terça-feira, 29 de novembro de 2011

A Grande Boa Notícia

"Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores." (Romanos 5:8)

O que é o evangelho? Você consegue definir essa palavra? Que elementos devem estar presentes numa mensagem para que ela seja considerada como evangelho? Você pode dizer: "Vou deixar os detalhes para os pregadores e teólogos. Tudo o que sei é que estou salvo e vou para o céu. E esta é toda a religiosidade que preciso."

Precisamos saber o que o evangelho é por duas razões muito importantes. Em primeiro lugar, queremos estar certos de ter ouvido e respondido ao verdadeiro evangelho, para não construirmos nossa fé sobre uma base falsa. Em segundo lugar, Jesus ordenou a cada um de Seus filhos - a cada um de nós - para ir para o mundo todo e pregar o evangelho. Se vamos anunciar o evangelho, é melhor saber o que ele é.

A palavra "evangelho" significa "boa notícia". Nós já sabemos a má notícia: estamos separados de um Deus santo pelos nossos pecados. Não há nada que nós possamos fazer por nós mesmos para alcançar o Seu justo padrão de perfeição.

Acredito que uma das razões pela qual este cenário nos é dado nas Escrituras equivale a quando um joalheiro exibe um belo diamante contra um veludo escuro. Podemos apreciar melhor a beleza das jóias contra um fundo escuro.

Portanto, Deus nos mostra o fundo escuro do nosso pecado e nos dá a má notícia. E depois, no meio desta má notícia, Ele nos dá a boa notícia. O apóstolo Paulo escreveu: "Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores" (Romanos 5:8).

Deus, em Seu grande amor, enviou Seu próprio Filho para descer do céu e morrer na cruz em nosso lugar. Isso é o evangelho. Essa é a grande boa notícia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário