segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Nosso Dever em Discipular

"Então, Jesus aproximou-se deles e disse: 'Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo [...]'" (Mateus 28:18-19)

Quando me tornei cristão, não estava realmente certo do que fazer a partir daquele momento. Tinha 17 anos e estava no ensino médio. Ninguém me disse que eu precisava ler a Bíblia, que deveria orar ou ir à igreja. Ninguém me deu nada para ler, nem mesmo uma Bíblia.

Então, durante alguns dias, eu estava em uma espécie de "terra de ninguém" espiritual. Realmente não me sentia confortável com meus velhos amigos, com os quais costumava sair, mas também não me sentia confortável com os cristãos. Um dos motivos foi que eu mal podia entender do que eles estavam falando, sobretudo quando falavam entre si de maneira enigmática, num tipo de idioma “cristianês”.

Felizmente, um jovem chamado Mark colocou-me debaixo de suas asas. Convidou-me para ir à igreja com ele e começou a me ajudar a crescer espiritualmente. Ele me ensinou como ler a Bíblia e orava comigo. Foi o primeiro cristão que conheci de fato. Ele serviu de modelo para mim, pra que eu fosse um seguidor de Jesus como deveria ser. Ele não era um estudioso da Bíblia, mas era um verdadeiro crente. Ele teve influência na minha vida e me colocou no caminho do crescimento espiritual. Em resumo, o que Mark fez foi me discipular.

O que ele fez para mim é o que precisamos fazer para os outros. Não apenas procurar conquistar homens e mulheres para Jesus Cristo, mas também discipulá-los. Qualquer coisa menos do que isso está aquém da Grande Comissão (Mt. 28:19-20).

Nenhum comentário:

Postar um comentário