não significa que anotaram a sua encomenda, voaram até um restaurante fast food, e depois entregaram sua refeição. Corvos são catadores, comem muitas coisas. Eles trouxeram pequenos pedaços de carne e pão para Elias. A propósito, a água no riacho que ele bebeu era provavelmente um pouco poluída. Não era uma situação fácil.

Como facilmente Elias teria dito: "Bem, Senhor, eu realmente não quero estar neste lugar lamacento, sujo. Eu prefiro estar na frente das pessoas. Eu gosto da fama." Mas o Senhor estava preparando algo para Elias, além dos seus sonhos. Pouco tempo depois, Elias estaria no Monte Carmelo, em grande confronto com os falsos profetas (conforme 1 Reis 18:20-39).

Às vezes nós não gostamos de onde Deus nos coloca. Nós dizemos: "Senhor, eu não gosto desta situação. Eu não gosto de onde estou. Quero fazer algo grande para você. Eu quero fazer a diferença no meu mundo." Talvez o Senhor quer que você seja eficaz exatamente onde você está. Talvez ele queira tirar proveito das oportunidades que estão à frente de você e queira ser nas pequenas coisas.

Quem sabe o que Deus tem reservado para você? Se Deus deixou você em um pequeno riacho lamacento, por assim dizer, permaneça lá dentro! Seja fiel, faça o que Ele já disse a você, e espere nEle e no Seu tempo. Deus vai fazer algo maravilhoso para você ou com você. Basta estar disponível e aberto para fazer o que Ele quer que você faça.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Faça sua Escolha

"Elias dirigiu-se ao povo e disse: 'Até quando vocês vão oscilar entre duas opiniões? Se o Senhor é Deus, sigam-no; mas, se Baal é Deus, sigam-no'. O povo, porém, nada respondeu." (1 Reis 18:21)

Você já teve um daqueles dias de indecisão? Normalmente eu sou um cara decidido, mas há ocasiões em que eu simplesmente não consigo decidir. Eu posso estar remodelando a janela de um cômodo qualquer e subitamente me deparar com uma forte indecisão. Isso não é tão trágico no caso de uma janela, mas quando as pessoas ficam indecisas a respeito de Deus, o problema torna-se sério.

Foi assim com Israel nos dias de Elias. Por 85 anos, a nação de Israel tinha oscilado entre deuses falsos e o verdadeiro Deus. Não querendo assumir responsabilidades ou viver sob absolutos, eles seguiam outros deuses. E, ao colherem resultados ruins desse ou daquele deus que seguiam, voltavam ao Senhor e diziam que estavam arrependidos, até que seus problemas fossem resolvidos. Então novamente voltavam como filhos rebeldes a fazer as mesmas coisas. Toda vez que eles ficavam à beira da destruição, Deus se mostrava misericordioso e lhes perdoava. Um dia, Elias mexeu com eles: "- Basta! Façam uma escolha. De que lado vocês estão?"

Moisés fez uma pergunta semelhante a Israel quando se prostraram diante do bezerro de ouro. Ele disse: "Quem está do lado do Senhor, venha comigo!" (Êxodo 32:26). Seu sucessor, Josué, desafiou Israel: "escolham hoje a quem irão servir..." (Josué 24:15). E em Mateus 12:30 Jesus disse: "Aquele que não está comigo, está contra mim; e aquele que comigo não ajunta, espalha." Jesus exige uma resposta. Ele exige que decidamos de que lado nós estamos. Escolha hoje a quem você irá servir.

quinta-feira, 24 de março de 2011

Sal e Luz

"Vocês são o sal da terra. Mas se o sal perder o seu sabor, como restaurá-lo? Não servirá para nada, exceto para ser jogado fora e pisado pelos homens. Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte.” (Mateus 5:13-14)

Eu acho que nós cristãos somos às vezes tentados a nos isolar. Nós queremos submergir numa cultura cristã de nossa própria criação e não ficar envolvidos demais no mundo.

Mas Jesus disse: "Vós sois o sal da terra". Quando Ele fez essa declaração aos Seus discípulos há muito tempo, eles entenderam o significado do que Ele estava dizendo. Isto pode hoje ter se perdido, porque já não sabemos o que isso significa. Naqueles dias, o sal era considerado muito valioso. Na verdade, os romanos consideravam o sal mais importante do que o próprio sol. Os soldados romanos eram pagos com sal. Então, quando Jesus disse: "Vós sois o sal da terra", Ele estava dizendo num sentido: "Você é valioso. Você é importante. Você é significativo. Você pode fazer a diferença."

Pare e pense sobre o sal. Ele realmente pode fazer muito. Um pouco de sal em um pedaço de carne sem graça pode fazer toda a diferença. Você já teve alguém que colocou sal na água quando você não estava olhando? Você imediatamente nota a mudança. Uma pequena pitada de sal pode alterar o sabor de algo, como um cristão em uma situação pode fazer a mudança.

Você já esteve em um quarto escuro e alguém acendeu uma lanterna? Não foi difícil encontrar a luz, não é mesmo? Da mesma forma, um crente que deixa sua luz brilhar pode realmente fazer a diferença.

Deus escolheu você para fazer a diferença, uma diferença estratégica.

quarta-feira, 23 de março de 2011

Em Busca de Pessoas Comuns

O Senhor, contudo, disse a Samuel: "Não considere a sua aparência nem sua altura, pois eu o rejeitei. O Senhor não vê como o homem: o homem vê a aparência, mas o Senhor vê o coração". (1 Samuel 16:7)

Deus usa pessoas comuns para fazer coisas extraordinárias. Muitas vezes, quando estamos à espera de que algum grande astro entre em cena, Deus está desenvolvendo alguém na obscuridade de quem nós nem ouvimos falar. E dizemos: "E se fulano de tal se tornasse cristão? Não seria maravilhoso?". E enquanto estamos querendo saber de "fulano", Deus está preparando alguém desconhecido para nós.

Pense no momento em que um gigante filisteu estava provocando os exércitos de Israel. Todos ficaram paralisados ​​com medo. Então, quem Deus escolheu? Um garoto pastor de ovelhas que havia sido enviado pelo pai para levar comida aos seus irmãos na linha de frente. Ele foi enfrentar o gigante com algumas pedras e um estilingue - e o mais importante, a fé em Deus. Essa foi a pessoa que Deus usou.

Em outro momento da história de Israel, quando eles estavam imobilizados pelo medo por causa de seus inimigos, Deus encontrou um homem que debulhava trigo. Seu nome era Gideão, e ele estava convencido de que Deus havia chamado o cara errado. Mas Deus o escolheu justamente porque ele não confiava em sua própria capacidade. Gideão teve que confiar em Deus.

Se você tem fé em Deus, se você acredita que Deus pode usar você, se você está disposto a dar um passo de fé, então Deus pode fazer coisas incríveis através de você. Uma coisa que eu já disse muitas vezes ao longo dos anos é que Deus não está à procura de capacidade, mas de disponibilidade. Ele pode lhe conceder capacidade no tempo devido. Mas Deus procura alguém que diga: "Eu gostaria de fazer a diferença onde estou. Senhor, eu estou disponível." E então é só ver o que Deus fará.

terça-feira, 22 de março de 2011

Renova-nos Novamente!

"Acaso não nos renovarás a vida, a fim de que o teu povo se alegre em ti?" (Salmos 85:6)

Alguma vez lhe pareceu que você está sozinho no mundo como Cristão? Às vezes parece que você é o único que está servindo a Deus ou falando com ele no seu local de trabalho ou estudos. Você conhece outros que são Cristãos, mas que têm medo de se levantar e serem vistos como tais.

Por mais que as coisas pareçam ruins, lembre-se disso: "Desde o poente os homens temerão o nome do Senhor, e desde o nascente, a sua glória. Pois ele virá como uma inundação impelida pelo sopro do Senhor." (Isaías 59:19). Aqui estão as boas notícias: quando as coisas estão realmente ruins e complicadas, você pode supor que Deus irá fazer algo a respeito.

É por isso que, à medida que vejo como as coisas estão, oro e espero por um trabalho de Deus em nossa geração. Quando você olha para as grandes renovações históricas, bíblicas ou não, encontra 5 fatos que estão presentes em qualquer renovação:

1. Todas as renovações começaram durante um tempo de depressão nacional e profunda angústia moral;
2. Renovações geralmente começam com Deus trabalhando com ou através de um indivíduo. Poderia ser alguém que iria orar ou que iria pregar.
3. Cada renovação, ou reavivamento, foi construída sobre a Palavra de Deus sendo pregada e ensinada com ousadia, e sendo obedecida.
4. Cada renovação tratou do pecado consciente e da necessidade de arrependimento dele.
5. Cada renovação abordou questões de mudanças no clima moral. Alguma coisa acontecia à cultura, como resultado.

Quando Deus é esquecido, em breve uma degradação moral acontece, mas quando estamos realmente fazendo o que Deus quer que façamos, isso traz um impacto em nossa cultura.

segunda-feira, 21 de março de 2011

Quando Deus Parece Atrasado

"Então lhes disse claramente: 'Lázaro morreu, e para o bem de vocês estou contente por não ter estado lá, para que vocês creiam. Mas, vamos até ele'" (João 11:14-15)

Às vezes Deus não virá tão rapidamente como gostaríamos que ele viesse. Maria e Marta, duas amigas de Jesus, se viram diante deste dilema. Seu irmão Lázaro estava enfermo. Era uma doença grave. Então mandaram avisar Jesus.

Acho que elas provavelmente acreditavam que Jesus faria um caminho mais curto para chegar a Betânia para tirar Lázaro de seu leito. Jesus, porém, atrasa intencionalmente sua chegada. Maria e Marta estavam pensando no que seria temporariamente bom. Mas Jesus pensava no que seria eternamente bom. Este atraso seria por causa delas. Para aprenderem uma lição.

Enquanto isso, Maria e Marta provavelmente diziam: "Jesus estará aqui. Vai deixar tudo o que está fazendo e vai estar aqui." Mas ele não apareceu no dia em que elas queriam. E não veio no dia seguinte nem nos dois dias que se sucederam. Lázaro então passa de enfermo a morto. Em suas mentes, toda a esperança se fora. No momento em que Jesus chega a Betânia, Lázaro já estava no túmulo há quatro dias.

Ali estava o problema: Maria e Marta queriam uma cura, mas Jesus quis uma ressurreição. Ele trouxe Lázaro de volta à vida, e como resultado muitos creram em Jesus. A fé de Maria e Marta foi reforçada, assim como a dos discípulos. 

Como Maria e Marta, diremos "Deus, se você me amasse, você poderia fazer isso. Você poderia cuidar daquilo." Mas Deus diz: "por te amar, eu não lhe darei essas coisas." Deus quer fazer algo maior em sua vida. Você irá deixá-Lo?

sexta-feira, 18 de março de 2011

O Campo de Batalha Espiritual

"Assim, aquele que julga estar firme, cuide-se para que não caia." (1 Coríntios 10:12)

Alguém perguntou uma vez a um grande evangelista chamado Charles Finney, se ele realmente acreditava em um "diabo literal". Finney respondeu o seguinte: "Tente se opor a ele por um tempo e descubra se ele é ou não literal". Se você quer descobrir se existe um diabo literal, comece a andar com Jesus Cristo, procure manter-se na vontade de Deus, e então você descobrirá o quão real ele é.

Eu acho que muitas pessoas, depois de decidirem seguir a Cristo, se surpreendem ao descobrir que a vida cristã não é um parque de diversões, e sim um campo de batalha. Não é uma vida fácil, mas uma vida de conflito, de guerra, e de oposição. Nossa escolha é simples: seremos vitoriosos ou vítimas nos campos de batalha espiritual?

Dizem que se pode conhecer muito de um homem observando quem são seus inimigos. O mesmo é válido para os cristãos. Nós não somos mais contra Deus. Agora temos um inimigo novo, muito poderoso, e ele é descrito na Bíblia como o diabo. O diabo, é claro, não está feliz com o fato de ter perdido um dos seus para Deus. Ele está com raiva por você ter entregue sua vida a Jesus Cristo. Agora você se tornou uma ameaça potencial para o seu reino.

Quanto mais perto do Senhor você ficar, mais seguro estará, porque você permanece na obra que Jesus fez na Cruz. Não tente envolver o diabo com sua própria capacidade, porque ele pode te mastigar e te cuspir. Porém se você permanecer com o Senhor e com o Seu poder, e se manter o mais próximo a Ele, então você estará seguro.

quinta-feira, 17 de março de 2011

Prazeres Temporários

"Assim acontece com quem guarda para si riquezas, mas não é rico para com Deus" (Lucas 12:21)

Há uma história na Bíblia de um homem chamado Esaú que abriu mão de tudo para ter um pouco de prazer temporário. Como primogênito, Esaú recebeu para si o patrimônio da família, o que significava que um dia ele seria o líder espiritual de sua família e estaria na linhagem de ancestrais do Messias. Mas Esaú não pareceu se importar muito com isso. Um dia, seu irmão Jacó se aproximou e lhe propôs o seguinte acordo: Trocar o patrimônio de Esaú por um prato de sopa que ele estava preparando. Isso pareceu um bom negócio a Esaú naquele momento. Mais tarde ele percebeu por quão barato havia se vendido. Mas era tarde demais.

Esaú não tinha nenhum interesse por coisas espirituais, e existem muitas pessoas assim nos dias de hoje. Elas não se importam com Deus até estarem em um beco sem saída ou até que uma tragédia aconteça. Então, de repente, como um milagre, elas têm tempo pra Deus. Porém, quando a crise passa, elas retornam aos seus velhos hábitos.

Jesus falou sobre um fazendeiro cuja lavoura havia produzido abundantemente. O fazendeiro decidiu destruir seus celeiros e construir outros maiores para guardar tudo. Porém, ele poderia ter dito a si mesmo: "Você tem grande quantidade de bens, armazenados para muitos anos. Descanse, coma, beba e alegre-se". (Lucas 12:19).

Mas Deus disse: "Insensato! Esta mesma noite a sua vida lhe será exigida. Então, quem ficará com o que você preparou?" (Lucas 19:20).

As coisas da terra são mais importantes para você que os tesouros do céu? Tudo o que você puder guardar será um dia deixado para trás. E a única coisa que irá importar será o que está esperando por você no céu.

quarta-feira, 16 de março de 2011

O Perigo da Falta de Oração

"Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida." (Tiago 1:5)

O primeiro relato bíblico de uma oração de Jacó está em Gênesis 32:9-16. Até então, sete capítulos de Gênesis trataram da vida de Jacó, sem menção de oração da sua parte. Isso me fez questionar se Jacó, antes disso, já havia orado alguma vez. É possível que sim, mas a Bíblia não menciona especificamente isto. Pode ter sido a falta de oração e a falta de dependência em Deus que o fizeram sentir como se tivesse que manipular suas circunstâncias.

Foi louvável Jacó ter buscado a Deus, e existem algumas coisas boas na oração que ele fez. Ele reconheceu o Deus de Abraão e Isaque como o Deus verdadeiro. Ele confessou sua indignidade. Ele levou sua petição ao Senhor. Mas teria sido melhor se ele tivesse dito: "Senhor, o que devo fazer agora?" Em vez disso, ele orou e fez seus planos. Em outras palavras, ele decidiu o que iria fazer e então pediu a Deus para abençoá-lo.

Isso não lembra nós mesmos? Nós fazemos o nosso plano e, em seguida, pedimos a Deus que o abençoe. Mas isso não significa realmente orar sobre algo. Ao contrário, deveríamos orar dizendo "Deus, dê-me a sabedoria de sua Palavra e do povo de Deus que vai me orientar biblicamente. Ajuda-me a fazer a coisa certa." Porém Jacó não fez isso. Ele queria o que era certo, mas fez isso da maneira errada.

Deus ajuda aqueles que não são capazes de se ajudar. Isto é o que Jacó precisava compreender. Vamos aprender a buscar a vontade de Deus ao invés de ignorá-la.

terça-feira, 15 de março de 2011

Crentes Verdadeiros

"Todo aquele que é nascido de Deus não pratica o pecado, porque a semente de Deus permanece nele; ele não pode estar no pecado, porque é nascido de Deus." (1 João 3:09)

Dos doze discípulos, achamos que Judas Iscariotes era aquele com um olhar falso, que espreitava nas sombras. Enquanto os outros discípulos vestiam branco, Judas teria usado preto. Ele seria o único que se reconheceria imediatamente como um “cara mau”.

Mas eu acho que Judas Iscariotes era exatamente o oposto: um ator fenomenal, que apareceu como um homem justo, devoto a sua fé. Como um dos doze, Judas tinha sido escolhido a dedo pelo próprio Senhor, mas acabou traindo-o por algumas peças de prata.

Judas fez a escolha errada ao fazer a coisa errada, apesar de ter convivido com tanta verdade. Com seus próprios ouvidos, Judas ouviu Jesus pregar o Sermão da Montanha. Com seus próprios olhos, Judas viu Jesus andar sobre a água. Ele viu Lázaro ser ressuscitado dentre os mortos. Ele viu as multidões serem alimentadas com os pães e peixes. Ele viu os cegos recuperarem a visão. Ele viu tudo. Ele ouviu tudo. No entanto, ele tornou-se ainda mais endurecido em sua incredulidade. 

Judas podia ir fundo no pecado, porque ele nunca conheceu Jesus. Se você é um cristão verdadeiro e começa a se comprometer com a sua fé, sentirá a convicção do Espírito Santo. Mas se você consegue pecar sem remorsos, então deve se questionar se realmente já conhece a Deus. Um verdadeiro filho de Deus, embora ainda pecador, simplesmente não consegue aceitar o pecado.

Se você se encontra, como um seguidor de Cristo, adquirindo imediatamente a consciência do pecado assim que começa a pecar, alegre-se. É sinal que você pertence ao Senhor.

segunda-feira, 14 de março de 2011

O Caminho de Deus

"Ao fiel te revelas fiel, ao irrepreensível te revelas irrepreensível, ao puro te revelas puro, mas com o perverso reages à altura." (Salmos 18:25-26)

É interessante como Deus veio a pessoas diferentes na Bíblia. Para Abraão, Deus veio como um viajante. Abraão estava fora de sua tenda quando três mensageiros chegaram. Dois eram os anjos, enquanto um era o próprio Deus. Sabemos que Jesus disse: "Abraão, pai de vocês, regozijou-se porque veria o meu dia; ele o viu e alegrou-se" (João 8:56). Por que o Senhor veio a Abraão como um estrangeiro? Porque isso é o que Abraão era.

Na noite antes de Israel começar o cerco a Jericó, Deus apareceu para Josué, o comandante do exército de Israel, como o comandante do exército do Senhor.

Quando Deus veio até Jacó, Ele veio como um lutador, e Jacó lutou com ele. Por quê? Jacó estava sempre lutando, fazendo esquemas, resistindo e lutando para conseguir o que queria. Talvez você se identifique com Jacó. Talvez haja algo que você quer de Deus, mesmo uma coisa boa, como a salvação de um marido ou esposa. Talvez você esteja cansado de ser solteiro e quer se casar. Ou talvez você queira servir a Deus em um ministério. Não faça esquemas, porque você pode conseguir o que quer, mas a um alto custo. Jacó conseguiu o que queria e pagou caro por isso. Eu acredito que se ele tivesse esperado em Deus, ele teria recebido o que precisava e que Deus lhe havia prometido.

Deus quer fazer a Sua vontade em nossas vidas à Sua maneira e ao Seu tempo. Se precisar de algo de Deus, seja paciente e espere em Deus. Deus vai encontrá-lo onde quer que esteja para levantá-lo até onde Ele quer que você vá.

sexta-feira, 11 de março de 2011

Semear e Colher

"Quem semeia para a sua carne, da carne colherá destruição; mas quem semeia para o Espírito, do Espírito colherá a vida eterna." (Gálatas 6:8)

Um empreiteiro de sucesso chama um dos seus empregados, um habilidoso carpinteiro, e diz que ele o colocaria no comando da próxima casa que a empresa iria construir. Ele instruiu o carpinteiro para pedir todos os materiais e supervisionar todo o processo desde o início. O carpinteiro aceitou com entusiasmo a sua atribuição. Era a sua primeira oportunidade de realmente supervisionar um projeto por inteiro. Ele estudou as plantas e verificou cada medição. Então ele pensou: "Se eu estou realmente no comando, porque não cortar alguns cantos, utilizar materiais mais baratas, e colocar o dinheiro extra no bolso? Quem saberia a diferença? Depois de pintar o local, ninguém seria capaz de dizer."

O carpinteiro começou seu trabalho. Ele usou madeira de segunda mão, pediu concreto de baixo custo para a fundação. Colocou fiação barata, diminuiu todas as colunas que podia, mas relatou o uso de materiais de construção de alta qualidade.

Quando a casa estava concluída, pediu ao patrão para vir ver. Seu chefe, olhou-o e disse: "Isto é incrível. Você fez um trabalho fantástico. Você tem sido um trabalhador bom e fiel e tem sido tão honesto em todos esses anos que vou mostrar a minha gratidão, dando-lhe esta casa."

Nós colhemos o que semeamos. Assim como não podemos plantar ervas daninhas e colher flores, não podemos pecar e colher justiça (bênção). Há reações às nossas ações. Pense nisso: a cada dia, nós semeamos para o Espírito, ou estamos semeando para a carne. Que tipo de sementes você tem semeado?

quinta-feira, 10 de março de 2011

Poder Verdadeiro

Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra". (Atos 1:8)

Ouvi falar de um cristão que viveu na Roma do primeiro século e que estava a ser devorado por um leão. Ele rapidamente sussurrou algo no ouvido do leão e o leão fugiu aterrorizado para longe. Quando um guarda foi enviado para descobrir o que acontecera, ele voltou com o relatório: "O cristão disse ao leão: - Depois de ter a sua refeição, você terá que se levantar e dizer algumas palavras."

O medo "número um" na lista de quase todos é falar em público. É claro que isso também se transfere ao falar aos outros sobre Jesus, mas o Espírito Santo pode nos dar poder e coragem como nunca tivemos antes, e nova coragem para falar de Jesus Cristo.

Os crentes do primeiro século certamente precisavam desse poder. Qualquer leitura honesta do Novo Testamento revela rapidamente que aqueles que Jesus chamou eram tão comuns como eles. Mas quando o Espírito Santo sobre eles habitou, eles foram capacitados, eles transformaram o seu mundo. Os crentes do primeiro século não tinham TV, rádio ou Internet, mas eles tinham o maior poder de todos. E em um período relativamente curto de tempo, um pequeno punhado de crentes virou o mundo de cabeça para baixo.

O mesmo poder que energizou os crentes do primeiro século está disponível para nós hoje. Você já foi capacitado pelo Espírito Santo? Se não, você pode ser. Peça a Deus para enchê-lo com este poder de mudar o seu mundo. Não se trata de emoção. Trata-se de um fato. Deus quer encher você com o Seu poder.

quarta-feira, 9 de março de 2011

Acabando o que se Começa

"Vocês corriam bem. Quem os impediu de continuar obedecendo à verdade?" (Gálatas 5:7)

Imagine, por um momento, que estamos competindo numa corrida. Quando o tiro largada é disparado eu arranco e deixo você comendo poeira. Eu estou correndo muito bem. Digamos que estamos indo para a décima volta e chegando ao final da corrida. Aí eu penso comigo: - "Eu sou o maioral da corrida e vou buscar o meu prêmio agora." Só que eu saio da pista para fazer isso. Depois vem você e cruza a linha de chegada uns 10 minutos depois. É claro que eu corro melhor que você, mas se eu não cruzar a linha de chegada na décima volta, eu perderei a corrida. Não importa se eu liderava por nove das dez voltas. Eu tinha que completar a corrida que comecei.

Da mesma forma, existem pessoas que começaram seguindo ao Senhor com uma grande explosão de energia. Talvez você fosse uma dessas pessoas. Talvez você tenha vindo a Cristo durante uma grande campanha ou movimento por Jesus. Ou talvez você tenha vindo mais recentemente. Isso é ótimo. Mas escute: Isso era antes e eu estou falando do agora. Como você estava correndo há um ano atrás, ou até há um mês atrás, já não importa muito. O que importa é o que você está fazendo agora. Você está mantendo um bom ritmo? Você conseguirá cruzar a linha de chegada? Você pode fazer isso se quiser.

Haverá momentos em que você viverá muitas dificuldades na sua vida cristã. E será nesses momentos em que você terá que se apegar na Palavra de Deus e na promessa de que Ele vai completar a obra que iniciou em sua vida (Filipenses 1:6). Você fará este esforço para cruzar a linha de chegada?

terça-feira, 8 de março de 2011

O que tem Dentro?

"Manterei minha retidão, e nunca a deixarei; enquanto eu viver, a minha consciência não me repreenderá." (Jó 27:6)

Ouvi uma história de um pastor que entrou num ônibus em uma manhã de segunda-feira, pagou sua passagem e sentou. Alguns minutos depois, ele percebeu que o motorista havia dado troco a mais. Algumas pessoas poderiam simplesmente guardar o dinheiro no bolso e dizer "Deus, obrigado por Sua provisão". Mas este pastor sabia que isso seria errado. No parada seguinte, ele foi à frente do ônibus e disse ao motorista: "Com licença, senhor. Você me deu troco a mais e eu gostaria de devolver, pois obviamente houve um engano."

O motorista respondeu: "Pastor, eu não cometi nenhum engano. Eu estava na sua igreja na noite passada e ouvi a sua pregação sobre honestidade. Eu quis verificar se o senhor iria agir conforme pregou." Felizmente, foi o que aconteceu.

As pessoas lhe observam como Cristão. Elas estão de olho em cada movimento seu. Elas não esperam que você tenha boas atitudes. Elas esperam que você escorregue para que tenham no que se apoiar em suas dúvidas e falta de fé.

A idéia de integridade é não ter nada em nossas vidas que nos dê motivo para nos envergonhar. Essa integridade pessoal é algo que desenvolvemos de uma maneira diária em cada pensamento que temos e a cada ação que tomamos. Podemos tanto melhorar quanto piorar nosso caráter.

Que tipo de caráter você tem? Quem você é por dentro? Na prática, isto é você.

segunda-feira, 7 de março de 2011

Obediência Condicional

"Mas eles não me ouviram nem me deram atenção. Antes, seguiram o raciocínio rebelde dos seus corações maus. Andaram para trás e não para a frente". (Jeremias 7:24)

Meu cão pratica a escuta seletiva ou condicionada. Quando ele não gosta do que eu estou dizendo, ele age como se ele não me entendesse. Se ele está no meu quarto na hora de deitar e digo-lhe para ir embora, ele olha para mim como se dissesse: "O quê?" É como se sua audição tivesse desaparecido. Por outro lado, ele pode estar dormindo à porta fechada. Se eu descer, abrir o armário e retirar sua coleira, de repente surge nele uma audição supersônica. Lá está ele, ao meu lado. Quando ele gosta daquilo que eu quero que ele faça, meu cão ouve e obedece, mas quando não gosta do que eu quero que faça, ele não ouve e não obedece.

Agimos da mesma forma com Deus. Quando Deus nos diz para fazer algo que gostamos, nós dizemos: "Sim, Senhor!" Mas quando Ele nos diz para parar de fazer algo, dizemos: "Deus, eu acho que você está me interrompendo. Eu não o estou ouvindo claramente."

Jesus disse: "Vocês serão meus amigos, se fizerem o que eu lhes ordeno" (João 15:14). Ele não disse: "Vocês serão meus amigos se fizerem as coisas com as quais, pessoalmente, concordam." Deus nos diz em Sua Palavra como devemos viver. Não cabe a nós escolher seções da Bíblia que gostamos e deixar o resto de lado.

Se Deus lhe diz para fazer algo, Ele o faz por uma boa razão, e você precisa obedecê-Lo. Se Deus diz para não fazer algo, Ele também diz por um bom motivo. Mesmo se você não entender, OBEDEÇA.

sexta-feira, 4 de março de 2011

Uma Obra em Andamento

"Ele fez tudo apropriado a seu tempo. Também pôs no coração do homem o anseio pela eternidade; mesmo assim este não consegue compreender inteiramente o que Deus fez." (Eclesiastes 3:11)

Eu sou um artista. Gosto de desenhar e de criar. Às vezes quando estou desenhando, alguém olha por cima do meu ombro e vê apenas um rabisco ou um contorno. E eu sei que isso é tudo o que está visível naquele instante, mas eu ainda estou trabalhando.

A pessoa pergunta: "O que vai ser?" Respondo: "Espere". "Eu acho que você deveria fazer desse jeito..." Eu digo: "Apenas me deixe trabalhar”. "Por que você não me deixa sozinho até que eu termine e depois eu terei prazer em lhe mostrar." Todo artista gosta de mostrar seu trabalho, mas quando eu estou trabalhando nas minhas obras, sei que são ainda trabalhos em andamento. Quando as finalizo, fico feliz em mostrar aos outros.

Você também é um trabalho em andamento. Deus está fazendo uma obra em sua vida. Quando ela se completar, Ele vai lhe mostrar. Se isso ainda não aconteceu até agora, seja paciente. Deus vê o fim desde o início. Nós não podemos ver a obra completa, mas Deus pode. É importante nos lembrarmos sempre disso.

Como Deus disse à nação de Israel no exílio, "Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês", diz o Senhor, "planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro" (Jeremias 29:11). No caso de Israel, isso significava que iriam cativos para a Babilônia durante um tempo; mas no fim, Deus iria resgatá-los. Isto quer dizer especificamente em nosso cotidiano, que é preciso tempo para se ver as coisas. E que, seja qual for a obra, ela será boa, porque Deus é quem a está controlando.

quinta-feira, 3 de março de 2011

Sem Vergonha

"Não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê: primeiro do judeu, depois do grego." (Romanos 1:16).

Em seu livro, "A Desvalorização da América" (The Devaluing of America), o ex-secretário de Educação William Bennett fez esta declaração: "Durante meu mandato como Secretário da Educação dos EUA, nada do que eu disse pareceu mais imperdoável do que minhas boas palavras sobre religião. Fui atacado como um aiatolá quando apoiei a oração voluntária, e a fixação dos 10 Mandamentos nas escolas."

Sua experiência é tão típica da nossa cultura hoje. Você pode dizer qualquer coisa. Você pode acreditar em qualquer coisa. Mas se você se levantar e disser que há absolutos, se você disser que existe certo e errado e que a Bíblia diz isso, então você é acusado de ferir a nossa sociedade. Você é a pior coisa que poderia acontecer para a nossa cultura.

Ironicamente, os problemas resultantes da rejeição da sociedade à Deus são colocados aos pés do cristão, como se o cristão trouxesse esses problemas a nossa cultura. Mas esta não é a primeira vez na história que os cristãos se tornam bodes expiatórios para os males de uma cultura. Os cristãos foram acusados pelo incêndio de Roma, quando César Nero foi o grande responsável pela destruição.

Nós vivemos em uma época em que as pessoas se levantam por todos os tipos de causas. Temos pessoas defensoras dos direitos dos animais. Temos pessoas defensoras do meio ambiente. Temos pessoas defensoras de estilos de vida sexual pervertidos. Temos pessoas defensoras de tudo que se possa imaginar, até mesmo dispostas a morrer por sua causa. Não é hora de nós, como cristãos, defendermos o que acreditamos? É hora de se levantar e ser considerado.

quarta-feira, 2 de março de 2011

Remodelando Deus

"Não sejam idólatras, como alguns deles foram, conforme está escrito: 'O povo se assentou para comer e beber, e levantou-se para se entregar à farra'". (1 Coríntios 10:7)

À primeira vista, os pecados que levaram os filhos de Israel à perdição não parecem ter nenhum motivo ou razão, mas um exame mais aprofundado revela que a raíz do problema era a falta de relacionamento com o Deus vivo e verdadeiro. Portanto, quando Moisés saiu de cena temporariamente para encontrar Deus no monte Sinai, o povo procurou algo para colocar em Seu lugar. Foi apenas uma questão de tempo para eles começarem a adorar um bezerro de ouro.

Ao analisar a situação mais profundamente, percebe-se que Moisés foi o primeiro ídolo do povo, e o bezerro de ouro, o segundo. Moisés era como Deus para eles, e quando ele partiu, o povo fez um deus à sua maneira.

Nós fazemos o mesmo quando remodelamos Deus com base em nossa própria imagem. Quando remodelamos Deus no estilo do século 21, quando tornamos Deus politicamente correto, quando alteramos Sua palavra para se encaixar nos princípios morais pervertidos de nosso tempo, isso se torna idolatria. Estamos remodelando Deus porque não estamos confortáveis com o que Ele diz. Nós não gostamos de Seus padrões. Portanto, se podemos refazer Deus à nossa imagem, vivemos da maneira que queremos e andamos do jeito que nos agrada.

Queremos uma "salada celestial" onde possamos transitar. Queremos escolher os atributos de Deus que mais nos agradam e deixar o resto para trás. É um "andar com Deus à la carte". Quando moldamos Deus e Sua palavra a nossa imagem e valores, isso se torna um ato de idolatria semelhante à criação do bezerro de ouro pelos filhos de Israel.

terça-feira, 1 de março de 2011

O que há na sua mente?

"Gravem estas minhas palavras no coração e na mente; amarrem-nas como símbolos nas mãos e prendam-nas na testa. Ensinem-nas a seus filhos, conversando a respeito delas quando estiverem sentados em casa e quando estiverem andando pelo caminho, quando se deitarem e quando se levantarem." (Deuteronômio 11:18-19)

Às vezes as pessoas me pedem para assinar suas Bíblias, o que não é algo que eu gostaria de fazer, porque eu não sei o que escrever. Mas quando alguém insiste, eu costumo escrever esta inscrição em sua Bíblia: "O pecado vai mantê-lo longe deste livro e este livro irá mantê-lo longe do pecado".

Eu descobri que o pecado vai mantê-lo longe da Bíblia, porque o diabo quer mantê-lo fora da Palavra de Deus. Ele não se importa se você ler revistas. Ele não se importa se você assistir televisão. Ele não se importa se você ler o livro mais recente na lista dos mais vendidos. Ele não se importa se você assistir a filmes. Mas no instante em que você pegar a Bíblia e abrí-la, é melhor acreditar que ele vai tentar distraí-lo com tudo o que ele tem. Ele não quer que você a leia.

Por outro lado, se você seguir o que a Bíblia ensina, isso irá mantê-lo longe do pecado. É por isso que precisamos conhecer a Bíblia. É por isso que precisamos estudá-la. Embora seja uma ótima idéia levar uma Bíblia em sua pasta, bolso ou bolsa, o melhor local para levá-la está em seu coração. Conheça-a bem. Preencha os bancos de memória que Deus lhe deu com as Escrituras, porque o diabo irá atacá-lo na esfera da sua mente. A melhor defesa é uma mente que é preenchida com a Palavra de Deus.