quarta-feira, 15 de junho de 2011

Na Presença de Deus

"Depois de ter bradado novamente em alta voz, Jesus entregou o espírito. Naquele momento, o véu do santuário rasgou-se em duas partes, de alto a baixo. A terra tremeu, e as rochas se partiram." (Mateus 27: 50-51)

Eu amo o fato de que Deus sempre escuta quando um cristão se aproxima dele. Esta verdade existe por causa do que Cristo conquistou na cruz. A Bíblia nos diz que depois que Jesus entregou Seu espírito sobre a cruz, o véu do templo se rasgou de alto a baixo (veja Mateus 27:51). O véu era o que separava o resto do templo de um santuário interno, local também conhecido como santo dos santos. Um fato interessante é que o véu foi rasgado não de baixo para cima, como se uma pessoa tivesse rasgando, mas de cima para baixo, porque Deus estava rasgando ele.

Quando Deus rasgou o véu em dois, Ele estava essencialmente dizendo: "Até aqui vocês não podiam entrar no santo dos santos e aproximar-se de mim, mas agora eu rasguei o véu, porque o meu filho, o Cordeiro de Deus, é o sacrifício final. Vocês não precisam mais de um sumo sacerdote na terra, não precisam mais de sacrifícios de animais. Eu criei um caminho direto para vocês através da morte do meu filho.” Infelizmente, essa idéia se virou de cabeça para baixo em nossas mentes. De alguma forma, achamos que temos de realizar boas obras para ganhar a aprovação de Deus e então nos aproximarmos dEle. Quando falhamos e caímos em pecado nós pensamos: "Ih, não posso chegar a Deus agora, Ele nunca iria me ouvir."

Os cristãos devem compreender que a morte e ressurreição de Jesus é o que permite nos aproximarmos de Deus. Não há nada que possamos fazer para merecer a aprovação de Deus. Da mesma forma, não podemos fazer nada para negar acesso a Deus, a menos que permaneçamos em nosso pecado. Contudo, se reconhecemos o nosso pecado, nos voltamos para Deus e pedimos o Seu perdão, podemos sempre entrar em Sua presença, a qualquer momento do dia ou da noite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário