terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Distinção Importante do Discipulado

"Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo" (Mateus 28:19)

O que significa ser discípulo? Certamente precisamos saber a resposta para essa pergunta. Afinal, Jesus nos disse "Ide e fazei discípulos de todas as nações..."

Mas como poderemos fazer discípulos se nós mesmos não formos discípulos?

As qualificações do discipulado são diferentes das daqueles que estão simplesmente chegando à fé? Creio que a resposta seja sim. 

Em primeiro lugar, Jesus nos diz que, se quisermos ser Seus discípulos, devemos negar a nós mesmos. Esta é uma questão fundamental. Nós temos uma escolha na vida: podemos viver para nós mesmos ou podemos negar a nós mesmos. Podemos ignorar a cruz, ou podemos aceitá-la e segui-Lo.

A grande barreira ao ser um discípulo de Jesus Cristo se resume em uma palavra: eu. Auto-obsessão não é algo exclusivo para a nossa geração, embora a Bíblia nos diga que, nos últimos dias, as pessoas seriam amantes de si mesmas e dos prazeres mais do que amantes de Deus (veja 2 Timóteo 3:1-5).

Certamente estamos vivendo um momento de grande auto-obsessão. No entanto, podemos encontrar suas raízes voltando ao Jardim do Éden. Quando Satanás veio falar com Eva, ele basicamente apelou à natureza egoísta dela.

É por isso que Jesus disse: "Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me." (Mateus 16:24). Jesus não disse: "Ame a si mesmo." Ele não disse: "Tenha uma auto-imagem positiva." Ele disse: "Negue-se a si mesmo." 

Portanto é isso que devemos fazer, pois é o que fica no caminho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário