sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Agentes Secretos de Deus

"Os anjos não são, todos eles, espíritos ministradores enviados para servir aqueles que hão de herdar a salvação?" (Hebreus 1:14)

Não se enganem quanto a isto: os anjos estão ativamente envolvidos na vida do povo de Deus e nos assuntos dos homens de uma forma geral.

Uma coisa sobre a presença dos anjos em nossas vidas que podemos não estar cientes é que eles fazem seu trabalho corretamente.

Anjos geralmente operam à paisana. O mundo deles é repleto de seres espirituais poderosos, inteligentes. Os anjos são invisíveis e permanecem assim durante a maior parte do tempo, excetuando-se algumas ocasiões muito raras.
Nas Escrituras podemos ver que Deus, às vezes, veste anjos com a forma humana.

Os anjos são agentes secretos de Deus. Não chamam atenção para si mesmos, mas fazem o serviço de Deus. Eles têm um trabalho e ministério específicos na vida do cristão.

Isso certamente nos dá esperança nesses tempos conturbados e perigosos em que vivemos. Quando pensamos em tanta violência, caos e perigo que há no mundo de hoje, é reconfortante saber que os anjos de Deus estão  nos observando.

Os anjos não podem ajudá-lo a encontrar um lugar no estacionamento, mas saiba que eles são agentes secretos de Deus, poderosos e eficazes em fazer a obra que Ele os chamou para fazer.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

E o Jumento Falou

"Então o Senhor abriu os olhos de Balaão, e ele viu o anjo do Senhor parado no caminho, empunhando a sua espada. Então Balaão inclinou-se e prostrou-se, rosto em terra." (Números 22:31)

Balaão, basicamente um profeta de aluguel, estava a caminho para fazer algo que era contrário à vontade de Deus. 

Enquanto montava num burro para ir fazer o que Deus lhe dissera para não fazer, um anjo do Senhor, segurando uma espada, interveio. Balaão não viu o anjo, mas o seu jumento o viu, e ele se recusou a passar pelo anjo. 

Neste momento aconteceu uma coisa incrível: o Senhor abriu a boca do jumento, para que ele pudesse falar. Mas o que é mais surpreendente para mim é que Balaão respondeu e começou a discutir com o animal! Penso que o burro estava ganhando a discussão. 

Enquanto isso, o anjo ainda estava ali, bloqueando o caminho de Balaão. Então o Senhor abriu os olhos de Balaão e ele viu o anjo do Senhor, de pé, na estrada, com a espada desembainhada. Balaão inclinou-se e prostrou-se com o rosto em terra. Agora ele estava pronto para ouvir. Agora, ele estava disposto a prestar atenção à direção que o Senhor tinha para ele. 

Muitas vezes não percebemos e não temos os nossos olhos abertos para ver os anjos do Senhor que estão ao nosso redor para nos guiar, nos proteger e bloquear o nosso caminho quando tentamos ir contra a vontade de Deus. 

Não devemos argumentar. Em vez disso, devemos prestar atenção ao caminho que nosso Senhor nos mostra.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Por Que Orar?

"Então Jesus contou aos seus discípulos uma parábola, para mostrar-lhes que eles deviam orar sempre e nunca desanimar." (Lucas 18:1)

Se Deus sabe do que precisamos antes de pedirmos a Ele, por que devemos nos preocupar em orar? Se Deus vai fazer o que Ele quer fazer e Ele sabe o que vai fazer, por que incomodá-lo orando? 

Em primeiro lugar, devemos orar porque Jesus nos mandou fazer isto. Será que precisamos de uma razão melhor do que esta? Jesus disse: "Os homens devem sempre orar e não desanimar" (Lucas 18:1). Isso para não mencionar as bênçãos de ver nossas orações atendidas, como a salvação de um ente querido, uma cura divina ou uma graça maravilhosa. 

Se Jesus nos mandou orar, vamos fazê-lo. 

Em segundo lugar, devemos orar, porque esse é o caminho apontado por Deus para a obtenção das coisas. Deus trabalha em nossas vidas através da oração. Tiago 4:2 nos diz: "Vocês cobiçam coisas, e não as têm; matam e invejam, mas não conseguem obter o que desejam. Vocês vivem a lutar e a fazer guerras. Não têm, porque não pedem." Isso significa que pode haver coisas que Deus quer nos dar e que ainda não são nossas pois especificamente não foram pedidas. 

Terceiro, devemos orar porque através da oração, podemos superar nossa ansiedade e preocupação. A Bíblia diz: "Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus." (Filipenses 4:6). Quando somos tentados a nos preocupar, devemos orar. 

Por fim, a oração é uma das maneiras em que fazemos nossa preparação para o retorno de Cristo. Jesus disse: "Olhai, vigiai e orai; porque não sabeis quando chegará o tempo." (Marcos 13:33). Então ore em antecipação ao retorno do Senhor. 

Por que não colocar essas coisas em prática hoje?

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

As Leis Inquebráveis de Deus

"Agora que já se ouviu tudo, aqui está a conclusão: Tema a Deus e guarde os seus mandamentos, pois isso é o essencial para o homem." (Eclesiastes 12:13)

Acredito que uma das razões do grande sucesso dos Estados Unidos em seus mais de 200 anos de história, encontra-se em suas origens: o fato de que os fundadores ergueram o país em cima da crença nas Escrituras e nos Dez Mandamentos.

Conforme disse James Madison, o quarto presidente americano: "Baseamos o futuro deste país em nossa capacidade de nos governarmos sob os princípios dos Dez Mandamentos".

Claro que isso está muito longe do que se vê hoje em dia, mas ainda precisamos desesperadamente dos Dez Mandamentos, seguindo-os de forma mais rigorosa que nunca.

Vamos aceitar a verdade desses mandamentos; ou; então; lutar contra eles como nação e como indivíduos. E, se a escolha for pela segunda hipótese, colheremos os resultados inevitáveis.

Como disse Vance Havner certa vez: "Não dá para quebrar as leis de Deus. Dá para você se quebrar contra elas. Ir contra as leis de Deus é como tentar atacar Gibraltar com uma espingarda de rolha. Dá para pular de um arranha-céu, mas não dá para quebrar a lei da gravidade. Você quebra o pescoço, mas não a lei da gravidade".

Ele tem razão. Não dá para quebrar as leis de Deus, mas dá para se quebrar indo contra elas.
Você pode enfrentar essas verdades e dizer: "Isso não se aplica a mim, eu vivo como eu quiser".
Ou então, pode perceber a sabedoria de Deus ao nos dar esses mandamentos.
A escolha é sua. Você pode fazer do jeito fácil, ou do jeito difícil.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Para Um Longo Prazo

"Cria em mim um coração puro, ó Deus, e renova dentro de mim um espírito estável." (Salmos 51:10)

Se você é casado, ainda deve lembrar-se de quando conheceu sua esposa e como provavelmente teve a sensação de um frio na barriga, ou até mesmo alguma perda de apetite. Lembra-se de como você se sentia nervoso quando ela estava por perto? Você queria causar sempre a melhor impressão, não é mesmo?

É bom que você saiba que essas emoções não vão durar pra sempre no seu casamento. Isto não quer dizer que você não vá ter um amor profundo e apaixonado que vai crescer continuamente. Isto quer dizer apenas que você não terá pra sempre aquele friozinho na barriga que tinha no início do relacionamento.

É parecido a dirigir um carro. Existe o amor que nos junta, como uma uma explosão que liga o motor. Em seguida, vem a condução real do carro, o que significa que agora você precisa entender o que é o verdadeiro amor.

O problema é que algumas pessoas não entendem isso. Pensam que quando essa excitação emocional deixar de existir todos os dias, é porque o amor acabou, que já não funciona mais.

Alguns dizem: "Acho que temos diferenças irreconciliáveis​​", "então vamos simplesmente nos divorciar." Em seguida, entram em outro relacionamento, com as mesmas falsas expectativas, porque não têm a menor ideia do que seja o verdadeiro amor.

A paixão nos une num primeiro momento. E então, com o tempo, ela se aprofunda, cresce e se transforma naquilo que é o verdadeiro amor.

Da mesma forma, precisamos amadurecer em nosso relacionamento com Deus. É mais do que uma viagem de sentimento. É também um caminho de fé. Portanto, temos de aprofundar o nosso amor por Deus, porque estamos nele para o longo prazo. E queremos terminar esta corrida também.
Link para o texto original

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Ele Nos Deu Um Conselheiro

“E eu pedirei ao Pai, e Ele lhes dará outro Conselheiro para estar com vocês para sempre.” (João 14:16)

Há um monte de mal-entendidos sobre o Espírito Santo hoje em dia. Podemos ligar a TV num programa "cristão" e ver algumas coisas bizarras acontecendo em nome do Espírito Santo. Mas esse é realmente o Espírito Santo?

Alguns de nós podem olhar para estas coisas e dizer: "Eu não sei se quero isso em minha vida. Isso me assusta." OK, OK, isso me assusta também.

A boa notícia é que essa não é obra do Espírito Santo. Pelo contrário, é uma deturpação d'Ele.
Por isso é importante obter-se uma compreensão bíblica do Espírito Santo.

Jesus se refere ao Espírito Santo como um conselheiro. É uma tradução da palavra grega Parákletos (Paráclito), que significa: "alguém que o acompanha para aconselhar."

Durante os dias em que Jesus andou nessa terra, Seus discípulos tiveram o grande privilégio de falar com Ele pessoalmente e ouvi-Lo. Mas, em seguida, Ele subiu ao céu.

Jesus prometeu a Seus discípulos (e praticamente a todos os Seus seguidores naquele mesmo dia) que Ele os conduziria a partir daquele momento de uma forma totalmente nova. Isso ocorreria por meio do Espírito Santo:

"E eu pedirei ao Pai, e ele lhes dará outro Conselheiro para estar com vocês para sempre, o Espírito da verdade. O mundo não pode recebê-lo, porque não o vê nem o conhece. Mas vocês o conhecem, pois ele vive com vocês e estará em vocês." (João 14:16-17).

O Espírito Santo de Deus quer aconselhá-lo. Ele está aí para você. Ele quer fazer uma obra maravilhosa em sua vida. E Ele vai permanecer com você para sempre.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

As Orações do Espírito Santo

"Da mesma forma o Espírito nos ajuda em nossa fraqueza, pois não sabemos como orar, mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis." (Romanos 8:26)

Já lhe aconteceu de estar profundamente preocupado com algo ou com alguém, mas de você não saber pelo que orar? "O que posso dizer?" você imagina. "Eu não sei como articular isso." 

Você sabia que, muitas vezes, as melhores orações são as mais curtas e mais simples? 

Poderíamos pensar, Deus gosta de orações enfeitadas, longas. Quanto mais extensa elas são, mais impressionado Deus ficará. Mas, eu não penso exatamente assim. 

Jesus falou sobre os Fariseus que amavam fazer longas orações. Ele disse: "Eles pensam que por muito falarem serão ouvidos. Não sejam iguais a eles, porque o seu Pai sabe do que vocês precisam, antes mesmo de o pedirem." (Mateus 6: 7-8).

Às vezes, vamos dizer a Deus: "Senhor, eu quero orar por esta situação. Hum, bem, hum...". Queremos orar, mas não sabemos como articular. Pode não ser nada mais do que um resmungo ou um gemido. 

Mas Deus entende esta oração. Se você tem uma bela oração para orar ou se não sabe o que dizer, apresente-a a Deus, e o Espírito Santo irá ajudá-lo.

De acordo com Romanos 8:26, "O Espírito nos ajuda em nossa fraqueza." O Espírito Santo nos ajuda a orar. 

Lembre-se de tudo o que Deus fez por você e tudo o que Ele faz por você. Ele salvou você. Seu Espírito Santo habita em você. Ele lhe assegura. Ele lhe ensina. E Ele lhe ajuda a orar. 

Então, vamos nos entregar a Ele. Vamos abrir os nossos corações para a obra que Ele quer fazer em nossas vidas.
Link para o texto original