quarta-feira, 27 de abril de 2011

As Pequenas Coisas

"Não sabem que, quando vocês se oferecem a alguém para lhe obedecer como escravos, tornam-se escravos daquele a quem obedecem: escravos do pecado que leva à morte, ou da obediência que leva à justiça?" (Romanos 6:16)

Quando eu era garoto, eu colecionava cobras. Eu pensava que elas eram legais e as tive em todos os tipos e tamanhos. Eu conheci um homem que colecionava cobras venenosas e trabalhou em um tipo de jardim zoológico. Eu realmente o admirava. Ele havia sido mordido por uma cobra-tigre que é a cobra mais venenosa na Terra, pior que qualquer outra. Este homem sobreviveu à picada, porque ele tomava soro e tinha desenvolvido uma imunidade ao veneno da cobra-tigre. Como resultado, este homem basicamente pensou que era indestrutível, que cobra alguma jamais iria derrubá-lo. Ele realmente tinha cobras cujas presas não haviam sido retiradas à solta em sua casa. Um dia em sua casa, ele foi mordido por uma cobra e não percebeu até mais tarde, quando sua perna começou a inchar. Ele foi levado às pressas para o hospital e morreu. Este homem pensou que, porque ele tinha sobrevivido à mordida de cobra-tigre, ele não precisaria se preocupar com cobras. Isso foi a sua ruína.

Muitas vezes são as pequenas coisas que nos derrubam. Alguns cristãos pensam: "Posso lidar com isso. Eu sou forte. Eu nunca vou cair." Mas precisamos ser cuidadosos. Quando nos sentimos mais seguros de nós mesmos, quando pensamos que a nossa vida espiritual é a mais forte, nossa doutrina é a mais sólida, nossa moral é a mais pura, devemos estar mais atentos e mais dependentes do Senhor. Às vezes, o cristão fraco não está em perigo tão grande como o mais forte, porque as nossas virtudes mais fortes podem ser nossas maiores vulnerabilidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário