terça-feira, 28 de junho de 2011

Comunicando o Evangellho

"Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna." (João 3:16)

O maior exemplo de comunicador do evangelho na Bíblia não é outro senão Jesus Cristo. Ele não é só Deus. Ele não é só o nosso Salvador. Ele foi também o perfeito exemplo de comunicação. Ele moldou a forma de se comunicar. E você pode ler história atrás de história nos Evangelhos acerca de como Jesus se aproximou de pessoas e como Ele falou com elas.

Na verdade, é importante notar que algumas das declarações mais profundas de Jesus aconteceram durante conversas. Um famoso versículo bíblico que amamos citar aconteceu em uma conversa cara-a-cara com um homem religioso conhecido como Nicodemos (veja João 3:9). Mas o que se percebia em Jesus é que Ele adaptava sua comunicação para o povo com o qual falava. Jesus ajustava o que pretendia falar, dependendo da necessidade da pessoa e de sua situação na vida.

Muitas vezes as pessoas, quando compartilham a sua fé, comportam-se como computadores pré-programados. Elas repetem sempre a mesma coisa para cada pessoa, com um tipo de olhar vidrado. Não é de se admirar que a pessoa com quem estejam falando pense que são fanáticos religiosos e imediatamente as rejeite.

Esse certamente não foi o exemplo que Jesus nos deu. Ele dedicou tempo às pessoas. Ele teve tempo para compreendê-las. Jesus também possuía algo que é desconhecido para muitos cristãos de hoje: tato. A palavra tato foi definida como o conhecimento intuitivo de se dizer a coisa certa no momento certo. E é por isso que precisamos tentar avaliar a situação e pedir que Deus nos dê sabedoria na medida em que buscamos atingir pessoas com o evangelho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário