segunda-feira, 24 de julho de 2017

Ele Sabe

"Pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna que pesa mais do que todos eles" (2 Coríntios 4:17)

Deus realmente pode usar perseguições e dificuldades na vida de um cristão. Jesus disse: "Se o mundo os odeia, tenham em mente que antes odiou a mim. Se vocês pertencessem ao mundo, ele os amaria como se fossem dele. Todavia, vocês não são do mundo, mas eu os escolhi, tirando-os do mundo; por isso o mundo os odeia. Lembrem-se das palavras que eu lhes disse: nenhum escravo é maior do que o seu senhor. Se me perseguiram, também perseguirão vocês [...]" (João 15:18-20).

Se você está desencorajado pelo seu sofrimento, por suas dificuldades, aqui estão alguns princípios encorajadores a serem lembrados.

Jesus é eterno. Em Apocalipse 1:17, ele se chama "o Primeiro e o Último". Ele sempre foi e sempre será eterno, e tudo o que está acontecendo com você é temporário quando você crê naquele que é eterno. Você passará toda a eternidade em Sua presença; então, seja lá qual for o seu sofrimento, não vai durar para sempre. Como 2 Coríntios 4:17 nos diz: "Por nossa tristeza, que é apenas por um momento, está produzindo para nós um peso de glória muito maior e eterno".

Jesus sabe sobre o seu sofrimento. Quando você está doente e mal, é bom conversar com alguém que já tenha passado por isso. É encorajador ver que tal pessoa ainda esteja de pé, ainda esteja viva, e o que ela suportou. Tais pessoas são capazes de confortá-lo da mesma forma como foram confortadas. E um dia, você poderá fazer o mesmo por outra pessoa.

Há um começo, há um meio e há um fim para aquilo que você está passando. Mas não vai durar para sempre.

sexta-feira, 21 de julho de 2017

O Grande Problema

"Atente bem para a sua própria vida e para a doutrina, perseverando nesses deveres, pois, fazendo isso, você salvará tanto a si mesmo quanto aos que o ouvem." (1 Timóteo 4:16)

Em Apocalipse 2, Jesus advertiu a igreja de Eféso que havia deixado seu primeiro amor. Podemos nos perguntar: Será que é um grande problema deixar o seu primeiro amor? Não é como se os efésios fizessem algo realmente ruim, como assassinar, roubar ou cometer adultério.

Mas é um grande problema, porque é uma ruptura que mais adiante leva a outras coisas. Se temos uma quebra em uma área de nossas vidas, podemos nos encontrar na direção errada.

Por exemplo, você pode estar na melhor forma externa, mas se você tem uma doença no coração, você tem um problema. O mesmo pode ser verdade em nossas vidas espirituais. Podemos fazer todas as coisas certas externamente e ainda ter um problema de coração. E se houver uma falha em nossos corações, isso afetará todas as áreas de nossas vidas.

Um exemplo perfeito é Davi, o grande rei de Israel. Quando somos apresentados a ele pela primeira vez, ele é um jovem pastoriando suas ovelhas, compondo belas canções de adoração a Deus. Muitas destas são registradas no livro dos Salmos. Foi Davi quem escreveu o Salmo 23: "O Senhor é o meu pastor e nada me faltará." Lemos essas belas canções e vemos que ele tinha um coração focado em Deus. É por isso que a Bíblia o descreve como o doce salmista de Israel e o homem segundo o coração de Deus.

Mas como adorar a Deus no deserto e depois matar um homem e roubar sua esposa? Davi deixou o seu primeiro amor. Simples assim.

Quando você abandona o seu primeiro amor por Deus, quando há esse colapso espiritual, é apenas uma questão de tempo até que outros problemas venham.

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Da Devoção ao Dever


"Conheço as suas obras, o seu trabalho árduo e a sua perseverança. Sei que você não pode tolerar homens maus, que pôs à prova os que dizem ser apóstolos mas não são, e descobriu que eles eram impostores." (Apocalipse 2:2)

O apóstolo Paulo havia advertido aos anciãos da igreja de Éfeso: "Sei que, depois da minha partida, lobos ferozes penetrarão no meio de vocês e não pouparão o rebanho. E dentre vocês mesmos se levantarão homens que torcerão a verdade, a fim de atrair os discípulos" (Atos 20:29-30).

Aparentemente, os presbíteros haviam feito um bom trabalho para manter os lobos à distância e proteger as ovelhas, porque Jesus disse: "Sei que você não pode tolerar homens maus, que pôs à prova os que dizem ser apóstolos mas não são, e descobriu que eles eram impostores. Você tem perseverado e suportado sofrimentos por causa do meu nome, e não tem desfalecido" (Apocalipse 2:2-3).

Mas, apesar dessas grandes qualidades, havia um problema - muito sutil. E Jesus, que anda no meio dos cristãos, identificou-o e disse-lhes a verdade: eles não o amavam mais como antigamente. Eles tinham deixado o seu primeiro amor.

Jesus não lhes disse que perderam o seu primeiro amor. Você não o perde; Você o deixa. Se você perde alguma coisa, você não sabe onde ela está. Por isso, está perdida. Perco coisas o tempo todo, mas deixar é diferente. Se eu deixar algo, sei onde está. Portanto, eu posso voltar. Se eu perder alguma coisa, no entanto, não sei onde ela está.

Então Jesus disse à igreja de Éfeso: "deixaste o teu primeiro amor" (Apocalipse 2:4).

O que isso significa? Sua devoção se transformara em dever. Eles tinham movimento, mas perderam o sentimento. Eles substituíram o trabalho pelo amor, o trabalho pela adoração, e a transpiração pela inspiração. Esses crentes Efésios estavam tão ocupados mantendo a sua separação que negligenciaram a sua adoração.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Verdadeiro Amor de Deus

"Mas conheço vocês. Sei que vocês não têm o amor de Deus." (João 5:42)

O que significa amar a Deus? Existem algumas características de pessoas que realmente amam a Deus.

Primeiro, uma pessoa que ama a Deus quer estar com Ele. Quando você está apaixonado por alguém, gosta de estar com tal pessoa. E quando você estiver andando com Deus, vai querer estar com Ele.

Segundo, uma pessoa que ama a Deus amará as coisas que Ele ama. Sabemos o que Deus ama pelo que Ele declarou em Sua Palavra. Se você ama a Deus, então amará a Sua Palavra. Você vai querer ler a Bíblia. Você também amará as pessoas perdidas, porque amará o que (e quem) Deus ama.

Terceiro, uma pessoa que ama a Deus odeia o que Deus odeia. Deus odeia o pecado e devemos fazer o mesmo. O salmista nos diz: "Odeiem o mal, vocês que amam o Senhor [...]" (Salmo 97:10). O problema é que, às vezes, ficamos fascinados pelo mal. Não se envolva com o mal. Fuja dele.

Quarto, uma pessoa que ama a Deus amará outros cristãos. Lemos em 1 João 3:14: "Sabemos que já passamos da morte para a vida porque amamos nossos irmãos. Quem não ama permanece na morte." Você não pode amar a Deus e odiar seu irmão.

Quinto, uma pessoa que ama a Deus anseia pelo Seu retorno. O apóstolo Paulo aguardava o retorno de Cristo. Ele escreveu: "Agora me está reservada a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amam a sua vinda" (2 Timóteo 4:8).

Você ama a Deus? É isso que amar a Deus realmente significa.

terça-feira, 18 de julho de 2017

Lembre-se do Seu Primeiro Amor

"Contra você, porém, tenho isto: você abandonou o seu primeiro amor." (Apocalipse 2:4)

Se você é casado, lembra quando conheceu seu marido ou esposa? O que você fez? Talvez tenha tentado impressionar, usando seus melhores sapatos, seu melhor perfume... Talvez tenha dito coisas legais e tentado estar em sua melhor versão.

Então as coisas avançaram e vocês começaram a namorar. Passou um tempo e noivaram. E, finalmente, casaram. E aí, como dizem, a lua de mel acabou. E tudo começou a mudar.

Adivinha só? Isso também pode acontecer com a sua relação com Deus. Lembra de quando você entregou a sua vida a Jesus? Como era empolgante o fato de seus pecados terem sido perdoados, aquelas barreiras de amargura terem caído. O vazio em sua vida havia sido preenchido pelo próprio Deus, e você estava transbordando de alegria e paz que excede todo o entendimento. Alguém lhe disse que você poderia orar e agradecer a Deus onde quer que estivesse. Como era empolgante.

Mas as coisas mudaram com o passar do tempo? Você ainda ora... quando se lembra. Você ainda lê a Bíblia... no máximo esporadicamente. Você continua desejando compartilhar a sua fé... mas só quando alguém se aproxima e pergunta sobre as suas crenças.

O que aconteceu? Provavelmente o mesmo que aconteceu à igreja de Éfeso: você está começando a deixar o seu primeiro amor. Já houve um tempo em que você era mais próximo de Deus do que é hoje?

Se você começou a deixar o seu primeiro amor, aqui estão as boas notícias: Como Jesus disse à igreja de Éfeso, "Lembre-se de onde caiu! Arrependa-se e pratique as obras que praticava no princípio" (Apocalipse 2:5), lembre-se, arrependa-se e volte ao lugar onde você estava antes.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Um Amor Eterno

"Eu a amei com amor eterno; com amor leal a atraí." (Jeremias 31:3)

Às vezes podemos pensar que precisamos fazer certas coisas para merecer o amor de Deus. Mas precisamos nos lembrar de que o amor de Deus é constante e persistente. Deus diz: "[...] Eu a amei com amor eterno; com amor leal a atraí." (Jeremias 31:3).

Que contraste, quando comparamos o amor de Deus com o suposto amor de nossa cultura. Nossa cultura ama você quando você é jovem e bonito, mas Deus ama você quando você é velho e não tão belo. Nosso mundo ama você quando você é uma celebridade, mas Deus ama você quando você é um desconhecido, um completo Zé Ninguém. Nosso mundo ama os ricos e poderosos, mas Deus ama os pobres e fracos. Nosso mundo ama o extraordinário, mas Deus ama o comum — gente como você e eu.

E Deus demonstrou esse amor por nós de um modo palpável. Jesus disse: "Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos" (João 15:13). Jesus, mostrando Seu amor, morreu por nós. Lemos em Apocalipse 1:4-5: "[...] Graça e paz seja convosco da parte daquele que é, e que era, e que há de vir, e da dos sete espíritos que estão diante do seu trono; E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dentre os mortos e o príncipe dos reis da terra. Àquele que nos amou, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados."

Note o uso do tempo pretérito, que significa que isso já aconteceu. Se você tiver posto sua fé em Cristo, Deus lhe perdoou de todo mal que você já fez, através de Jesus Cristo. Ele amou você. E Ele sempre amará você.

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Praticamente Feito

"Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça" ( 2 Timóteo 3:16)

Estou impressionado com a forma pela qual as pessoas se preocupam com algo como o calendário maia ou ouvem algum profeta ou guru autoproclamado, mas negligenciam a Bíblia, que tem previsto o futuro não uma vez, nem duas vezes, mas centenas de vezes, com 100% de precisão.

Para Deus, que vive na eternidade, não há um ontem nem um amanhã. É tudo contínuo para Ele. Deus pode olhar o futuro como você e eu podemos observar o passado - só que com mais precisão ainda. Deus tem uma lembrança perfeita, e Ele tem uma visão perfeita. Então, quando Ele diz que algo vai acontecer, é como se, em certo sentido, já tivesse acontecido. Amanhã é como ontem para Deus.

Então, quando Deus dá uma previsão sobre o futuro, não é como se Ele estivesse indo para algum tipo de limbo. Já é um fato estabelecido.

A Bíblia é um livro que se atreve a prever o futuro muitas vezes. Nenhum outro livro religioso faz isso. Por que? Porque se o fizesse, isso provaria que tal livro não estava inspirado. Mas a Bíblia faz várias previsões porque é realmente inspirada.

O teste básico do Deus verdadeiro, da fé verdadeira e do profeta verdadeiro é que eles podem prever o futuro. A Bíblia faz tudo isso e muito mais.

De fato, vale a pena notar que dois terços da Bíblia são profecias e metade dessas profecias já foram cumpridas. Portanto, se a metade delas já aconteceu como Deus disse que iria acontecer, não tenho motivo para duvidar que as restantes vão acontecer exatamente como Deus disse.

Quando Deus prediz o futuro, você pode levar a sério. Está praticamente feito.
Link para o texto original