quarta-feira, 28 de junho de 2017

A Bendita Esperança

"Porque a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens. Ela nos ensina a renunciar à impiedade e às paixões mundanas e a viver de maneira sensata, justa e piedosa nesta era presente, enquanto aguardamos a bendita esperança: a gloriosa manifestação de nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo." (Tito 2:11-13)

Um pastor que falava sobre o tema Paraíso perguntou à sua congregação: "Quantos de vocês gostariam de ir para o céu quando morrerem?"

Todos na congregação levantaram a mão, exceto um garotinho na sacada.

Percebendo que o menino não tinha levantado a mão, o pastor repetiu a pergunta: "Mais uma vez eu lhes pergunto, quantos de vocês gostariam de ir para o céu quando morrerem?" 

Mais uma vez, cada uma das mãos foi levantada, exceto a do menino. Então o ministro apontou para o garotinho e disse: "Filho, você não quer ir para o céu?"

"Sim, quando eu morrer, eu quero ir para o céu", disse ele. "Mas eu pensei que o Sr. estava organizando uma excursão para agora."

Gostamos da ideia de ir para o céu, mas não estamos necessariamente em uma corrida para chegar lá. Independentemente da nossa idade, nunca sabemos quando a vida vai acabar. E enquanto a morte é um caminho para chegar ao céu, o outro caminho é um evento que a Bíblia chama de "bendita esperança." Este é o arrebatamento da igreja, de que falamos em Tito 2:13: "enquanto aguardamos a bendita esperança: a gloriosa manifestação de nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo."

Se realmente entendemos esta bendita esperança, este ensinamento bíblico sobre o retorno iminente de Jesus Cristo, deve afetar sobremaneira a maneira como vivemos. Como 1 João 3:2-3 diz: "Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que havemos de ser, mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, pois o veremos como ele é. Todo aquele que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, assim como ele é puro."

Assim, se você realmente acredita nisso, isso deve impactá-lo na maneira como você vive. E acima de tudo, deve dar-lhe esperança.

terça-feira, 27 de junho de 2017

Um Olhar Contínuo Para a Frente

"Mantenham o pensamento nas coisas do alto, e não nas coisas terrenas." (Colossenses 3:2)

C. S. Lewis escreveu: “Um olhar contínuo para frente para a eternidade não é (como algumas pessoas pensam) uma forma de escapar, ou um pensamento ilusório, mas uma das coisas mais importantes que um cristão deve fazer.”

Em Colossenses 3, Paulo nos diz que precisamos pensar a respeito da vida eterna: “Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo, procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus. Mantenham o pensamento nas coisas do alto e não nas coisas terrenas.” (Colossenses 3:1-2)

"Manter o pensamento" significa envolver-se numa investigação diligente, ativa, unilateral. Poderia ser traduzido como “ter uma disposição interna”. Em outras palavras, Paulo está dizendo “Pensem nos céus. E pensem mais ainda nos céus.” O verbo que Paulo usou nos dá a entender que devemos manter essa disposição de forma contínua, pensar nos céus de forma contínua.

Nossos pés podem estar na terra, mas nossas mentes devem estar nos céus. Infelizmente alguns de nós não têm um único pensamento sobre os céus e a eternidade. Mas, se quisermos viver como cristãos, devemos pensar dessa forma.

Como podemos pensar sobre um lugar em que nunca estivemos? Buscando o que a Bíblia diz sobre esse lugar. O Paraíso não é uma metáfora ou um estado mental. O Paraíso é um local real, de acordo com as Escrituras. É o local onde o próprio Deus está presente. Jesus disse: “[...] vou preparar-lhes lugar.” (João 14:2)

O que está lhe preocupando neste exato momento? Sempre há esperança e a esperança está em Deus. Se você colocou a sua fé em Cristo, então deve ter a esperança do Paraíso. Um dia você estará com o Senhor. E isso põe tudo na perspectiva correta.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Gratidão e Pureza

"Deem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus." (1 Tessalonicenses 5:18)

Você tem uma atitude de gratidão? É dito em 1 Tessalonicenses 5:18: "Deem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus". A vontade de Deus para nós é a de darmos graças. Note que esse versículo não diz para dar graças só quando as coisas forem bem. É para dar graças não importando em como as coisas estiverem. É ter uma atitude de reconhecer que Deus está no comando de todas as circunstâncias que cercam as nossas vidas.

Isso significa que submetemos nossa vontade à vontade de Deus, que confiamos que Ele esteja no comando, e que Lhe damos de antemão todo o louvor — mesmo antes que vejamos a solução do problema que estejamos enfrentando.

Não estou dizendo que devamos dar graças por nossos problemas, mas sim que devemos dar graças apesar dos nossos problemas, pois Deus está no comando e, no fim das contas, Ele vai arrumar tudo. Temos a Palavra Dele quanto a isso. E nesse ínterim a vontade Dele para nós é que tenhamos a atitude de agradecer.

Também é a vontade de Deus para nós uma vida pura. É dito em 1 Tessalonicenses 4:3: "A vontade de Deus é que vocês sejam santificados: abstenham-se da imoralidade sexual". Que significa "santificação"? É uma palavra que se refere a santidade e consagração. Então Deus está dizendo essencialmente: "Quero que vocês vivam uma vida santa. Quero que sejam puros sexualmente."

Isso quer dizer que, se você é solteiro, não tenha relações sexuais. E se é casado, quer dizer que você não deva fazer sexo com ninguém mais, além de seu cônjuge. No entanto, é surpreendente quantas pessoas pensam ser a exceção dessa regra.

Não se consegue discernir a vontade de Deus vivendo-se imoralmente ou cheio de preocupação e pânico. Começa-se obedecendo a vontade revelada por Deus.
Link para o texto original

sexta-feira, 23 de junho de 2017

O Plano de Deus Sobre Nós

"Senhor meu Deus! Quantas maravilhas tens feito! Não se pode relatar os planos que preparaste para nós! Eu queria proclamá-los e anunciá-los, mas são por demais numerosos!" (Salmos 40:5)

Diz-se que o homem pode viver 40 dias sem comida, três dias sem água, oito minutos sem ar e cerca de um segundo sem esperança. Todos nós precisamos de esperança para viver.

Ter esperança não significa andar por aí com um sorriso permanente no rosto. Nem significa que você não sente o que as outras pessoas sentem. Esperança e dor podem coexistir.

Eis o que Deus disse aos israelitas quando eles estavam vivendo no cativeiro babilônico: "'Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês', diz o Senhor, 'planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro.'" (Jeremias 29:11)

Eles sentiram que Deus havia se esquecido deles e os tinha abandonado. Assim, o Senhor disse: "Ei, todos, ouçam: eu conheço os planos que tenho sobre vocês. São planos de paz, não de mal, para lhes dar um futuro e uma esperança." Ele basicamente estava dizendo a Israel que seus dias não estavam acabados. Ele tinha um futuro para eles. E Deus está dizendo o mesmo para nós.

Teria sido suficiente se Deus tivesse dito: "Conheço o único plano que tive para você por um momento passageiro." Você não ficaria feliz em saber que o Deus Todo-Poderoso, Criador do universo, teve um único plano para você? Eu iria. Mas isso não é o que Ele disse.

Deus disse: "Eu conheço os planos que tenho para vocês." Ou seja, planos, plural - mais do que um. Note também o uso do tempo presente: "Eu sei os planos que tenho sobre vocês." Os planos são o que Deus pensou, o que Ele está pensando, e o que Ele ainda pensará. E seus planos são bons.
Link para o texto original

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Disponibilidade, Não Capacidade

"Eu sou o Senhor; esse é o meu nome! Não darei a outro a minha glória nem a imagens o meu louvor." (Isaías 42:8)

Que tipo de pessoa Deus quer usar? Que qualificações Ele procura em alguém? Um intelectual? Um líder nato? Deus poderia usar alguém que é um pouco tímido? Será que teria que ser uma pessoa muito talentosa ou bonita?

Não. Na verdade, parece que Deus, às vezes, surpreende e escolhe as pessoas mais inesperadas.

Se eu tivesse que escolher uma passagem das Escrituras que melhor resume a minha vida como cristão, acho que escolheria 1 Coríntios 1:26-29, onde o apóstolo Paulo escreveu: "Irmãos, pensem no que vocês eram quando foram chamados. Poucos eram sábios segundo os padrões humanos; poucos eram poderosos; poucos eram de nobre nascimento. Mas Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios, e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes. Ele escolheu as coisas insignificantes do mundo, as desprezadas e as que nada são, para reduzir a nada as que são, para que ninguém se vanglorie diante dele."

Não há uma pessoa que tenha tido menos chance de alcançar algo na vida do que eu. Eu era sempre a última pessoa escolhida pela equipe em qualquer esporte. Academicamente eu nunca fui bom. Eu sempre decepcionei na maioria das áreas da minha vida. Então, quando o Senhor me escolheu para servi-Lo, estava muito claro que era escolha Dele, e não minha. Isto porque Deus não dá a Sua glória a outros.

Como disse antes, Deus não está procurando por capacidades, mas sim por disponibilidade. Você está disponível para Ele?

terça-feira, 20 de junho de 2017

A Autoridade Final

"A relva murcha, e as flores caem, mas a palavra de nosso Deus permanece para sempre." (Isaías 40:8)

Embora não saibamos muito sobre o Céu, acho que o Céu sabe mais sobre a Terra do que o contrário. Em outras palavras: embora eu realmente não saiba o que os meus entes queridos estão fazendo no Céu agora, acho que eles podem estar mais conscientes daquilo que esteja fazendo aqui.

Entretanto, temos de ser muito cuidadosos nesta área, porque se alguém que amamos foi para o Céu antes de nós, tendemos a nos perguntar como é lá. Queremos saber mais. Talvez seja por isso que existam livros nas listas de best-sellers escritos por pessoas que dizem ter ido para o Céu e voltado para contar a história.

Talvez você tenha lido alguns desses livros. Eu estava dando uma olhada num outro dia e figuei preocupado em encontrar, nas poucas páginas que li, algumas discrepâncias com a Bíblia. Encontrei coisas que não se alinharam com as Escrituras. O que me preocupa é que conheço cristãos que formaram suas opiniões sobre o Céu com base no que leram em livros como esses.

Talvez os autores tenham ido ao Céu e voltado para nos contar a história. Por outro lado, talvez os autores nunca tenham ido ao Céu. Eu não sei. Tudo o que sei é que tenho apenas uma fonte para medir essas coisas: a Bíblia. Deus nos deu um livro para nos contar sobre o Céu: as Sagradas Escrituras.

Você acha que Deus estava esperando por alguém ter uma experiência de retorno da morte para que pudesse voltar e iluminar o resto de nós com o que viu? Acho que não. Tudo o que precisamos saber sobre o Céu está na Palavra de Deus. Lembre-se, se é novo, não é verdade. Se for verdade, não pode ser novo. Portanto, proceda com cautela nessa área.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Não é o Fim

"Desde os tempos antigos ninguém ouviu, nenhum ouvido percebeu, e olho nenhum viu outro Deus, além de ti, que trabalha para aqueles que nele esperam." (Isaías 64:4)

O Paraíso é a oportunidade de desenvolver e preencher sonhos maiores do que qualquer coisa que exista no mundo. Se não alcançamos algo na terra, ainda o podemos depois.

É importante perceber isso porque existem pessoas que têm vidas muito difíceis. Há pessoas que têm uma vida breve. Não consigo pensar em algo mais triste do que quando uma criança morre ou quando uma jovem mulher nos deixa num momento que consideramos “antes da hora”.

Mas Deus promete compensar. Deus promete ir até eles. Morte para os Cristãos não é o fim da vida, mas a continuação da vida em outro lugar.

Estaremos melhor na eternidade, pois o nosso sofrimento é temporário. Pensamos no aqui e agora, mas Deus pensa na eternidade. Pensamos de forma temporal, e Deus de forma eterna. Pensamos no que nos faz feliz, mas Deus pensa naquilo que nos fará santos. Ele olha para a vida como um todo.

E neste plano e propósito de Deus podem acontecer coisas pelas quais eu tenha que passar e que não façam sentido pra mim no momento. Mas quando chegar nos Céus, vou perceber que me tornei melhor por causa dessas coisas. Vou perceber que fui transformado na imagem de Jesus Cristo como resultado daquilo que passei. Vou descobrir que novas oportunidades de ministério foram abertas, e que isso não teria ocorrido caso essas coisas não tivessem ocorrido.

Haverá algo sobre essas coisas que me fará olhar para trás e dizer: “Agora eu entendo porque Deus permitiu que essas coisas acontecessem comigo”. Então tudo será resolvido. E acho que este argumento de que existe um bem maior é algo muito sólido que encontramos na Bíblia quando pensamos no por quê de Deus permitir nosso sofrimento.