quinta-feira, 3 de dezembro de 2020

Zelar Antes de Compartilhar

"Indo Filipe para uma cidade de Samaria, ali lhes anunciava o Cristo" (Atos 8:5)

Outro dia eu ouvia uma rádio cristã em que alguém dizia ter inventado novas formas de iniciar conversas a fim de direcionar o diálogo para o evangelismo - pequenas coisas inteligentes que podemos dizer para fazer uma pessoa se interessar em ouvir o evangelho.

Isso é bom, mas nada disso importa se não nos importamos com as pessoas. As pessoas podem avaliar se realmente nos importamos com elas (até os cachorro podem). E as pessoas sabem se estamos compartilhando com elas por sinceridade ou por mero senso de dever.

Filipe tinha um coração para não cristãos. Lemos no livro de Atos que Filipe, junto com Estevão e outros, foram chamados para serem diáconos na igreja. Estevão foi martirizado e Saulo de Tarso começou a atacar os cristãos, então eles se espalharam. E para onde foi Filipe? Ele foi para Samaria.

Isso é significativo porque Filipe era judeu. Os judeus odiavam os samaritanos e os samaritanos odiavam os judeus. Eles tiveram um conflito que nunca acabou, que foi transmitido de geração em geração. Mesmo assim, Filipe foi para Samaria. Ele foi para essas pessoas, os intocáveis, com os quais um judeu normalmente jamais teria uma conversa, muito menos gostaria de alcançá-los.

Se quisermos ser comunicadores eficazes do evangelho, precisamos estar dispostos a ir até pessoas que são diferentes de nós. Tendemos a querer ficar perto de pessoas que são como nós, pessoas que se parecem conosco, falam como nós e têm os mesmos interesses que nós.

Você está disposto a deixar a sua zona de conforto e ir para uma pessoa completamente diferente de você, com a mensagem do evangelho? Todos precisam de Jesus. Que Deus nos dê um senso de compaixão pelas pessoas que ainda não conhecem o Senhor.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

Ainda Tão Longe Para Ir

"Sabemos que a lei é espiritual; eu, contudo, não o sou, pois fui vendido como escravo ao pecado"(Romanos 7:14)

Quando comecei a perder meu cabelo por volta dos 30 anos, comecei a encontrar maneiras criativas de adiar o inevitável. Um dia um amigo meu, que também é careca, tirou o chapéu. “Verifique isso”, disse ele, mostrando-me sua nova peruca. “O cara que fez isso é muito bom.”

Algumas semanas depois, minha peruca chegou. Foi bom no que diz respeito a apliques. Mas quando eu a coloquei, eu me senti muito estúpido. Eu simplesmente não conseguia começar a usá-la.

A autora Peggy Noonan descreveu a peruca como "uma mentira sobre a sua cabeça". Essa definição é muito precisa. Não acho que nenhum de nós queira uma mentira sobre as nossas cabeças ou em qualquer outra área de nossas vidas. Queremos ser honestos. Não queremos ser hipócritas.

As pessoas são rápidas em usar o termo hipócrita quando vêem alguma inconsistência na vida de um cristão. Mas vamos entender o que é um hipócrita. Um hipócrita é alguém que tenta parecer algo que não é. Não alguém que acredita em algo e não consegue viver de acordo com isso.

Acreditar em algo e ficar aquém disso não nos torna hipócritas; isso nos torna humanos. Somos pessoas imperfeitas tentando servir a um Deus perfeito, e todo crente falha.

Até mesmo o grande apóstolo Paulo fez esta admissão sincera em Romanos 7:15,17: "Não entendo o que faço. Pois não faço o que desejo, mas o que odeio. [...] Neste caso, não sou mais eu quem o faz, mas o pecado que habita em mim.”

Quanto mais avançamos na vida cristã, percebemos o quanto mais devemos ir além. E quanto mais eu cresço espiritualmente, mais descubro o quanto ainda preciso crescer.

terça-feira, 1 de dezembro de 2020

Subordinado à Liderança do Senhor

"Um anjo do Senhor disse a Filipe: 'Vá para o sul, para a estrada deserta que desce de Jerusalém a Gaza'" (Atos 8:26)

Imagine se Deus viesse até você um dia e dissesse: “Vá para Salitre, na região do cariri cearense (Brasil), e eu lhe direi o que fazer depois.”

No livro de Atos, é basicamente assim que Filipe sentiu quando um anjo do Senhor falou com ele e disse: “Vá para o sul, para a estrada deserta que desce de Jerusalém a Gaza” (Atos 8:26)

Com muita facilidade Felipe poderia ter argumentado e dito: “E fazer o quê? Pregar para os lagartos? Está muito quente, até para eles. Você quer que eu deixe este lugar de avivamento onde o Espírito Santo está sendo derramado e onde milagres estão sendo realizados, para que eu vá para o meio de um deserto? Para fazer o que?"

Mas Felipe não discutiu. A Bíblia nos diz: “Então ele se levantou e partiu” (versículo 27). Teria sido compreensível se Filipe tivesse questionado essa ordem ou fosse como Jonas que, quando lhe foi dito para ir a Nínive pregar a palavra do Senhor, pegou um barco na direção oposta. Felizmente, para crédito de Felipe, ele foi para o deserto.

O anjo não disse a Filipe o que aconteceria quando ele chegasse lá. Ele não tinha um projeto detalhado. Ele estava sendo conduzido com um passo de cada vez. O caminho de Deus se torna claro quando começamos a andar nele. A obediência à verdade revelada garante orientação em questões não reveladas.

Se quisermos levar outros a Cristo, precisamos estar abertos e obedientes à liderança do Espírito Santo. O Senhor mostrou a você algo a ser feito? Então faça. Porque há um tempo para esperar e há um tempo para andar. Há tempo para semear e tempo para colher.

segunda-feira, 30 de novembro de 2020

A Principal Forma de Deus Alcançar as Pessoas

"Vocês me procurarão e me acharão quando me procurarem de todo o coração" (Jeremias 29:13)

Cornélio era um centurião que vivia em Cesareia, uma colônia romana em Israel. Um centurião era um oficial romano que comandava um grupo de cem soldados. Apenas alguns homens eram qualificados para isso. O historiador romano Políbio descreveu os centuriões como líderes naturais conhecidos por sua firmeza e confiabilidade no campo de batalha. Cornélio era assim: disciplinado, responsável e corajoso. 

Talvez ele tenha sido ensinado a adorar deuses romanos, que em sua maioria eram deuses da Grécia antes de ser conquistada por Roma; ou a adorar César como deus. Mas por estar perto de judeus, Cornélio deu dinheiro aos pobres e orou ao Deus de Israel. 

Embora não fosse judeu, ele clamou a Deus. E porque Cornélio estava realmente buscando a Deus, o Senhor lhe enviou um anjo. Este anjo o instruiu a chamar Pedro, que veio compartilhar o Evangelho.

Mas por que não foi o anjo quem evangelizou Cornélio? Porque o trabalho dos anjos não é pregar; eles apenas trabalham nos bastidores, ao comando do Senhor.

A principal forma de Deus alcançar as pessoas é através de pessoas. Como Romanos 10:14 diz: “Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram falar? E como ouvirão, se não houver quem pregue?"

Pedro era o homem que Deus queria usar para falar com Cornélio. Pedro pregou, Cornélio veio à fé em Jesus Cristo, o Espírito Santo foi derramado sobre todos aqueles que ouviram a Pedro, e o Evangelho veio ao mundo gentio.

sexta-feira, 27 de novembro de 2020

O Que Deus Convida Todos os Crentes a Fazer

"Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram falar? E como ouvirão, se não houver quem pregue?" (Romanos 10:14)

Um tempo atrás, eu estava conversando com um entrevistador sobre meu livro Lost Boy (Garoto Perdido). Ele disse: "Você parece muito à vontade quando fala. Deve ser fácil para você."

"Nada mais distante da verdade", eu lhe disse. "Antes de ser cristão eu não era alguém que falasse em público."

Quando estava no colégio, lembro que certa vez, numa aula, mandaram-nos fazer um discurso improvisado de cinco minutos perante os outros alunos. Tinham-me dado como tema uma frase da Guerra de Independência: "Não atire antes de ver o branco dos olhos deles." Eu não tinha lido a frase antes, então não fazia ideia do que ela significava. Fiquei na frente da turma, paralisado de medo. Minha boca secou e minha mente deu branco. Tirei zero na tarefa.

Eu não falava em público nessa época. Mas depois que cheguei à fé em Jesus Cristo percebi que o melhor jeito de ajudar as pessoas a crer era pela comunicação verbal, fosse falando perante um grupo ou com uma pessoa individualmente. Descobri que a questão não era eu. A questão não era eu estar ou não à vontade; a questão era obedecer ao Senhor.

O principal jeito de Deus buscar os que ainda não O conhecem é a comunicação verbal. Romanos 10:14 diz: "Como crerão naquele de quem não ouviram falar? E como ouvirão, se não houver quem pregue?" Esse último "quem" devíamos ser eu e você.

Você já conduziu alguém ao Senhor? A "Grande Comissão" foi dada a todo cristão. Somos todos chamados a compartilhar o evangelho. Todos temos um papel a desempenhar. Deus escolheu usar as pessoas, como os principais comunicadores da Sua verdade.

quinta-feira, 26 de novembro de 2020

Mais do Que um Vislumbre Passageiro

"Entre os que tinham ido adorar a Deus na festa da Páscoa, estavam alguns gregos. Eles se aproximaram de Filipe, que era de Betsaida da Galileia, com um pedido: 'Senhor, queremos ver Jesus'"  (João 12:20-21)

Se você tivesse visitado a Grécia antiga e dito que acreditava em Deus, teriam lhe perguntado qual era o nome dele. Os gregos acreditavam em vários deuses. Naquela época, dizia-se que era mais fácil encontrar um deus em Atenas do que um homem.

No entanto, a Bíblia nos diz que havia “certos gregos” em Jerusalém para a Páscoa que estavam procurando por Jesus. Havia líderes religiosos que o procuravam para matá-lo. E outros que procuravam um Jesus diferente, que se encaixasse em seus moldes. Mas também havia pessoas identificadas como "certos gregos" e parece que essas pessoas o procuravam pelos motivos certos.

Naquela época, Roma havia conquistado a Grécia e foi muito beneficiada com essa conquista. Os gregos eram famosos por sua incrível filosofia, arquitetura e conhecimento. Na verdade, a cidade de Atenas era um centro intelectual para o mundo.

Mas os gregos, mesmo tão cheios de cultura, estavam insatisfeitos. Aparentemente, suas filosofias, religião e realizações não lhes eram suficientes. E lá estavam eles, dizendo a Filipe: “Queremos ver Jesus.” Uma tradução mais literal dessa declaração seria: "Desejamos ver Jesus." Eles queriam mais do que apenas um vislumbre passageiro; eles queriam realmente vê-lo.

É esse o seu desejo? Você quer ver Jesus? Jesus disse: “'Aqui estou, no livro está escrito a meu respeito; vim para fazer a tua vontade, ó Deus'” (Hebreus 10:7). Não precisamos olhar além de Sua Palavra. Podemos encontrar tudo o que precisamos saber sobre Deus nas páginas das Escrituras.

quarta-feira, 25 de novembro de 2020

Deus, sob Nossos Termos

"Graças ao grande amor do Senhor é que não somos consumidos, pois as suas misericórdias são inesgotáveis" (Lamentações 3:22)

Na Roma antiga, quando um herói conquistador voltava da guerra, ele vinha montado em um jumento. Então, quando Jesus entrou em Jerusalém montado em um jumento e a multidão gritou: "Hosana!" o significado disso não foi esquecido pelos romanos nem pelos judeus.

Os romanos pensavam que Jesus estava agindo como se fosse um herói de guerra que estava voltando. Mas os judeus viram um significado diferente. O profeta Zacarias havia dito sobre o Messias: “Alegre-se muito, cidade de Sião! Exulte, Jerusalém! Eis que o seu rei vem a você, justo e vitorioso, humilde e montado num jumento, um jumentinho, cria de jumenta” (Zacarias 9:9).

Para os judeus, Jesus estava dizendo: “Eu sou o seu Messias”. E para os romanos, Ele estava dizendo: "Eu sou o seu rei." Mas Jesus não veio para conquistar Roma. Ele veio para vencer o pecado e a morte.

A multidão disse: "'Bendito é o que vem em nome do Senhor!' 'Bendito é o Rei de Israel'" (João 12:13). Essas pessoas queriam ver Jesus, mas O queriam nas suas condições: Senhor, queremos que seja o nosso rei vencedor.

Existem algumas pessoas que dizem que desejam Deus em suas vidas, mas O desejam nos seus termos e condições. Essencialmente, elas diriam a Deus: “Olha, Deus, você pode entrar na minha vida. Mas não me diga o que fazer. Eu vou fazer o que eu quiser e do meu jeito. A propósito, Senhor, eu poderia usar a Sua ajuda nesta situação.”

Não funciona assim. Quem somos nós para nos posicionarmos e ditarmos os termos ao Deus Todo-Poderoso? A Bíblia diz: “Graças ao grande amor do Senhor é que não somos consumidos, pois as suas misericórdias são inesgotáveis” (Lamentações 3:22). Todos nós merecemos o Seu julgamento, mas Ele é amoroso e tolerante conosco.