segunda-feira, 18 de julho de 2011

A Mesa do Senhor

No dia em que entregamos nossas vidas a Jesus Cristo, tudo muda para nós. Foi-se embora aquela culpa sempre presente, que costumava nos acusar dia e noite. Não há mais um buraco vazio e profundo em nossa alma. No lugar dessas coisas, Deus nos deu o que é descrito como a paz que excede todo o entendimento humano. Deus colocou uma nova alegria em nossos corações e nos deu a esperança do paraíso quando morrermos.

Mas em nossa relação com Cristo, nós também ganhamos inimigos. Isso é o que Davi diz no Salmo 23:5, "Preparas um banquete para mim à vista dos meus inimigos..." Note que nós, como cristãos, enfrentamos três inimigos principais: o mundo, a carne e o diabo. O mundo, com suas seduções, é o inimigo externo. A carne, com suas vulnerabilidades e apetite, é o inimigo interno. E o diabo, ao trabalhar com estas duas forças, é o inimigo infernal. Combinados, eles são poderosos adversários.

O melhor antídoto contra esse poderoso e profano trio - mundo, carne e diabo - é um relacionamento íntimo com o Pastor, à medida que nos alimentamos à Sua mesa. Quando nos sentamos à mesa do Senhor estamos satisfeitos, porque sabemos que tudo o que precisamos está lá. E não temos fome para nada mais. Não estou dizendo que os cristãos estão livres de tentações. O que estou dizendo é que não nos sentimos mais tão atraídos para a tentação como costumávamos ser. Vemos o mundo como ele é: uma imitação barata da verdade.

Como cristãos, podemos nos alimentar na mesa do Senhor e não mais desejar as tentações do mundo, da carne e do diabo. Deus preparou uma mesa diante de nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário