sexta-feira, 6 de maio de 2016

A Medida da Vida

Mostra-me, Senhor, o fim da minha vida e o número dos meus dias, para que eu saiba quão frágil sou" (Salmos 39:4)

Parece que todo mundo busca saber como dar um jeito de prolongar a sua vida. Mas aqui está o que devemos saber: Deus tem marcado tanto o dia de nosso nascimento como o de nossa morte. Jó, falando com Deus, disse: "Os dias do homem estão determinados; tu decretaste o número de seus meses e estabeleceste limites que ele não pode ultrapassar." (Jó 14:5). Davi orou: "Mostra-me, Senhor, o fim da minha vida e o número dos meus dias, para que eu saiba quão frágil sou" (Salmos 39:4).

Digamos que o seu médico lhe chamasse no consultório amanhã e dissesse: "Acabei de receber seus exames e é com pesar que lhe informo que você tem somente mais 1 ano de vida". Se essa fosse a situação, como você viveria a sua vida daquele momento em diante? Você a viveria de maneira diferente?

No texto intitulado "Se eu tivesse minha vida para viver novamente", a humorista americana Erma Bombeck escreveu: "Mas, principalmente, se eu tivesse mais uma oportunidade de viver minha vida, eu iria aproveitar cada minuto dela... olhar para ela e realmente vê-la, experimentá-la, vivê-la até ela se esgotar. Nunca iria desperdiçar um minuto sequer. Iria aproveitá-lo até que não houvesse mais nada dele".

A questão não é simplesmente viver uma vida longa; é viver uma vida plena e com propósito. Às vezes as pessoas vivem longas vidas e as desperdiçam. Ou vivem longas vidas e fazem coisas terríveis com elas. Outros, ainda, vivem vidas curtas, mas que fazem uma grande diferença.

Corrie Ten Boom disse: "A medida da vida não é sua duração, mas a sua doação."
- Que tipo de doação a sua vida tem proporcionado?
Link para o texto original

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Esperança Para a Sua Família

"Louvado seja o Senhor, o Deus de Israel, porque visitou e remiu o seu povo." (Lucas 1:68)

A genealogia de Jesus em Mateus 1 e Lucas 3 nos ensina que há esperança para o futuro e para o futuro de nossas famílias. A maioria de nós provavelmente não tem nenhum assassino ou prostituta em sua árvore genealógica, como Jesus tinha, mas pode haver alguns adúlteros, mentirosos e trapaceiros. No entanto, Deus pode intervir.

Como se encontra a sua família agora? Homens, vocês estão sendo os líderes espirituais de suas famílias como Deus os chamou para ser? Deus chamou você para ser um líder para a sua esposa e para amá-la como Cristo ama a Igreja (ver Efésios 5:25). Ele lhe chamou para ser um representante de Si mesmo a seus filhos, um modelo a ser seguido.

A esposa deve amar o seu marido (ver Tito 2:4) e respeitá-lo (ver Efésios 5:33). Quando foi a última vez que você disse ao seu marido que o amava? Ele precisa de encorajamento. Ele precisa ser encorajado. Ele precisa saber que você aprecia e observa todas as coisas que ele faz por você. Você precisa dizer a seu marido que o ama.

Pai, você está dando um exemplo a ser seguido pelos seus filhos? É tão trágico quando vemos o mau comportamento do pai sendo praticado por seus filhos e até mesmo por seus netos. Mas Deus pode intervir e mudar as coisas.

Não importa onde estamos na vida, precisamos ser fiéis a Deus. E se você fez uma confusão em sua vida, a boa notícia é que Jesus pode limpar essa bagunça. Ele pode desembaraçar as coisas. Pode resolvê-las. Se você comprometer a sua vida com Ele, Ele o perdoará e o transformará, não importa o que você tenha feito até esse ponto.
Mas você deve pedir a Sua ajuda.

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Algo Bom a Partir de Algo Ruim

“Registro da genealogia de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão: [...]” (Mateus 1:1)

A vida de Davi, o maior rei da história de Israel, poderia ser resumida em dois nomes: Golias e Bate-seba.

A maior vitória na vida de Davi, é claro, foi quando ele matou Golias. Nenhum homem que estivesse disposto a enfrentar o musculoso gigante foi achado no exército de Israel. Mas Davi olhou para o gigante de cima a baixo e disse para o rei Saul: “Teu servo é capaz de matar tanto um leão quanto um urso; esse filisteu incircunciso será como um deles, pois desafiou os exércitos do Deus vivo.” (1 Samuel 17:36). Você conhece o restante da história: Davi carregou sua funda com uma pedra, lançou-a e Golias caiu. 

Então veio a grande derrota de Davi. Ele se deitou com Bate-seba, esposa de Urias, e uma criança foi concebida. Ele tentou encobrir, sem sucesso, trazendo Urias para permanecer com a esposa de forma que pensasse que a criança fosse sua. Por fim, Davi enviou Urias para os pontos mais perigosos da batalha, enviando-o para a morte.

O que é surpreendente é que, apesar do seu pecado, Davi faz parte da família mais exclusiva da história: a genealogia do Messias. Ele não somente faz parte da família, como pode ser considerado o membro mais importante dela, após Jesus Cristo. Quando o anjo Gabriel visitou Maria, falou sobre Jesus: “Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo. O Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi” (Lucas 1:32). Quando Jesus esteve na terra, as pessoas chamavam-no de “Filho de Davi”.

O nome de Davi foi resgatado, apesar de suas falhas. Apesar de Davi ter sofrido as consequências do seu pecado, Deus fez algo bom do ruim. E Ele pode fazer o mesmo por nós.
Link para o texto original

terça-feira, 3 de maio de 2016

Estamos Nos Afogando

"Portanto ele é capaz de salvar definitivamente aqueles que, por meio dele, aproximam-se de Deus, pois vive sempre para interceder por eles." (Hebreus 7:25)


Há alguns anos eu estava na praia com meu filho Jonathan, que era bem pequeno na época. Eu o estava ajudando a pegar ondas, quando, sem perceber, fui pego por uma correnteza. De repente, eu já não conseguia mais tocar o chão. Percebi que estava sendo puxado por esSa pequena correnteza e o frustrante era que eu estava bem perto da praia.

Teria sido extremamente humilhante para mim, um cara que frequentou a praia a vida toda, pedir ajuda estando tão perto da areia. Então, eu não disse nada. Estava segurando Jonathan acima da água, sendo puxado cada vez mais para fora. Notei que o salva-vidas estava olhando para mim, provavelmente esperando para eu gritar por socorro, mas eu não queria fazer isso.

Eu estava sendo puxado cada vez mais para fora e cada vez mais para o fundo e o salva-vidas provavelmente pensava: "Que idiota! Vou ter que salvar esse cara". Ele começou a nadar em nossa direção e assim que ele chegou até nós, eu consegui finalmente colocar os meus pés no chão novamente. Então eu disse a ele: "Estou bem. Está tudo bem."
- Por que eu não pedi ajuda? Porque eu fui orgulhoso demais para isso.

Da mesma forma, não gostamos de dizer: "Preciso da ajuda de Deus." Queremos dizer: "Sou uma boa pessoa. Sou forte". Embora você possa ser um bom homem ou uma boa mulher, você pecou, ​​assim como cada um de nós tem pecado. E um pecado é suficiente para nos manter fora do céu. É por isso que precisamos de um Salvador. Precisamos de um Salvador, porque estamos nos afogando.
Jesus é um presente de Deus para nós.
Link para o texto original

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Plenamente Deus e Plenamente Homem


"Portanto, visto que temos um grande sumo sacerdote que adentrou os céus, Jesus, o Filho de Deus, apeguemo-nos com toda a firmeza à fé que professamos, pois não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas sim alguém que, como nós, passou por todo tipo de tentação, porém sem pecado." (Hebreus 4:14-15)

Antes que houvesse mundo, antes que houvesse planetas, antes que houvesse luz, antes que houvesse matéria, havia Jesus. Coigual, coeterno e coexistente com o Pai e o Espírito Santo, Jesus estava com Deus — e era Deus. João 1:1-2 nos diz: "No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. Ela estava com Deus no princípio".

Não podemos precisar o momento no tempo em que houve o princípio, pois João estava voltando no tempo até a eternidade passada. Ele estava voltando mais do que nossas mentes podem imaginar.

Jesus é Deus e deixou a segurança do céu. Ele entrou em nosso mundo, respirou o nosso ar, compartilhou a nossa dor e passou pelo que passamos. Ele era plenamente Deus e plenamente homem. Isso não quer dizer que tivesse capacidade de pecar; isso não podia nem havia de acontecer. Mesmo assim, Ele era humano. Estava num corpo humano, sentia emoções humanas, tinha limitações físicas, sentia dor de verdade. Era sangue mesmo o que corria em suas veias. Mesmo assim, Ele era divindade. Era Deus em forma humana.

Jesus não se tornou idêntico a nós, mas veio a identificar-Se conosco. Na verdade, não havia como Ele identificar-Se conosco mais de perto do que Ele Se identificou. Como Hebreus 4:15 nos lembra: "não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas sim alguém que, como nós, passou por todo tipo de tentação, porém sem pecado".

Foi total identificação sem perda de identidade, pois Ele Se tornou um de nós sem deixar de ser Quem Ele era. Tornou-Se humano sem deixar de ser Deus. Jesus deixou o céu, viveu nossa vida e morreu nossa morte. Passou pelo que passamos — e muito mais.
Link para o texto original

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Não Lute, Apenas Descanse

"Então disse o homem: 'Seu nome não será mais Jacó, mas sim Israel, porque você lutou com Deus e com homens e venceu'." (Gênesis 32:28)

Jacó, filho de Isaque e neto de Abraão, era um trapaceiro. Ele simplesmente não podia esperar o tempo de Deus. No dia em que Jacó e seu irmão gêmeo Esaú nasceram, Esaú veio primeiro, com Jacó agarrado em seu pé. É assim que Jacó ganhou o seu nome, que significa "agarrado no pé".

Quando eles estavam mais velhos, Jacó não apenas convenceu Esaú a vender-lhe a sua primogenitura por um prato de lentilha, mas também enganou o seu pai Isaque, ao fazer-lhe dar a bênção que era destinada a Esaú. Esaú queria matá-lo por isso. Jacó fugiu então para o exílio e acabou trabalhando para alguém que ele merecia: um homem chamado Labão. Labão era tão trapaceiro quanto Jacó.

Passados muitos anos, Jacó fez a viagem de volta para casa e, no caminho, a Bíblia nos diz em Gênesis 32:24 que "Jacó ficou sozinho. Então veio um homem que se pôs a lutar com ele até o amanhecer." Era como se Deus dissesse: "Você está sempre lutando comigo, então vamos resolver isso agora."

Mas Jacó era um cara duro, e ele não iria desistir. Consequentemente, Deus tocou na articulação da coxa de Jacó, de forma que lhe deslocou a coxa enquanto lutavam. Isso fez com que Jacó se apegasse nesse mensageiro do céu, e ele disse: "Não te deixarei ir, a não ser que me abençoes!" (Versículo 26). Jacó parou de resistir e passou a descansar no Senhor. Em vez de lutar com Deus, ele estava se entregando a Deus, assim Deus deu-lhe um novo nome.

Você está lutando com Deus? Lutamos com Deus quando Ele nos revela a Sua vontade e dizemos que queremos a nossa vontade no lugar da d'Ele. Mas muito melhor é quando nos entregamos a Ele. Corrie Ten Boom disse: "Não lute, apenas se abrigue."
Não lutes contra Aquele que tem os teus melhores interesses em mente.

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Segundas Chances

"Mas, quando chegou a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido debaixo da lei, a fim de redimir os que estavam sob a lei, para que recebêssemos a adoção de filhos." (Gálatas 4:4-5)

Algumas pessoas estão muito interessadas em pesquisar sua árvore genealógica. Muitas vezes estão esperando estar ligadas a alguém importante, talvez uma figura histórica ou um membro de alguma família real. Mas às vezes descobrem coisas que preferiam não saber. Descobrem em sua árvore genealógica alguns personagens com má fama.

Você pode se surpreender ao saber que a árvore genealógica de Jesus Cristo foi uma das árvores genealógicas mais bagunçadas de todos os tempos. Registrada para nós em Mateus 1 e Lucas 3, ela incluía prostitutas, fraudadores, adúlteros, mentirosos, e até mesmo um assassino. No entanto, temos que lembrar que toda a Escritura é dada por inspiração de Deus e isto inclui as genealogias. E na genealogia de Jesus, a graça de Deus está em exibição.

Normalmente, as genealogias judaicas não incluíam mulheres. Mas na genealogia de Jesus descrita em Mateus, encontramos cinco: Tamar, Rabá, Rute, Bate-Seba, e claro, Maria. O que é fascinante sobre essas mulheres na genealogia mais exclusiva da história é que diversas delas eram imorais. Isso nos lembra que Jesus veio para curar vidas destruídas e restaurar esperanças despedaçadas.

Gálatas 4 coloca desta forma: "Mas, quando chegou a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido debaixo da lei, a fim de redimir os que estavam sob a lei, para que recebêssemos a adoção de filhos" (Gálatas 4:4-5). A palavra "redimir", ou também resgatar, utilizada aqui, significa a compra em um mercado de escravos. Este termo teria sido imediatamente compreendido por pessoas que viveram no primeiro século, porque a escravidão ainda era uma prática. 

Jesus nos resgatou, o que significa que Ele nos deu a nossa liberdade. Isso é o que Jesus fez por nós. Deus dá uma segunda chance. E Ele pode redimir a bagunça que fazemos de nossas vidas.