segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Cruzar a Linha de Chegada

"Cuidado, irmãos, para que nenhum de vocês tenha coração perverso e incrédulo, que se afaste do Deus vivo." (Hebreus 3:12)

Todos nós sabemos de situações, atividades e lugares que podemos ir e que tornam mais fácil para o diabo nos tentar. Mas agora que fomos libertos de seu poder, não queremos nos colocar em uma posição de vulnerabilidade novamente.

Por que estou dizendo isso? Porque acredito que estamos vivendo nos últimos dias. E um dos sinais proféticos que às vezes esquecemos é que, nos últimos dias, haverá uma grande apostasia, o que significa que as pessoas vão se afastar de Deus.

De acordo com 1 Timóteo 4:1: "O Espírito diz claramente que nos últimos tempos alguns abandonarão a fé e seguirão espíritos enganadores e doutrinas de demônios." Isto significa que nestes dias críticos em que estamos vivendo, o diabo está andando em volta como um leão que ruge e está à procura de pessoas que ele possa atacar (ver 1 Pedro 5: 8).

Mas o livro de Hebreus adverte sobre os perigos de se afastar espiritualmente. Hebreus 3:12 nos diz: "Cuidado, irmãos, para que nenhum de vocês tenha coração perverso e incrédulo, que se afaste do Deus vivo "

Observe que esse versículo não está endereçado aos que não creem. Ao contrário, é um aviso para os cristãos.

A passagem continua: "Pelo contrário, encorajem-se uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama 'hoje', de modo que nenhum de vocês seja endurecido pelo engano do pecado, pois passamos a ser participantes de Cristo, desde que, de fato, nos apeguemos até o fim à confiança que tivemos no princípio."(versos 13-14).

Você entendeu isso? Você tornar-se-á "participante de Cristo", se for fiel até o fim.
Em outras palavras: você precisa cruzar a linha de chegada.

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Guardados Pelo Seu Amor

"Portanto ele é capaz de salvar definitivamente aqueles que, por meio dele, aproximam-se de Deus, pois vive sempre para interceder por eles." (Hebreus 7:25)

A Bíblia sugere que nos mantenhamos no amor de Deus (ver Judas 1:21). Mas também diz, na mesma passagem, que Cristo nos guardará (ver Judas 1).

É uma contradição? De modo algum. Esses versículos se complementam. Eles nos mostram a parte de Deus e a nossa parte. Não nos mantemos salvos, mas nos mantemos a salvo.

O amor de Deus é incondicional; e, felizmente para nós, Jesus Cristo nos ama, nos preserva e intercede por nós perante o Pai.

Porém, podemos fazer coisas que nos tiram de harmonia com o amor d'Ele. É por isso que somos lembrados a nos manter no amor de Deus, o que significa que devemos manter-nos afastados de tudo que não seja como Ele. Temos que manter distância de toda influência que violaria o amor de Deus e traria tristeza ao Seu coração.

Somos amados por Deus e Ele protege seu investimento. Por exemplo, se você tem um par de óculos escuros baratos, pode não pensar muito onde os deixou; mas se tem um par mais caro, você geralmente saberá onde eles estão.

Ou, se você fosse à Disneylândia com os seus filhos, não iria esquecer-se deles. Pelo contrário, iria ficar de olho neles, pois iria proteger aquilo que lhe é muito querido.

Do mesmo modo, somos preservados, somos protegidos e somos guardados pelo poder de Deus. Mas precisamos manter-nos num lugar onde Ele possa mostrar-nos ativamente o Seu amor.
Precisamos manter-nos no amor de Deus.

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

O Privilégio de Dar

"Lembrem-se: aquele que semeia pouco, também colherá pouco, e aquele que semeia com fartura, também colherá fartamente." (2 Coríntios 9:6)

Certa vez ouvi a história de um pregador do Sul dos E.U.A. que pregou à sua congregação: "Temos de engatinhar antes que possamos andar." A congregação respondeu em coro: "Vamos engatinhar, pastor. Vamos engatinhar." 
Em seguida, o pregador disse: "Temos que andar antes de caminhar rápido." "Temos que andar, pastor, então. Vamos andar", foi a resposta. 

O pregador continuou: "Temos que caminhar rápido antes que possamos correr." "Vamos caminhar rápido, pastor. Vamos caminhar rápido", responderam eles. 

"Mas, antes que possamos correr", ele lhes disse: "temos que aprender a dar." Houve um momento de silêncio, seguido por estas palavras: "Vamos engatinhar, pastor. Vamos engatinhar".

Toda vez que um pastor levanta o tema das finanças, algumas pessoas ficam um pouco desconfortáveis. Mas a Bíblia certamente tem muito a dizer sobre dinheiro. 

É o assunto principal de quase metade das parábolas que Jesus contou. Além disso, um em cada sete versículos do Novo Testamento lida com este tema. As Escrituras mostram 500 versículos sobre oração, menos de 500 sobre fé, e mais de 2.000 versículos que tratam do assunto: dinheiro. 

Uma das razões pelas quais nos sentimos desconfortáveis ​​com esse tema é por causa do abuso nessa área por parte de alguns líderes cristãos. Esta distorção das coisas de Deus coloca um gosto amargo em nossas bocas. 

Mas também não devemos descambar para o outro lado e deixar de reconhecer que a Bíblia tem muito a dizer sobre a doação e que há muitas promessas maravilhosas ligadas a isto. 

Sim, é uma responsabilidade, mas é mais do que isso: é um também um grande privilégio.

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

A Urgência do Momento

"Então disse aos seus discípulos: 'A seara é grande, mas os trabalhadores são poucos.'" (Mateus 9:37)

Em seu poema, "A Segunda Vinda", William Butler Yeats escreveu, "Aos melhores, falta convicção; enquanto que aos piores, sobram intensas e apaixonadas certezas."

Este é de certa forma, um ótimo resumo dos tempos em que vivemos hoje: os maus são intensos e apaixonados, enquanto que aos bons falta toda a convicção do mundo.

Enquanto a igreja de hoje brinca com conceitos liberais e até questiona a autoridade da Palavra de Deus, o mundo fora das nossas portas está mergulhando de cabeça no pecado.

Quando é que vamos acordar? Quando é que vamos sair e levar o evangelho ao mundo? O mundo busca sua maldade como nunca antes o fez.

É incrível como algumas pessoas que acreditam em coisas ruins e erradas dedicam toda a sua vida à promover esses conceitos. Enquanto isso, há tantos cristãos que conhecem bem a Bíblia, mas não levantam um dedo sequer para levar o evangelho a alguém que mora bem do lado.

O que vai acontecer? Precisamos acordar para a urgência do momento.

Uma pesquisa entre os cristãos evangélicos revelou que 95% dos entrevistados nunca tinha levado outra pessoa a Cristo. No entanto, Jesus nos deu Suas ordens. Ele disse: "Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo,ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei [...]" (Mateus 28:19-20).

Esta é uma ordem do nosso comandante supremo e não é apenas dirigida aos pastores ou missionários. É dirigida a cada homem ou mulher que profere o nome de Cristo.

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Terminando Bem

"[...] tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim." (João 13:1)

Quando perguntaram para Billy Graham: "Qual foi a maior surpresa da sua vida?", ele respondeu: "A brevidade dela." O tempo passa rapidamente e nós não queremos desperdiçar esta coisa preciosa que Deus nos deu, chamada vida.

Ao longo dos anos, acabei me decepcionando com algumas pessoas que eu achava que iriam fazer grandes coisas para Deus e que na verdade, acabaram foi se afastando d'Ele. Também fui surpreendido por pessoas que eu pensei que jamais se tornariam cristãs e que agora servem ao Senhor com grande eficácia.

É importante lembrar que não somos meras vítimas que não sabem se estão ou não agindo bem espiritualmente. Precisamos entender que as pessoas se afastam porque escolhem. Ou seja, o seu fracasso espiritual geralmente não resulta da decisão de se afastar de Deus. Pelo contrário, são as consequências das escolhas erradas que fazemos na vida que nos levam ao colapso espiritual. Se você quiser fazer isso na vida cristã, então faça. 

Judas 1:1 diz: "[...] aos que foram chamados, amados por Deus Pai e guardados por Jesus Cristo”. O idioma original usou o tempo perfeito. O significado mais próximo é: "Eles são continuamente mantidos por Jesus Cristo." Seja qual for a dificuldade que você enfrenta hoje como crente, você está preservado em Cristo. Ele irá guardá-lo.

Sou grato por aquelas pessoas que conheço que começaram bem, estão indo bem, e parecem que vão cruzar a linha de chegada da vida vitoriosas.
Quero ser uma dessas pessoas. Você não?

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

O Privilégio de Poder Doar

"Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração." (Mateus 6:21)

Foi Martinho Lutero que disse há três conversões necessárias: a conversão do coração, a conversão da mente e a conversão do bolso. Mas para a maioria de nós, a última é muitas vezes a mais difícil.

Você pode dizer muito sobre uma pessoa pelas doações que ela faz ou pelas que deixa de fazer. Você pode dizer muito sobre alguém, dando uma olhada no seu talão de cheques, porque ele vai revelar muito sobre os seus valores reais.

Por que? Porque Jesus disse: "onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração." (Mateus 6:21).

Existe um ditado que diz deveríamos "doar até doer"; mas, na realidade, o que deveria acontecer é doer quando deixamos de doar. Devemos ter em mente quão grande privilégio é poder fazer uma doação.

Isso é também um teste da nossa fidelidade a Deus. Jesus disse: "Assim, se vocês não forem dignos de confiança em lidar com as riquezas deste mundo ímpio, quem lhes confiará as verdadeiras riquezas?" (Lucas 16:11).

Antes que Deus nos confie a responsabilidade espiritual, Ele quer ver como fazemos com os recursos financeiros e bens temporais que Ele colocou aos nossos cuidados.

À medida que damos generosamente, Deus também dará generosamente para nós. Como damos a Ele do que temos recebido, ele vai atender às nossas necessidades.

Isso não quer dizer que estejamos fazendo algum tipo de acordo com Deus, estipulando que à medida que damos a Ele, Ele deve dar de volta para nós de forma multiplicada. Esse seria um motivo errado.

O motivo certo seria dizer: "Senhor, porque você tem dado a mim, eu fico feliz em dar de volta para Você." O benefício adicional é que Deus promete dar-lhe ainda mais de volta.

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Através dos Olhos de Deus

"Ao ver as multidões, teve compaixão delas, porque estavam aflitas e desamparadas, como ovelhas sem pastor." (Mateus 9:36)

Em qualquer lugar que Jesus fosse, Ele era muito procurado. Havia sempre uma multidão ao Seu redor, o que era compreensível pois Ele era Deus em forma humana caminhando pela rua.

Todos queriam alguma coisa. Havia aqueles que queriam simplesmente tocá-lo, como a mulher que havia gastado todo o seu dinheiro com médicos, tentando ser curada, mas sem sucesso. Quando ela tocou a orla de Seu manto, foi restaurada e curada. 

Há a história da mulher siro-fenícia que trouxe seu filho endemoniado a Jesus e a história de Jairo, que veio e pediu a Jesus para curar sua filha doente. 

Todo mundo precisava de algo, mas Jesus sabia que eles precisavam mais do que apenas uma cura, mais do que apenas um toque e mais do que apenas uma palavra. Ele sabia que a necessidade mais profunda estava em suas almas. 

Vemos isso demonstrado em várias ocasiões. Apesar de Sua agenda extremamente ocupada, Ele saiu do Seu caminho para atender a uma mulher samaritana em uma pequena cidade onde estava o poço de Jacó, mesmo que ela não soubesse que tinha um compromisso com Deus. Ela foi até o poço naquela hora do dia, porque era rejeitada socialmente. 

Às vezes, ficamos com raiva quando as pessoas fazem coisas erradas. Não só odiamos o pecado, mas acabamos odiando o pecador também. 

No entanto, Deus quer que entendamos que apesar do pecado, o pecador é amado por Deus. Talvez ninguém nunca disse a ele que existe outra maneira de viver. 

Que Deus nos dê olhos para ver este mundo como Ele o vê.