quarta-feira, 18 de maio de 2011

Mantendo o Ritmo

"Prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus." (Filipenses 3:14)

Eu ouvi falar de um homem que fez algumas promessas de Ano Novo. Em 2001, ele disse: "Não ficarei chateado quando Sam e Charlie fizerem piadas sobre a minha careca." Em 2002, disse: "Eu não vou ficar chateado quando o Charlie e Sam zombarem de mim por causa da minha peruca." Então, em 2003, prometeu: "Eu não vou perder a paciência quando Charlie e Sam riem de mim por usar uma cinta." Em 2004, "Eu não vou mais falar com Charlie e Sam". Conforme os anos passaram, ele mudou suas promessas.

Nós ajustamos nossas promessas conforme o tempo passa porque somos incapazes de mantê-las. Mas nós não precisamos de uma promessa de Ano Novo. Precisamos de uma promessa espiritual, a qual é encontrada nas Escrituras. Em Filipenses 3, o apóstolo Paulo nos ajuda a entender quais deveriam ser nossas prioridades. Em mais de uma ocasião ele usou metáforas esportivas para descrever a vida cristã. Nesta passagem, ele a compara ao ato de correr uma corrida, mas precisamos entender que esta não é uma corrida de 100m rasos. É uma corrida de longa distância. É por isso que temos que manter o ritmo.

Não importa se você manteve o primeiro lugar até a nona volta de uma corrida de dez voltas. O que importa é a 10ª volta. Quem cruzar a linha de chegada em primeiro lugar é o vencedor. O problema é que muita gente tem um relacionamento "iô-iô" com Deus: para cima e para baixo. Ou estão experimentando "o topo da montanha" ou estão espiritualmente no "fundo do poço". Precisamos de coerência espiritual. E precisamos da ajuda de Deus para ficar com ele. Se quisermos vencer a corrida da vida, então temos de aprender a manter o ritmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário