quarta-feira, 6 de julho de 2011

Estudar a Bíblia: Prazer ou Sacrifício?

"Ao contrário, sua satisfação está na lei do Senhor, e nessa lei medita dia e noite." (Salmos 1:2)

Como você se sente sobre o estudo bíblico? Seja honesto. É um prazer? Ou é um sacrifício? Infelizmente, muitos de nós olhamos para o tempo investido na Palavra de Deus como um mero sacrifício, como algo penoso. Talvez seja a maneira como lemos a Bíblia, Muitas vezes lemos a Palavra de Deus usando o método de “catar milho”. Lemos um pouco aqui e um pouco ali, sem a preocupação genuína com o contexto ou com o que um livro da Bíblia está nos ensinando. Lemos a Bíblia de forma esporádica e não compreendemos por que não somos capazes de tirar proveito do que ela ensina.

O Salmo 1 nos diz que a pessoa sábia medita dia e noite nas Escrituras. O que significa meditar? Por meditação a Bíblia não está falando de uma meditação transcendental, onde uma pessoa desliga sua mente a ponto de receber impressões de outros lugares. A meditação que a Bíblia defende deliberadamente envolve uma mente consciente com as verdades da Palavra de Deus. A meditação envolve estudar a Bíblia e realmente pensar sobre o que lemos.

Você deve fazer a si mesmo uma série de perguntas quando estudar a Bíblia. Na próxima vez que você tentar meditar sobre a Palavra de Deus, faça a si mesmo estas quatro perguntas:
1. Existe aqui algum pecado para eu evitar?
2. Existe alguma promessa para eu reivindicar?
3. Existe alguma vitória para ganhar?
4. Existe uma bênção para apreciar?

Quando lemos com essas questões em mente, exigimos uma verdadeira sensação de antecipação. Nós já não estamos apenas lendo a Bíblia como se fosse um dever de sala de aula. Em vez disso, nós reconhecemos que esta é a Palavra de Deus e a valorizamos mais do que ouro. Há grandes recompensas para a pessoa que medita dia e noite sobre as Escrituras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário