quarta-feira, 22 de junho de 2011

Um Processo para a Ressurreição (Parte 4)

"Então Jesus lhe disse: 'Porque me viu, você creu? Felizes os que não viram e creram'". (João 20:29)

Se a ressurreição de Cristo foi uma mentira, por que todos os apóstolos se dirigiram até a recém criada sepultura? A experiência nos diz que, sempre que há uma conspiração, alguém "roe a corda". Isso costuma acontecer especialmente quando indiciamentos surgem e alguém sabe que eles serão comprometedores. Alguém vai entregar o jogo. É sempre assim. E, assim que a primeira pessoa sai ilesa, outras a seguem, pois todas estão preocupados em salvar a própria pele.

Da mesma forma, se os apóstolos tivessem mesmo roubado o corpo de Cristo, por que não quebraram o silêncio e contaram a verdade, já que encararam a morte em virtude da crença que tinham em Cristo? Eles poderiam ter dito; "Nós roubamos o corpo", ou "É tudo mentira". Tudo o que tinham a dizer era: "Vou lhes dizer onde está o corpo de Cristo!" Mas isso não aconteceu. Os apóstolos não apenas deram seus testemunhos como morreram por isto. Ao olharmos ao longo da tradição e história da igreja, cada apóstolo (com a exceção de João) sofreu uma morte terrível e dolorosa, pois confessou a verdade acerca da ressurreição de Cristo.

De qualquer modo, a crença em Cristo não é uma questão de acúmulo de provas. Muitas pessoas viram Jesus Cristo depois da ressurreição e ainda assim não acreditaram (veja, por exemplo, Mateus 28.1-15). A crença em Jesus se baseia na fé. Você pode dizer: Mostre-me e eu acreditarei. Para todos os efeitos práticos, Deus diz: "Creia e eu te mostrarei." Dê um passo de fé e Deus facilmente irá ao seu encontro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário