quarta-feira, 16 de março de 2011

O Perigo da Falta de Oração

"Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida." (Tiago 1:5)

O primeiro relato bíblico de uma oração de Jacó está em Gênesis 32:9-16. Até então, sete capítulos de Gênesis trataram da vida de Jacó, sem menção de oração da sua parte. Isso me fez questionar se Jacó, antes disso, já havia orado alguma vez. É possível que sim, mas a Bíblia não menciona especificamente isto. Pode ter sido a falta de oração e a falta de dependência em Deus que o fizeram sentir como se tivesse que manipular suas circunstâncias.

Foi louvável Jacó ter buscado a Deus, e existem algumas coisas boas na oração que ele fez. Ele reconheceu o Deus de Abraão e Isaque como o Deus verdadeiro. Ele confessou sua indignidade. Ele levou sua petição ao Senhor. Mas teria sido melhor se ele tivesse dito: "Senhor, o que devo fazer agora?" Em vez disso, ele orou e fez seus planos. Em outras palavras, ele decidiu o que iria fazer e então pediu a Deus para abençoá-lo.

Isso não lembra nós mesmos? Nós fazemos o nosso plano e, em seguida, pedimos a Deus que o abençoe. Mas isso não significa realmente orar sobre algo. Ao contrário, deveríamos orar dizendo "Deus, dê-me a sabedoria de sua Palavra e do povo de Deus que vai me orientar biblicamente. Ajuda-me a fazer a coisa certa." Porém Jacó não fez isso. Ele queria o que era certo, mas fez isso da maneira errada.

Deus ajuda aqueles que não são capazes de se ajudar. Isto é o que Jacó precisava compreender. Vamos aprender a buscar a vontade de Deus ao invés de ignorá-la.

Um comentário:

  1. As vezes nos momentos que mais precisamos de Deus nos esquecemos dEle. E preciso prestar muita atenção nisso, para que não aconteça.

    ResponderExcluir