segunda-feira, 25 de março de 2019

Não é Preciso Trabalhar Por Isso


"Ora, o salário do homem que trabalha não é considerado como favor, mas como dívida. Todavia, àquele que não trabalha, mas confia em Deus que justifica o ímpio, sua fé lhe é creditada como justiça." (Romanos 4:4-5)

Como jovem cristão, lembro-me de pensar que a razão pela qual Deus estava me abençoando era por causa do meu disciplinado estudo bíblico. Eu acordava bem antes da escola todas as manhãs e estudava as Escrituras por cerca de uma hora. Então eu orava por uma hora ou mais (sei disso porque eu ficava controlando meu relógio). Eu poderia dizer aos meus amigos: "Enquanto eu estava estudando a Bíblia por uma hora e orando por ainda mais de uma hora hoje, o Senhor me mostrou..." Isso me deu direito de me gabar. Eu pensava que, quando chegasse à escola, Deus me usaria, porque antes eu tinha feito muito por Ele.
- Olha só como eu fui fiel! Como eu fui diligente!
Eu estava tão orgulhoso...

Então, certa manhã, meu alarme não tocou e acordei muito atrasado. Eu não tive tempo para orar ou ler a minha Bíblia... e acabou por ser um dos dias mais abençoados da minha vida. Deus até me permitiu o privilégio de levar alguém a Cristo naquele dia. Eu pensei: O que isso significa? Não leia a Bíblia ou ore? Acho que o que Deus estava tentando me dizer era:
- "Greg, não faça essas coisas para buscar a Minha aprovação. Em vez disso, faça essas coisas porque você tem a Minha aprovação."

Não é por causa do que fizemos que temos a aprovação de Deus; é por causa do que Deus fez por nós. Nós colocamos a nossa fé n'Ele, e então Deus nos credita a Sua justiça. Ele nos ama quando fazemos o bem, mas também nos ama quando tropeçamos.

sexta-feira, 22 de março de 2019

Nada de Novo

"O que foi tornará a ser, o que foi feito se fará novamente; não há nada novo debaixo do sol." (Eclesiastes 1:9)

Joy Davidman, a esposa de C. S. Lewis, fez esta afirmação perspicaz sobre a busca do prazer: "Viver para seu próprio prazer é a coisa menos prazerosa que um homem pode fazer; se os outros não o matarem de desgosto, ele morrerá lentamente de tédio e falta de amor." E isso é verdade. Como já foi dito: "a única cura para o hedonismo é tentar praticá-lo".

A busca do prazer não é novidade. Salomão nos lembra várias vezes no livro de Eclesiastes que no "fim das contas", não há nada novo debaixo do sol. Embora a nossa tecnologia tenha mudado e tenhamos certos avanços desde que Salomão escreveu essas palavras, os desejos básicos da humanidade não mudaram, nem as coisas que buscamos. A filosofia de comer, beber e ser feliz está conosco há muito tempo.

Quando Salomão decidiu que ele iria buscar tudo o que este mundo tinha a oferecer, ele não estava considerando Deus nisso. Ele estava vivendo horizontalmente - ele havia adaptado uma visão de mundo que excluía Deus. Até que ele percebeu que não havia proveito em viver assim. Foi só quando Salomão olhou "acima do sol" e olhou para Deus, que ele encontrou as respostas que procurava. Quando vemos Deus como Ele é, veremos o mundo como ele é.

Se você tem um relacionamento íntimo com Deus e anda com Ele, você reconhecerá filosofias, conceitos e ideologias sendo propagadas que são contraditórias ao que a Bíblia ensina. Quando você caminha com Deus, você vê este mundo pelo que ele é.

quinta-feira, 21 de março de 2019

Pela Vontade de Deus

"Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus (...)" (Efésios 1:1)

Podemos olhar hoje para aquelas pessoas da igreja que são chamadas para serem pastores, evangelistas, líderes de louvor ou presbíteros e concluir que elas são a "elite espiritual."

Enquanto isso, alguém que esteja trabalhando como contador, garçom, enfermeiro ou professor pode pensar: não sou tão importante quanto eles. Eles estão realmente fazendo a diferença para o reino de Deus - e o que eu estou fazendo?

Deus chamou a todos e a cada um de nós para diferentes vocações. Paulo foi chamado para ser um apóstolo pela vontade de Deus. Mas Guilherme pode ser chamado para ser um arquiteto pela vontade de Deus. Maria pode ser chamada para ser uma enfermeira pela vontade de Deus. Amanda pode ser chamada para ser advogada pela vontade de Deus. Gabriel pode ser chamado para ser um policial pela vontade de Deus.

Cada um de nós tem um papel a desempenhar. O mais alto chamado de Deus é o que Deus te chamou para ser. Não há maior. Precisamos ser fiéis ao que o Senhor nos chamou.

Você pode pensar que a pregação é um chamado maior. Concedido, é um alto chamado - e um grande privilégio. Mas o chamado mais alto é o que Deus te chamou a fazer. Por isso, não se sinta como um cidadão de segunda classe, se você não estiver num ministério de tempo integral.

Quando certas pessoas na igreja são altamente visíveis, você acha que elas são importantes. Talvez elas sejam, talvez não. Há pessoas que você não conhece e nada sabe sobre elas, que são muito importantes para Deus. Você pode ser uma dessas pessoas. Seja quem você é pela vontade de Deus.

quarta-feira, 20 de março de 2019

Multimilionários Espirituais

"Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nas regiões celestiais em Cristo." (Efésios 1:3)

Hetty Green foi conhecida como a pessoa mais avarenta dos Estados Unidos. Ela tinha uma fortuna enorme. Quando morreu, em 1916, deixou um patrimônio na casa dos 100 a 200 milhões de dólares. É uma quantia grande ainda nos dias de hoje, mas naquela época era muito maior.

O que era incrível sobre ela é que ela vivia como se estivesse na linha da pobreza. Ela comia aveia fria todos os dias, para economizar com o aquecimento de água. Ela comprava leite desnatado ao invés do integral apenas para economizar na diferença de preço. Quando o seu filho teve uma lesão grave na perna, ela demorou tanto para encontrar um local que oferecesse atendimento gratuito que a perna do seu filho teve que ser amputada. Ela até apressou a hora de sua morte por não querer gastar cuidando de si mesma. Ela vivia como uma pessoa pobre quando, na realidade, era multimilionária.

Como Hetty, alguns cristãos podem não perceber o quão positivo está o seu saldo no banco espiritual. Alguns vivem uma desnutrição espiritual porque não utilizam para si o enorme armazém de recursos espirituais que está à sua disposição. Devido ao que Deus fez por nós, podemos viver uma vida cristã plena, produtiva e efetiva. Não encontramos nossa conta no negativo quando vamos ao caixa eletrônico do banco espiritual. O banco de Deus não tem limites ou restrições.

Nenhum cristão precisa viver espiritualmente privado, subnutrido ou empobrecido. Os recursos celestiais do Senhor são mais que adequados para cobrir os custos de todos os nossos débitos do passado, nossos passivos atuais e nossas necessidades futuras. Tudo isso sem depreciar nossos bens que estão no Céu.

terça-feira, 19 de março de 2019

Alegria e Expectativa

"Portanto, irmãos, sejam pacientes até a vinda do Senhor. Vejam como o agricultor aguarda que a terra produza a preciosa colheita e como espera com paciência até virem as chuvas do outono e da primavera." (Tiago 5:7)

As primeiras chuvas em Israel costumavam ocorrer no final de outubro ou início de novembro. O fazendeiro as aguardava ansiosamente, porque elas amaciariam o solo endurecido, permitindo-lhe arar a terra. As últimas chuvas chegariam no final de abril ou maio. Essas seriam essenciais para o amadurecimento das culturas. Se o fazendeiro saísse correndo e colhesse suas colheitas antes do tempo, ele as destruiria. Então ele tinha que esperar.

Como o verso de abertura de hoje demonstra, Tiago sabia que a paciência também era um fator importante na espera do retorno do Senhor. Nenhuma colheita aparece durante a noite. Como fazendeiros, precisamos ser pacientes e reconhecer que é preciso tempo para que o crescimento aconteça em nossas vidas. No entanto, a palavra paciência não fala de uma resignação passiva, mas de uma espera pelo Senhor com expectativa. Essa não é uma abordagem casual e indiferente. Pelo contrário, é uma expectativa animada, uma prontidão.

Alguns crentes não vivem assim. Eles apenas esperam seu tempo passivamente. Mas a Bíblia nos diz que devemos nos preparar ativamente enquanto aguardamos o retorno de Cristo: "Façam isso, compreendendo o tempo em que vivemos. Chegou a hora de vocês despertarem do sono, porque agora a nossa salvação está mais próxima do que quando cremos. A noite está quase acabando; o dia logo vem. Portanto, deixemos de lado as obras das trevas e vistamo-nos a armadura da luz" (Romanos 13:11-12).

Vamos ter certeza de que estamos vivendo de maneira santa - e com otimismo, alegria e expectativa - enquanto esperamos pacientemente pelo retorno de Cristo.

segunda-feira, 18 de março de 2019

Lapsos de Fé

"O que diz a Escritura? 'Abraão creu em Deus, e isso lhe foi creditado como justiça'." (Romanos 4:3)

A Bíblia não ensina que, se você for cristão, nunca tropeçará ou cairá de vez em quando. Ela ensina que, se você for um verdadeiro crente, quando tiver um lapso ou um tropeço, você sempre se levantará e seguirá em frente. Essa é a maneira de determinar se uma pessoa é realmente crente ou não.

Quando Deus veio a Abraão em Ur e lhe disse para romper com sua família, Abraão prontamente recusou, e o fez durante anos. Mesmo depois que partiu, ele apenas obedeceu parcialmente a Deus, levando junto seu sobrinho Ló. Isso só resultou em mais atrito na estrada, quando ele e Ló, então, separaram-se. No curso da vida de Abraão, também podemos ver outros lapsos de fé. Abraão pediu para a sua linda esposa, Sara, dizer que ela era sua irmã, porque ele temia que alguém o matasse, se percebessem que ele era de fato  o seu marido. Ele fez isso em duas ocasiões. Houve vários atos de desobediência por parte de Abraão.
Tendo dito isso, também é importante ressaltar que, embora ele tenha se desviado ocasionalmente daquilo que era correto, ele sempre retornava.

Se uma pessoa diz que ser crente e cai, mas nunca volta, então essa pessoa não era realmente crente. Como 1 João 2:19 diz: "Eles saíram do nosso meio, mas na realidade não eram dos nossos." Se uma pessoa for mesmo crente, ela será desgraçada pelo pecado até voltar para a cruz do Calvário.

sexta-feira, 15 de março de 2019

Aceitos

"Para o louvor da sua gloriosa graça, a qual nos deu gratuitamente no Amado." (Efésios 1:6)

Tudo o que Deus fez foi por causa de Sua graça, a qual significa "favor não merecido." Você não é meramente perdoado, justificado e purificado de seus pecados; você foi recebido em amor pelo próprio Deus. Isso é por causa de Seu amor profundo por Seu próprio filho, Jesus. Uma vez que o Seu Filho vive em você, você encontrou o Seu favor. Você tem a aprovação de Deus por causa do que Jesus fez.

Algumas pessoas foram criadas em lares em que seu pai nunca demonstrou qualquer amor por elas. Talvez ele fosse frio e distante. Ou talvez eles, como eu, tenham sido criados em uma casa onde não havia pai. Podemos transferir essas emoções para Deus, o Pai celestial. Podemos andar pela vida sentindo que não temos a aprovação de Deus: se eu fizesse isso, Deus notaria. Se trabalhasse um pouco mais, Deus me amaria.

Deus aprova você. Você é "aceito no Amado" - não porque você le a Bíblia um pouco mais, compartilha Cristo com mais pessoas ou da um pouco mais de ofertas. Você ainda é aceito mesmo quando não faça nada disso. Você é aceito no Amado quando falha, quando tropeça. Você é aceito no Amado não por causa do que você fez, mas por causa do que Ele fez.

E para entender essa grande verdade, você deve fazer tudo para a Sua glória - não para obter a aprovação Dele, mas porque você já a possui.