sexta-feira, 24 de maio de 2019

Um Presente de Paz

"Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os seus corações e as suas mentes em Cristo Jesus." (Filipenses 4:6-7)

Uma das primeiras coisas que me lembro do dia em que coloquei minha fé em Cristo foi a sensação de paz que enchia meu coração. Era como se alguém tivesse tirado um fardo pesado de mim. Foi só algum tempo depois, lendo a Bíblia, que aprendi sobre a promessa da paz de Deus a todo crente. Ele nos deu isso como um presente.

Essa paz, no entanto, não vem do que ou de quem somos, mas do que Deus fez - como Ele nos justificou em resposta à nossa fé. Um belo subproduto dessa realidade é uma profunda paz interior que inunda as nossas almas.

Mas não podemos ter esse efeito de transformação sem a causa inicial. Se estamos lutando com Deus, resistindo ao Seu plano e propósito para as nossas vidas, então não vamos experimentar essa paz sobrenatural.

Acho que muitas pessoas gostariam de ter os resultados e benefícios ​​da vida cristã sem ter que pagar o preço. Em outras palavras, elas gostariam de saber que estão perdoadas e que vão para o céu quando morrerem, mas ainda querem viver como bem desejarem. Elas não querem colocar sua fé e confiança completamente em Jesus.

Esse tipo de atitude simplesmente não funciona. Não podemos ter os privilégios agradáveis ​​e transformadores da paz de Deus sem primeiro atender aos Seus requisitos. Colossenses 1:20 diz que através de Jesus Cristo, Deus reconciliou "consigo todas as coisas, tanto as que estão na terra quanto as que estão no céu, estabelecendo a paz pelo seu sangue derramado na cruz." A única maneira de experimentarmos a paz de Deus que ultrapassa todo o entendimento humano é através do sangue da cruz, o sangue que Jesus derramou. Você não pode ter a paz de Deus até que primeiro esteja em paz com Ele.

quinta-feira, 23 de maio de 2019

Tenha Coragem!

"Estou convencido de que aquele que começou boa obra em vocês, vai completá-la até o dia de Cristo Jesus." (Filipenses 1:6)

Você está se sentindo desencorajado hoje? Com medo de um futuro incerto? A Bíblia conta que, certa vez, os discípulos de Jesus estavam desencorajados e até aterrorizados pelas suas próprias vidas.

Jesus lhes disse para entrar em um barco e ir para o outro lado do mar da Galileia, e eles obedeceram. Mas quando estavam a uma distância considerável da costa, surgiu uma forte tempestade que os encheu de medo. Jesus, que estava em uma montanha orando, foi ao encontro dos discípulos andando sobre o mar. Pensando que ele fosse um fantasma, os discípulos gritaram apavorados. "Mas Jesus imediatamente lhes disse: 'Coragem! Sou eu. Não tenham medo!'" (Mateus 14:27)

Há duas razões simples pelas quais os discípulos não precisavam temer: Jesus iria ajudá-los a resistir à tempestade e Ele tinha dito a eles para irem para o outro lado do mar, o que significava que eles iriam chegar ao outro lado. Quando Deus orienta, Deus provê!

Jesus sabe onde você está neste exato momento. Por mais complicada e confusa que pareça a sua situação, tudo é perfeitamente claro para Ele. Jesus sabe o que você está passando, sentindo e pensando. Ele está lhe dizendo para ser corajoso porque Ele está com você. Mesmo se você falhou ou cometeu um erro, não é o fim! Você ainda pode aprender com o erro e sair dessa situação em que se encontra.

Deus tem um futuro para cada um de nós. Jeremias 29:11 diz: "'Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês', diz o Senhor, planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro." Deus completará a obra que começou em sua vida. Tenha coragem!

quarta-feira, 22 de maio de 2019

Manter a Concentração

"Não que eu já tenha obtido tudo isso ou tenha sido aperfeiçoado, mas prossigo para alcançá-lo, pois para isso também fui alcançado por Cristo Jesus. Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus." (Filipenses 3:12-14)

Todo mundo que já correu uma corrida, sabe que pode perder o passo olhando para trás para ver os concorrentes. Muitas corridas já foram perdidas quando o primeiro colocado olhou para trás. Quando se vê a linha de chegada, é hora de dar tudo... pois às vezes são poucos centímetros que separam um corredor do outro. É preciso manter a concentração.

Essa é a ideia por trás de Filipenses 3:13. O apóstolo estava dizendo: "Não olhe para trás. Não se volte para trás." Quando Deus promete: "Sou eu, eu mesmo, aquele que apaga as suas transgressões, por amor de mim, e que não se lembra mais de seus pecados" (Isaías 43:25), Ele não está prevendo que vai perder a memória. Deus está dizendo: "Não levarei mais em conta o seu pecado, pois o meu Filho já o pagou na cruz."

Do mesmo modo, então, precisamos fazer o que Deus faz: esquecer o nosso passado. Sim, certamente precisamos aprender com os nossos erros e lembrar algumas das lições amargas que aprendemos. Mas não precisamos ser governados pelo nosso passado.

Foi o que Paulo quis dizer com "esquecer-se das coisas que ficaram para trás." Pense nas coisas horrendas que Paulo tinha feito. Ele tinha parte da culpa pela morte de Estêvão e tinha de levar isso na consciência até o último dia. Ele sabia que era responsável por atos terríveis. Mas foi capaz de deixá-los no passado.
E nós também precisamos fazer o mesmo.

terça-feira, 21 de maio de 2019

Deus Termina o Que Começa

"Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito." (Romanos 8:28)

Há momentos em nossas vidas como cristãos, em que Deus fará ou deixará de fazer coisas que gostaríamos que Ele fizesse. E isso não fará sentido para nós. E como não enxergamos o panorama geral, podemos concluir falsamente que Deus nos abandonou. Mas precisamos confiar n'Ele durante esses momentos, lembrando que Jesus Cristo é o autor e consumador da nossa fé. Em outras palavras, o que Deus começa, Ele termina.

Você se lembra daquelas palavras maravilhosas do primeiro capítulo de Filipenses? "Estou convencido de que aquele que começou boa obra em vocês, vai completá-la até o dia de Cristo Jesus" (Filipenses 1:6).

Parece que à medida que envelheço, eu me distraio e esqueço as coisas o tempo todo. Mas e se Deus se esqueceu de nós? Que pensamento assustador. Imagine estar no meio de uma provação de fogo enquanto Deus nos observa e espera por aquele momento em que vai nos tirar dela. Então o telefone toca, e Ele se vai por uma década! Felizmente, Deus nunca se esquece de nós. Ele permanece - para todo o sempre - em total controle. Ele sabe exatamente o que está fazendo. Ele vai terminar aquilo que começou.

Às vezes, no meio desse processo, podemos pensar que o Senhor está ausente, perdendo o controle. Mas Ele não está. Nós é que estamos. Do nosso limitado ponto de vista humano, pensamos de forma temporal, mas Deus vive no eterno. Estamos pensando no hoje, mas Deus considera o amanhã... Ele, na verdade, já esteve lá. Pensamos em conforto, mas Deus pensa em caráter. Pensamos em como ter uma vida fácil, mas Deus pensa em como nos tornar pessoas melhores.

Então vamos confiar Nele. Quaisquer que sejam as circunstâncias ou dificuldades, acreditemos na promessa Dele aos Seus filhos: Deus age em todas as coisas.

segunda-feira, 20 de maio de 2019

O Privilégio da Oração

"Vocês cobiçam coisas, e não as têm; matam e invejam, mas não conseguem obter o que desejam. Vocês vivem a lutar e a fazer guerras. Não têm, porque não pedem." (Tiago 4:2)

Creio firmemente que alguns cristãos hoje não têm a provisão, a cura ou bênção de Deus em suas vidas simplesmente porque eles não pedem por isso.

Não estou dizendo que Deus nos dará tudo o que pedirmos. Quero dizer que muitos de nós estão perdendo muitas das coisas que Deus tem para nós. A Bíblia diz: "Vocês não tem porque não pedem" (Tiago 4:2).

Alguns cristãos rezam apenas como último recurso, quando tudo o mais falha, depois de terem chamado todos os amigos e parentes. Quando ninguém pode ajudá-los, eles dizem: "O que mais eu posso fazer? Tudo o que posso fazer agora é orar." Mas a oração não deve ser o nosso último recurso. Deve ser o primeiro, a primeira coisa a ser feita.

O velho hino de William Cowper diz: "Satanás treme quando vê o santo mais fraco de joelhos." O diabo não quer que você ore. Ele fará tudo o que puder para distraí-lo, desviá-lo ou desencorajá-lo a voltar-se para o Senhor em oração. Por quê? Porque ele tem medo do poder que pode ser exercido através da oração. Ele sussurra: "Não ore. Tente isso. Tente aquilo. Você não é digno de orar. Deus não vai ouvir você. A oração é chata e você não é bom nisso." Ele fará de tudo para evitar que você se aproxime do trono de Deus.

O Senhor nos deu este convite no livro de Jeremias: "Clame a mim e eu responderei e lhe direi coisas grandiosas e insondáveis que você não conhece" (Jeremias 33:3).

A oração é um privilégio dado aos filhos de Deus. Deus ouvirá a oração de um incrédulo que clama a Ele por perdão, mas somente uma pessoa que colocou a sua fé em Cristo pode ter uma vida de oração. Então ore com fervor. Ore com energia. Ore continuamente. Não desista, porque você nunca sabe o que Deus fará.

sexta-feira, 17 de maio de 2019

Desfiladeiro Sem Saída

"Pedro, então, ficou detido na prisão, mas a igreja orava intensamente a Deus por ele." (Atos 12:5)

Em alguns dos antigos faroestes da TV dos anos 1950, os "Desperados" (sempre de chapéu preto) escapavam com o dinheiro roubado da carroça. De repente, alguém da legião que os perseguia (geralmente de chapéu branco) gritava: "Agora vamos conseguir pegá-los! Eles entraram em um desfiladeiro!" E todo mundo sabe que não há por onde sair de um desfiladeiro.

Há desfiladeiros na vida também: situações aparentemente impossíveis onde parece não haver saída nem lugar algum para o qual se desviar. Cercado por obstáculos intransponíveis, você se encontra temporariamente paralisado, sem saber o que fazer. Esses são os momentos em que Deus nos convida a orar.

Em Atos 12, encontramos a história de como Deus assumiu uma situação trágica, até mesmo sem esperança, e deu a volta por cima. Isso aconteceu pelo poder da oração, o tipo de oração que invade o trono de Deus e obtém uma resposta.

Tanto Tiago como Pedro estavam na prisão. Tragicamente, Tiago foi morto. Mas Pedro ainda estava encarcerado, aguardando o seu destino. Embora todas as portas estivessem fechadas, uma permanecia aberta: a porta da oração. A igreja reconheceu que "As armas com as quais lutamos não são humanas; pelo contrário, são poderosas em Deus para destruir fortalezas" (2 Coríntios 10:4).

A oração era e é a arma secreta da igreja. Embora o Diabo tenha dado um golpe contra a igreja, a igreja obteve a vitória através da oração quando Pedro foi milagrosamente libertado.

Infelizmente, não oramos com frequência suficiente. No entanto, é essencial que os cristãos aprendam mais sobre a oração eficaz, porque todos nós certamente enfrentaremos dificuldades, problemas e mais do que alguns desfiladeiros sem saída. Por isso, precisamos descobrir o que Deus pode fazer através do poder da oração.

A oração para o cristão deve ser sua segunda natureza, como respirar. Devemos orar automaticamente, levantando nossas necessidades e pedidos diante do Senhor. Jesus disse que devemos orar sempre e nunca desanimar (ver Lucas 18:1). A oração é algo que nunca devemos evitar e que nunca deve nos cansar. A oração deve ser tecida no nosso dia como um fio de ouro brilhante tecido através de um pedaço de tecido. Quanto mais orarmos, mais veremos o reino de Deus rompendo a escuridão de situações aparentemente impossíveis.

quinta-feira, 16 de maio de 2019

Olhos Fitos em Jesus

"Portanto, também nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta, tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé [...]" (Hebreus 12:1-2)

Nos jogos gregos antigos, um juiz ficava na linha de chegada segurando, de forma muito visível, a coroa de louros que seria entregue ao vencedor. À medida que os corredores se aproximavam da linha de chegada, eles ficavam exaustos, possivelmente em agonia, e sentindo que não poderiam dar mais nenhum passo. Mas de repente, com o prêmio em vista, uma injeção de energia aparecia para o impulso final.

Essa é a cena por trás da frase "tendo os olhos fitos em Jesus" de Hebreus 12:2. Precisamos manter os nossos olhos em Jesus. E nosso prêmio é o privilégio de estar diante Dele e receber a coroa da justiça que Ele nos entregará.

É por isso que buscamos viver vidas santas e tentamos levar pessoas a Ele. Não é para sermos aplaudidos. Não é para sermos famosos ou termos notoriedade. É para somente podermos ouvir Jesus dizer, naquele último dia: "Muito bem, servo bom e fiel." Não, nós não podemos conquistar por nós mesmos a salvação, pois Ele já a conquistou. Mas podemos agradar Àquele que deu a Sua vida por nós. Queremos poder dizer: "Senhor, eu peguei a vida que Tu me deste e tentei fazer a diferença. Aqui está. Eu a ofereço a ti."

Olhos fitos em Jesus... isso o faz continuar, não? Porque, como sabemos, podemos nos sentir desencorajados, às vezes. Pessoas irão lhe decepcionar. Não irão apreciar o seu árduo trabalho ou notar os seus esforços. Não se darão ao trabalho de entender os seus verdadeiros motivos, irão criticar aqueles que não consigam ou não queiram entender. E é aí que você precisa se lembrar: não estou correndo essa corrida por essa ou aquela pessoa. Estou correndo para Ti, Senhor. E eu continuarei correndo... com os olhos fixos em Ti.