quinta-feira, 12 de maio de 2011

Chorar com os que Choram

"Levando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se. Disse-lhes então: 'A minha alma está profundamente triste, numa tristeza mortal. Fiquem aqui e vigiem comigo'". (Mateus 26:37-38)

O triunfo final observado no Calvário foi primeiro realizado em oração sob as velhas oliveiras do Getsêmani. Assim como naquele lugar azeitonas eram prensadas para se fazer o azeite, também o Salvador lá foi esmagado para dar Sua vida por nós. Lá naquele jardim, Jesus disse a Pedro, Tiago e João: - "Fiquem aqui e vigiem comigo" (Mateus 26:38). Jesus quiz compartilhar com eles aquele momento sagrado de sua vida e lhes pediu para ficarem lá com ele. Cristo não disse: - "Fiquem aqui e me expliquem porque isso está acontecendo." Ele não precisava disso. Jesus não pediu qualquer explicação. Ele simplesmente pediu para seus amigos rezarem com ele.

Esse pedido de Cristo nos ensina que quando uma pessoa está sofrendo, uma das melhores coisas que podemos fazer por ela é simplesmente estar junto e orar com ela. Nós temos a mania de querer respostas para tudo. Porém, muitas vezes a melhor coisa que podemos fazer por alguém é apenas ficar junto. Precisamos seguir os ensinamentos do apóstolo Paulo e: "chorar com os que choram" (Romanos 12:15).

No livro de Jó, lê-se uma horrível seqüência de acontecimentos na vida de um homem de Deus. Jó perdeu sua família, seus bens e perdeu até a sua saúde. A Bíblia diz que vieram amigos para consolá-lo durante este período de grande dificuldade. Eles não disseram uma palavra sequer por sete dias. Eles só estavam lá, chorando com Jó. No Jardim do Getsêmani, Jesus deu o maior exemplo sobre como consolar um amigo que sofre: - "Fique aqui e vigie comigo".

Nenhum comentário:

Postar um comentário