terça-feira, 24 de maio de 2016

Trabalho em Equipe

“Então lhes falou muitas coisas por parábolas, dizendo: 'O semeador saiu a semear.'” (Mateus 13:3)

Em contraste com a agricultura do século XXI, a atividade agrícola no primeiro século era muito simples. Um fazendeiro iria plantar suas mudas jogando sementes enquanto caminhava, de uma forma relativamente aleatória. Algumas vezes o vento levaria as sementes. Algumas acabariam nas estradas, outras acabariam em solo cheio de rochas ou ervas. E algumas cairiam em solo fértil e receptivo.

Da mesma forma, somos chamados para lançar as sementes da Palavra de Deus tão longe quanto pudermos e para o maior número possível de pessoas. E não sabemos aonde as sementes estão caindo. Assim como Paulo escreveu aos crentes de Corinto: “Eu plantei, Apolo regou, mas Deus é quem fazia crescer; de modo que nem o que planta nem o que rega são alguma coisa, mas unicamente Deus, que efetua o crescimento. O que planta e o que rega têm um só propósito, e cada um será recompensado de acordo com o seu próprio trabalho.” (1 Coríntios 3:6-8)

Aqueles que creem e que nem mesmo se conhecem, estão efetivamente trabalhando juntos. Quando os Cristãos saem e compartilham sua fé com outros, estão plantando a semente. Um pouco depois, quando pessoas que ouviram o evangelho encontram crentes que vivem uma vida para Deus, o estilo de vida destes cristãos, de fato, rega a semente que foi plantada. E depois, alguém convida aquela pessoa para um estudo da Bíblia ou para ir a uma Igreja, onde eles ouvem o Evangelho e respondem a Palavra.

As pessoas que plantaram as sementes, que regaram, que colheram, são secundárias. Deus é quem realiza a conversão, mas Ele trabalha através daqueles que creem, que trabalham juntos como um time.
Link para o texto original

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Cuidado Com o Que Escuta

"Disse o Senhor a Moisés: O coração do faraó está obstinado; ele não quer deixar o povo ir" (Êxodo 7:14)

Qual o momento mais fácil de se obter um coração endurecido? A resposta pode surpreende-lo. Não é passando tempo com pessoas incrédulas ou fazendo coisas sem Deus. O tempo mais fácil de se obter um coração indiferente às coisas de Deus é aquele em que você ouve a Palavra de Deus. É claro que também pode ser um lugar onde seu coração é abrandado. Mas como já disse, o mesmo sol que amolece a cera endurece o barro.

Se você tem uma atitude que diz: "Não quero isso. Não estou ouvindo isso", então seu coração irá crescer duro. A Bíblia diz, “Quem insiste no erro depois de muita repreensão, será destruído, sem aviso e irremediavelmente” (Provérbios29:1). A ideia é que a pessoa que tem um coração duro é alguém que ouve a verdade e a rejeita.

Uma boa ilustração disso é a do Faraó. Ele viu milagre após milagre através das mãos de Moisés. E o que lemos? O faraó endureceu o seu coração. Ele viu uma vara se transformar em uma cobra, e endureceu o seu coração. O Nilo se transformou em sangue e ele endureceu o seu coração. Deus enviou pragas de piolhos, moscas e rãs e o Faraó endureceu o seu coração. Finalmente, lemos que Deus endureceu o coração do Faraó. Algumas pessoas ficam confusas com esse detalhe. Como é que o Faraó endureceu o seu coração e então Deus endureceu o seu coração? A resposta é que Deus espera nossa ação e então nos confirma nela. O faraó endureceu o seu coração e Deus o fortaleceu nessa decisão, mesmo sendo errada.

Portanto, tenha cuidado. Você pode obter um coração endurecido enquanto escuta a Palavra de Deus. Tudo depende de como você a escuta. Não deixe isso acontecer com você.

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Alicerces Defeituosos

"Porque ninguém pode colocar outro alicerce além do que já está posto, que é Jesus Cristo." (1 Coríntios 3:11)

Algumas pessoas perdem a fé por terem-na erguido sobre o alicerce errado. Às vezes construímos nossa fé sobre uma igreja. Ficamos apaixonados pela nossa igreja e até assumimos uma atitude de "minha-igreja-é-melhor-que-a-sua". Mas há muitas igrejas ótimas no mundo. E somos todos partes da igreja, não de uma congregação particular.

Podemos também ter um pregador favorito ou gostar mais de um pastor do que de outro. Isso aconteceu até com crentes do primeiro século. O apóstolo Paulo advertiu: "Pois quando alguém diz: 'Eu sou de Paulo', e outro: 'Eu sou de Apolo', não estão sendo mundanos? Afinal de contas, quem é Apolo? Quem é Paulo? Apenas servos por meio dos quais vocês vieram a crer, conforme o ministério que o Senhor atribuiu a cada um" (1 Coríntios 3:4-5).

Não há nada de errado em gostar de certo pastor ou apreciar a igreja da qual se faz parte. Mas não erga o alicerce da sua fé sobre essas coisas. Igrejas decepcionam, pois são mantidas por pessoas. E pessoas cometem erros. Às vezes são mal compreendidas também.

Pastores também decepcionam, pois são humanos como todo mundo. Então, se você erguer o alicerce  da sua fé sobre uma igreja ou sobre um pastor, pode um dia perdê-la, pois essas pessoas talvez venham a fazer alguma besteira.

Escrevendo para a igreja em Corinto, Paulo assinalou: "Porque ninguém pode colocar outro alicerce além do que já está posto, que é Jesus Cristo" (1 Coríntios 3:11). O que importa é você e Deus. E um dia, quando você estiver diante d'Ele, Ele vai perguntar o que você fez com Jesus — e não se as pessoas que você conheceu que se diziam cristãs se comportavam como tais.

Então, não erga o seu alicerce sobre pessoas. Erga o seu alicerce sobre Jesus Cristo.

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Um Sinal de Vida Piedosa

"De fato, todos os que desejam viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos." (2 Timóteo 3:12)

Se você é um cristão, vai experimentar tribulação e perseguição. Não há passe livre nessa área. Nenhum crente está isento. Não estou falando das dificuldades normais da vida, mas daquelas que vêm por causa da Palavra de Deus. Jesus falou sobre isso na parábola do semeador, quando disse: "Quanto ao que foi semeado em terreno pedregoso, este é aquele que ouve a palavra e logo a recebe com alegria. Todavia, visto que não tem raiz em si mesmo, permanece por pouco tempo. Quando surge alguma tribulação ou perseguição por causa da palavra, logo a abandona." (Mateus 13:20-21).

Quando você se torna um cristão, não é bem recebido por muitas pessoas. Se tem familiares que são crentes, irá enfrentar oposição. Se tem amigos ateus, eles vão querer saber o que aconteceu com você. Jesus disse: "Não pensem que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada; os inimigos do homem serão os da sua própria família" (Mateus 10:34,36). Quando você acredita em Jesus, terá atrito com algumas pessoas, e isso irá produzir tribulação.

Agora, muitas vezes, enfrentamos tribulações também pela falta de tato. Não vamos esquecer que Jesus foi chamado o amigo dos pecadores. Na verdade, Ele foi criticado por ter empatia com os pecadores. Precisamos ser empáticos, cativantes e interessados, mas não comprometidos com a conduta dos pecadores. Defenda seu território, mas certifique-se que você está sendo perseguido por ser justo e não por ser desagradável.

A Bíblia diz: "De fato, todos os que desejam viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos." (2 Timóteo 3:12). Então, se você está sendo perseguido de algum modo, isso provavelmente é uma indicação de que você está vivendo uma vida piedosa.
Link para o texto original

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Fé e Não Sentimento

"Não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê: primeiro do judeu, depois do grego. Porque no evangelho é revelada a justiça de Deus, uma justiça que do princípio ao fim é pela fé, como está escrito: 'O justo viverá pela fé'." (Romanos 1:16-17)

Por que será que muitas vezes pessoas radicalmente convertidas (ou que pelo menos assim parecem) tornam-se muito passionais sobre sua nova fé e então, de repente, desistem de tudo? Eles parecem ter tido a conversão mais incrível de todas; mas - de repente - a coisa esfria e deixam a fé de lado.
- Como isto é possível?

Acho que tais pessoas nunca foram, de fato, convertidas. Não se trata da emoção do momento, mas do teste do tempo. Se a pessoa é de fato Cristã, ela continuará sendo - ainda que não necessariamente de forma perfeita ou sem mácula. É ainda possível que um Cristão fique 'desligado' por um tempo.

Mas se alguém crê em Deus de fato, ele sempre irá voltar. Se ele se afastar e nunca voltar, é porque nunca acreditou. Como 1 João 2:19 diz: "Eles saíram do nosso meio, mas na realidade não eram dos nossos, pois, se fossem dos nossos, teriam permanecido conosco; o fato de terem saído mostra que nenhum deles era dos nossos."

Pode ser que tenham construído sua fé apenas sobre uma experiência emocional (embora isso não seja regra, às vezes uma conversão pode ser cheia de emoção). Não podemos construir nossas vidas em cima de emoções, pois estas vêm e vão. A pessoa que espera que a vida cristã seja uma corrida de fortes emoções todos os dias, pode ficar desapontada ao acordar numa manhã e não sentir coisa alguma. E é nesse momento que se faz necessário crescer e caminhar por fé e não por sentimentos.

Romanos 1:17 diz: "O justo viverá pela fé". Ainda assim alguns constroem todo o seu relacionamento com Deus com base em experiências emocionais e quando elas não aparecem, desistem. Assim, constroem suas vidas sobre fundações erradas.
Link para o texto original

terça-feira, 17 de maio de 2016

O Inimigo do Crescimento

Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante,
prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus.
Filipenses 3:13,14
Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante,
prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus.
Filipenses 3:13,14
Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante,
prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus.
Filipenses 3:13,14
 não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante,
prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus.
Filipenses 3:13,14
Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante,
prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus.
Filipenses 3:13,14
Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante,
prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus.
Filipenses 3:13,1mãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante,
prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus.
Filipenses 3:13,14
Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante,
prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus.
Filipenses 3:13,14
"Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus." (Filipenses 3:13-14)

Você hoje está satisfeito com a sua vida espiritual? Pois eu não estou satisfeito com a minha. Sinto que tenho que crescer em muita coisa. Sinto que há muitas coisas que ainda preciso aprender e uma série de mudanças que ainda precisam acontecer em minha vida. E sabe de uma coisa? O mesmo é verdade para você.

O inimigo do crescimento é o contentamento. Existe um lugar de contentamento para um cristão, mas nunca se contente com a situação onde você está espiritualmente. Você deve estar sempre querendo mais, querendo aprender mais e crescer mais.

É nesse ponto que as pessoas costumam cair quando o assunto são as suas decisões. Elas simplesmente desistem. Pensam: "não vou conseguir. Vou só aceitar quem sou e onde estou. Vou aceitar as coisas do jeito que elas são". Mas isso não é bom o bastante. Precisamos nos comprometer a superar as barreiras e atingir as metas que estabelecemos se estivermos crescendo espiritualmente ou ficando em melhor forma, para que possamos viver uma vida produtiva para a glória de Deus. Precisamos continuar superando nós mesmos.

O apóstolo Paulo, depois de anos caminhando com Deus, disse: "Não que eu já tenha obtido tudo isso ou tenha sido aperfeiçoado, mas prossigo para alcançá-lo, pois para isso também fui alcançado por Cristo Jesus" (Filipenses 3:12). Parafraseando mais ou menos, Paulo estava dizendo, "Não estou satisfeito com a situação na qual me encontro. Quero continuar crescendo e progredindo espiritualmente".

Então, não se contente com a situação na qual você se encontra espiritualmente. Seja grato a Deus por ter lhe acompanhado até tão longe; mas, ao mesmo tempo, siga adiante em busca do que ainda está à frente.

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Escalando ou Escorregando?

"Por essa razão, desde o dia em que o ouvimos, não deixamos de orar por vocês e de pedir que sejam cheios do pleno conhecimento da vontade de Deus, com toda a sabedoria e entendimento espiritual. E isso para que vocês vivam de maneira digna do Senhor e em tudo possam agradá-lo, frutificando em toda boa obra, crescendo no conhecimento de Deus" (Colossenses 1:9-10)

Um pai estava conversando sobre aniversários com sua filha de cinco anos de idade, Kristin. O aniversário de Kristin era apenas três dias depois do aniversário de seu pai. Então ele disse para a menina: "Você sabe o que isto significa, Kristin? Que nós dois temos apenas três dias de intervalo entre os nossos aniversários!"

Ela olhou para ele por um momento e disse: "Sim, mas você cresceu muito mais rápido do que eu."

Por que é que vemos um crescimento espiritual maior na vida de alguns seguidores de Jesus e menor em outros? Todo crente tanto progride espiritualmente, quanto regride. Ou estamos crescendo, ou estamos recuando. Ou estamos ganhando terreno, ou estamos perdendo. Foi dito que a vida cristã é como um pau de sebo: ou você escala ou escorrega.

O mais importante é realmente saber se você vai crescer espiritualmente. Embora seja verdade que Deus quer que cresçamos em nossa fé e que aprofundemos o nosso conhecimento sobre Ele, Ele também nos deu o livre arbítrio. Quando estivermos alinhados com a vontade de Deus e começarmos a caminhar nesse sentido, o crescimento espiritual começará a fluir. Então, se você quiser fazer as coisas que o levam ao crescimento espiritual, você irá fazê-las. Você vai arranjar tempo para aquilo que é importante.

E o que Deus está procurando em nossas vidas? Ele quer ver o fruto espiritual. Isso é o que é ser cristão frutífero, um crente em crescimento. Jesus disse: "Vocês não me escolheram, mas eu os escolhi para irem e darem fruto, fruto que permaneça [...]" (João 15:16).

Então, o que você tem feito a esse respeito? Você tem dado frutos? Tem crescido espiritualmente?